Estudo para o encontro de Homens, mulheres e jovens. Tema: Restaurado para Servir

Restaurado para Servir

Mateus 8.14,15

INTRODUÇÃO

A presente passagem bíblica narra a impressionante cura da sogra de Pedro. Mateus registrou que a mulher estava acometida de uma infecção muito forte, que a impossibilitava de fazer as suas tarefas domésticas, e que mesmo com a chegada de Cristo ela não conseguia sair da cama. Foi preciso Jesus ajudá-la, tomando-a pela mão, somente depois disso ela passou a servi- los. A humanidade inteira também foi acometida de uma enfermidade em comum: o pecado. Por esta razão, Paulo escreveu: “Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados” (Ef 2.1). Em outras palavras, Deus tomou a iniciativa de nos sarar (veja l Pedro 2.24), por Sua graça – pelo sangue de Cristo – para que sirvamos a Ele e ao próximo.

PROPOSIÇÃO: Deus nos restaurou e equipou para que cumpramos o nosso ministério.

I- O PECADO NOS IMPEDE DE SERVIR A DEUS E AO PRÓXIMO.

Jesus Cristo viu a mulher enferma, e foi ao seu encontro para restaurá-la. A nossa necessidade nunca passa desapercebida do Pai (veja Mateus 6.8), entretanto, o pecado nos faz olhar somente para os nossos interesses. Quando seremos realmente espirituais, maduros? Quando conseguiremos vislumbrar além do nosso “umbigo?”. As crianças normalmente são egoístas por natureza, se pudessem não dividiríam nada, principalmente o amor de seus pais com seus irmãos.

Mateus registrou que a sogra de Pedro estava “…acamada e ardendo em febre” (v. 14). A febre é uma reação natural do corpo, por causa de alguma infecção. Enquanto o pecado dominar o homem (veja João 8.34), este nunca terá disposição abnegativa para servir, mas em seu lugar manifestará toda espécie de reações negativas: indisposição (“corpo mole”), omissão, desculpas irresponsáveis, frieza, indiferença etc.

Precisamos do “toque curador” de Jesus Cristo, pois nele temos o necessário poder restaurador. A cura da mulher foi instantânea e completa, do mesmo modo, a salvação de Deus é eterna e uma posse presente {veja João 5.24). Mas será que estamos imediata e plenamente dispostos a servir a Deus? Qual é, afinal, a melhor forma de agradecermos a Deus por Sua graça? A Bíblia responde: “Foi o próprio Deus quem fez de nós o que somos e nos deu uma vida nova da parte de Cristo Jesus; e muitos séculos atrás, Ele planejou que gastássemos essa vida em auxiliar aos outros” (Ef 2.10; BV).

II- DEPOIS DE SARADOS, ESTAMOS PRONTOS PARA SERVIR!

O ex-endemoninhado de Gadara pediu insistentemente que Cristo permitisse que ele o seguisse em sua jornada, mas o Mestre lhe respondeu: “Vai para tua casa, para os teus. Anuncia-lhes tudo o que o Senhor te fez e como teve compaixão de ti” (Mc 5.19). O homem salvo, liberto, restaurado e obediente está em condições de produzir no Reino de Deus e de fazer algo (testemunhando) pelos que sofrem (por exemplo: casa de recuperação de drogados).

Quando Jesus respondeu ao pedido da mãe de Tiago e João, disse que quem busca servir aos demais é grande para com Deus, pois Ele mesmo “não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Mt 20.28). O amor nos ajuda a ver e buscar o interesse dos outros antes dos nossos (veja I Coríntios 13.5).

A Bíblia apresenta inúmeras maneiras de servirmos no Reino de Deus. Por exemplo, Jesus Cristo ordenou o seguinte: “Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas. Dá a quem te pede e não voltes as costas ao que lhe deseja que lhe emprestes” (Mt 5.41). Além desses, Deus pode usar uma habilidade natural que Ele nos deu para abençoarmos nossos semelhantes, como: Preparar comida e demais deveres domésticos (Marta; veja João 12.2: Lucas 10.40); hospedagem ou construção de imóveis (2Reis 4.10); ornamentar o templo (2Crônicas I 2.13,14); costurar ou confeccionar roupas e calçados (Atos 9.39); transportar pessoas (Marcos i 11.2,3); serviços médicos (Colossenses 4.14) ou de saúde etc.

III- DEUS ESPERA A NOSSA BOA VONTADE E RECONHECIMENTO.

Além de salvar, o Senhor também nos dá um chamado específico em Sua obra. Com a vocação, Ele ainda nos concede as condições básicas, nos equipando com seus dons, para fazermos a Sua obra. Estamos dispostos a obedecer e a não enterrar nossos talentos? (veja Mateus 25.25).

Infelizmente, muitos se omitem! Todos querem a bênção de Deus, mas não o seu “jugo” (veja Mateus 11.18). Mateus escreveu que a mulher “…se levantou e passou a servi-lo” (v. 15). Precisamos nos levantar do comodismo, da falta de compromisso, dos interesses pessoais, do estado de entorpecimento ou sonolência espiritual (I Tessalonicenses 5.6) que nos impedem de perceber e de agir diante da miséria alheia.

Notamos que a mulher curada não demonstrou qualquer sinal de cansaço ou fraqueza. A Obra de Deus é perfeita, e em Jesus nós temos vida e força, estamos salvos para servir. A melhor forma de gratidão é o serviço voluntário. Deus espera de cada um de nós a iniciativa, a criatividade e, sobretudo o voluntariado.

CONCLUSÃO

Formos salvos e restaurados para servir! Não faz sentido ficarmos desfrutando a nossa salvação, sem fazer nada pelos outros que estão na mesma condição que estávamos. Abem da verdade, o egoísmo nos atrapalha de pensar nos outros, mas o altruísmo, ao contrário, produz um sentimento de amor desinteressado pelos que estão em grande necessidade. Será que conseguimos enxergar além da nossa carência? Pensemos nesta verdade: Enquanto Jó orava por seus desafortunados amigos, Deus lhe restituía todos os seus bens (42.10).

Fonte: https://pastorjosiasmoura.com/

Para Mais informações acesse: http://setebras.hospedanet.org/

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s