Estudo Bíblico para EBD. Tema: Vestindo-se de humildade

Vestindo-se de humildade

I Pedro 5.5

INTRODUÇÃO

Para Deus, a verdadeira beleza do cristão, consiste de uma combinação de virtudes, que nada mais é que a manifestação espontânea de qualidades morais e éticas, próprias da natureza de Cristo; e entre essas virtudes figura a humildade. Para o apóstolo Paulo, a forma mais eficaz de enfrentar e vencer a carne (mais especificamente a soberba), é se revestindo do Senhor Jesus Cristo (veja Romanos 13.14), e esta expressão equivale dizer que como cristãos regenerados, precisamos externar em atitudes diárias a prova da nossa conversão e verdadeiro discipulado de Cristo (Mateus 11.29).

PROPOSIÇÃO: Enxergamos nossa real condição nos achegando a Deus, pela fé e em verdadeira humildade.

I- “…PORQUE DEUS RESISTE AOS SOBERBOS”.

Por que razão Pedro fez tal afirmação? Em que área de nossa vida (casamento, trabalho, ministério etc.) precisamos ser mais humildes? Carecemos nos “vestir de humildade”, porque Deus detesta a soberba ou a arrogância. A soberba é irmã gêmea da inveja e o significado desta última palavra pode-se resumir em tristeza pelo bem dos outros. Ainveja, por sua vez, está profundamente “casada” ou aliançada como o ciúme e esse mau procedimento, em poucas palavras, é o mesmo que: medo de perder algo.

O termo grego para soberba é hyperefanos, e significa arrogante, imponente, altivo, orgulhoso; e traz o sentido de alguém que se considera e se comporta como se estivesse acima dos demais, melhor que os outros. Para o apóstolo Paulo – profeticamente falando – esta é uma das características ou evidência do final dos tempos (veja 2Timóteo 3.2).

A soberba é própria do caráter de Satanás, pois, ele, no passado, ensoberbeceu-se, desejando igualar-se ou estar acima de Deus (veja Isaías 14.12-15; ITimóteo 3.6). Esse comportamento carnal normalmente não se manifesta na vida de pessoas espirituais, pois por via de regra elas vivem orando, vigiando, lendo a Bíblia de modo prático etc., mas com relação aos crentes carnais, infiéis, partidários, insubmissos, membros do “PCC” (partido da contenda e do ciúme – ICoríntios 3.3) a coisa é bem diferente.

Pedro afirma que Deus resiste a indivíduos soberbos. O termo grego para resistir é antitásso, e significa opor-se, oferecer resistência. Em outras palavras, Deus tem aversão, ojeriza a tal comportamento, e, Ele se coloca contra, impedindo o acesso do soberbo à Sua graça ou bênçãos (veja Salmo 37.35,36). Isto quer dizer que o crente soberbo não deve prosperar em área alguma da vida até que seja humilde ou que o Senhor o humilhe a fim de livrá-lo do pior.

A Bíblia está repleta de exemplos de homens soberbos: Faraó do Egito, que perseguiu e afligiu os israelitas (veja Êxodo 14); Nabal que recusou ajuda a Davi e seus soldados (ISamuel 25.10), e monreu vergonhosamente (ISamuel 25.38); Saul que se auto-exaltou (ISamuel 15.12), depois de desprezar as ordens expressas de Deus, por essa razão, perdeu o trono e a vida (ISamuel 15.23,26; 31.4). Judas Iscariotes, Herodes (Atos 12.23) etc.

Aos soberbos, sobrevêm a desonra (veja Provérbios 11.2), a contenda (13.10). a ruína e a queda (16.18), e a condenação de Deus (16.5). Uma das formas de um crente demonstrar soberba no seu relacionamento com outras pessoas, sobretudo com seus superiores, seja no trabalho seja no ministério, vem por meio da falta de hombridade de caráter em assumir suas falhas, vem pela desavergonhada apresentação de “justificativas” por suas claras faltas. Uma pessoa humilde não é imperfeita, mas quando erra, tem a capacidade de assumir seus erros (2Samuel 12.13) e de pedir perdão.

II- “…CONTUDO, AOS HUMILDES CONCEDE A SUA GRAÇA”.

Pedro trata da humildade como uma virtude indispensável para a convivência e o trato com outras pessoas. Humildade é a união das palavras tapeinós, humilde, modesto, simrles. com phronesis, mente, compreensão, modo de pensar. Paulo resume a humildade nos seguir.tes termos: “…considerando cada um os outros superiores a si mesmo” (Fp 2.3). Quem é humilde aceita com tranqüilidade uma posição de serviço, buscando com isso os interesses dos irmãos (veja Filipenses 2.4). Outras virtudes estão automaticamente atreladas à humildade, e são: misericórdia (amor), bondade, mansidão e longanimidade (calma, paciência; Colossenses 3.12 :

Pedro declara que Deus concede a Sua graça aos humildes. O termo graça é cháris no grego, e significa favor, ajuda graciosa, boa vontade. Em outras palavras, o crente humilde é aprovado por Deus, e será alvo do Seu amoroso cuidado. O Senhor sempre lhe será favorável, acessível e pronto em socorrê-lo (veja Salmo 37.23,24).

Exemplos de pessoas humildes: Abraão, José filho de Jacó, Moisés (veja Êxodo 4.10.131. Ana, mãe de Samuel; José, marido de Maria (Mateus 1.19); Jesus Cristo que lavou os pés dos discípulos (João 13.12-17) e se esvaziou voluntariamente, assumindo a forma de servo (Filipenses 2.5-9). Com os humildes está a sabedoria e a honra (Provérbios 11.2; 18.12).

CONCLUSÃO

Pedro e Tiago (veja Tiago 4.6) citaram um conhecido provérbio (Provérbios 3.34), que nos faz lembrar duas coisas: a derrota e a condenação de Satanás por sua soberba; e a glória e louvor eterno a Jesus Cristo (Filipenses 2.9-11) por Sua humildade.

Sigamos, pois, o belo exemplo de Cristo, nos colocando sob a liderança um do outro por amor da paz, e pelo exercício da comunhão, pois é nisto que – entre outros – consiste o Reino de Deus: paz, retidão e alegria no Espírito Santo (Romanos 14.17).

Fonte: https://pastorjosiasmoura.com/

Para Mais informações acesse: http://setebras.hospedanet.org/

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s