Encontro de homens, mulheres e jovens. Tema: Os propósitos de Deus para a Igreja Parte 01

Os propósitos de Deus para a Igreja

Parte 01

Mateus 22.34-40

INTRODUÇÃO

A passagem em estudo é um maravilhoso resumo do decálogo e de toda Lei mosaica. Em outras palavras, a Lei se resume em um mandamento para o homem em relação a Deus e em outro em relação a seus semelhantes. No coração desses dois mandamentos estão subentendidos dois propósitos de Deus para o Seu povo na terra. O primeiro fala da nossa razão de ser, pois somos criados para adorar, servir, glorificar ao Deus Eterno. Já o segundo aponta para o nosso amor pelo próximo, amor que demonstramos por meio de atos de serviço ou socorro.

PROPOSIÇÃO: A prioridade na vida do crente deve ser a de cumprir o propósito de Deus.

I- O PROPÓSITO DE DEUS PARA A IGREJA.

A Bíblia declara que: “Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor” (Pv 19.21; NVI). Isto significa que pelo livre-arbítrio nós planejamos, todavia é o Senhor quem sempre decide (veja Tiago 4.15). Em outras palavras, devemos descobrir – pela Palavra – quais são os propósitos de Deus para a nossa vida como igreja e cumpri-los.

O termo propósito tanto no hebraico (zãmam – veja Jó 42.2) quanto no grego (prothesis – Efésios 1.11) possui o mesmo significado: planejar, considerar, tencionar e fazer propósito. O Dicionário Aurélio define essa palavra nos seguintes termos: “Algo que se pretende fazer ou conseguir; intenção, intento, projeto. Deliberação, determinação, decisão, resolução”.

O NT apresenta de maneira clara cinco propósitos ou decisões de Deus para a Sua igreja na terra. Todos eles são consubstanciados por inúmeras passagens e ilustrados de diversos modos. Por exemplo, adorar a Deus é um mandamento (veja Lucas 4.8), mas o salmista nos convida a fazer isso de maneira espontânea: “Engrandecei o Senhor comigo, e todos, à uma, lhe exaltemos o nome” (SI 34.3). Quando uma igreja se une em tomo dos propósitos de Deus (ICoríntios 1.10), não há espaço para qualquer forma de divisão, mas apenas existe um esforço concentrado, e o resultado disso será o crescimento do Reino de Deus.

II- PRIMEIRO PROPÓSITO: ADORAR (AMAR) A DEUS DE CORAÇÃO.

Ao responder a um intérprete da lei, Jesus Cristo declarou que o primeiro e grande mandamento é: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento” (Mt 22.37). De que maneira demonstramos nosso amor a Deus? Em um primeiro momento, fazemos isso recebendo pela fé e com gratidão o Seu presente de salvação em Cristo, mas sem dúvida, a melhor forma de expressarmos nosso amor ao Pai está em nos submeter alegremente à Sua Palavra (veja João 14.23,24).

Jesus afirma que Deus está à procura de adoradores e não de adoração (veja João 4.23), ou seja, de pessoas que reconheçam a Sua soberania e se entregam ao amoroso poder controlador do Espírito Santo, a fim de poderem oferecer uma adoração que satisfaça a Deus: “em espírito e em verdade”. Uma das mais conhecidas formas de adoração a Deus ocorre durante os louvores (Efésios 5.19), quando celebramos Sua presença, quando lhe declaramos nosso amor e devoção, quando proclamamos Seus feitos maravilhosos em atitude de total gratidão etc.

Apesar dos cânticos serem um importante “veículo” de adoração a Deus, na verdade Ele deseja que O adoremos em todo o tempo e em tudo que fizermos. Em outras palavras, nossa vida deve ser uma constante adoração ao Pai. Então, precisamos desenvolver um estilo de vida que cumpra o propósito bíblico da adoração a Deus (veja João 4.23).

Existe muita coisa neste mundo que deseja a nossa adoração, por essa razão Jesus declarou: “…Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto” (Mt 4.10). Deus não aceita dividir a nossa adoração ou devoção. Somente a exclusividade agrada a Ele. Jesus Cristo também enfatizou que: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro…” (Mt 6.24).

III- SEGUNDO PROPÓSITO: SERVIR (AMAR) AO PRÓXIMO COMO A NÓS MESMOS.

Na seqüência, Jesus Cristo responde ao fariseu dizendo que o segundo grande mandamento da lei é: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (v. 39). Quem é o nosso próximo? Na parábola do bom samaritano, Jesus ensina que o nosso próximo é qualquer pessoa com quem entrarmos em contato, seja ela cristã ou não (veja Lucas 10.29-37).

Tiago chama de lei “régia” ou real o mandamento de Cristo: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (2.8), e ele nos lembra que Deus deseja que calibremos os nossos relacionamentos com base nessa ordem, e isso equivale a dizer que devemos tratar os outros como gostaríamos de ser tratados, ou seja, sem discriminação, favoritismo e coisas semelhantes a estas (veja Lucas 6.31).

Está em vista o mesmo amor sacrifical de Cristo por nós: “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar a nossa pelos irmãos” (1 Jo 3.16). Talvez não seja necessário morrer por alguém, mas sem dúvida o amor somente se revela quando decidimos fazer algo de concreto em favor dos que sofrem, e isso sem medir conseqüências, como se fosse para nós mesmos.

A melhor forma de demonstrarmos amor pelo próximo é servindo-o. Podemos fazer isso de várias maneiras. Por exemplo, João diz: “Ora, aquele que possuir recursos deste mundo (dinheiro), e vir a seu irmão padecer necessidade (fome ou nudez), e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus?” (l Jo 3.17); em outras palavras, amamos amparando, alimentando, aquecendo, socorrendo etc. O amor de lábios é condenado nas Escrituras (veja l João 3.18; Ezequiel 33.31).

CONCLUSÃO

A prioridade na vida de todo cristão renascido deve ser o cumprimento, a obediência imediata dos propósitos de Deus. Adorar a Deus com os nossos lábios e atitudes e amar ao nosso próximo servindo-o em suas necessidades constituem-se dois dos cinco propósitos de Deus para a Sua igreja (os outros três são: a evangelização, a comunhão e o discipulado). À medida que compreendermos cada um deles, devemos cumpri-lo com alegria e rapidez.

curso-de-teologia-semi-presencial

 ATENÇÃO: AVISAMOS A TODOS QUE MORAM EM JOÃO PESSOA, QUE NO DIA 05 DE ABRIL, COMEÇARÁ NA IGREJA BETEL BRASILEIRO UM CURSO DE TEOLOGIA BÁSICA. ESTA SERÁ UMA OPORTUNIDADE ÚNICA PARA FAZER UM CURSO TEOLÓGICO.

PÚBLICO ALVO: Lideres, Pastores e missionários, e cristãos em geral que desejam adquirir mais conhecimento da palavra.

MENSALIDADE: R$ 50,00

DATA DO INÍCIO: Quarta feira, dia 05/04/2017, a partir das 19.30hs.

TEMPO: 1 ano e 4 meses com CERTIFICADO DO SEMINÁRIO TEOLÓGICO BRASILEIRO (SETEBRAS)

AULAS: PRESENCIAIS COM PROFESSORES QUALIFICADOS E USO DE AMBIENTE DE APRENDIZAGEM PELA INTERNET.

COMO FAZER SUA MATRÍCULA: 1)Pegando a ficha de matrícula na Igreja Betel Geisel, 2)Ou pelo site no endereço: http://setebras.hospedanet.org/curso-de-teologia-semi-presencial.html

Pr Josias Moura
Coordenador do Curso

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s