Estudo para o encontro de Homens, mulheres e jovens. Tema: Em Cristo, as possibilidades são infinitas

Em Cristo, as possibilidades são infinitas

Filipenses 4.13

INTRODUÇÃO

É parte da natureza humana a limitação, e a dependência um do outro e principalmente de Deus. Vivemos em um mundo cheio de altos e baixos, em que o relativismo anda de mãos dadas com a incredulidade e a desconfiança. Nosso tempo é conhecido como a “era da informação”, e também do estresse, por conta da vida extremamente corrida e agitada. Como podemos enfrentar essa realidade circunstancial em que estamos inseridos? Como triunfar sobre as crises e tempestades que muitas vezes a vida nos reserva? Um relacionamento estrito com Jesus é o segredo!

PROPOSIÇÃO: A graça e o amor de Cristo nos capacitam afazermos proezas em e por Deus.

I- TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE.

A palavra tudo no grego original é panta, e indica todas as coisas ou situações. Já o termo grego ischuô traduzido para o português como posso também significa: ter força, capacidade para suportar etc. No caso em questão, o “tudo” a que Paulo se refere faz alusão àquilo que Deus quer para nós ou ao que venhamos fazer para Ele em Sua obra. Obviamente, esse “tudo” não inclui a satisfação de desejos maus ou egocêntricos.

Com toda certeza, esse versículo não é apenas uma frase de efeito, nem uma declaração de otimismo ou positivismo. Está em foco aqui a maravilhosa graça (“A minha graça te basta”; 2Co 12.9) de Deus, que nos sustenta independente das lutas ou tribulações que tenhamos de enfrentar.

Quem confia em Jesus, não anda ou vive ansioso por coisa alguma (4.6), exatamente porque sabe que a paz de Deus guarda o seu coração e mente (4.7), e que em hipótese alguma está à mercê das circunstâncias (veja Romanos 8.28), ou que Deus está alheio a tudo que ocorre com Seus filhos amados. Confiar é o mesmo que ter fé, esperar, descansar.

O pai de um garoto endemoninhado, em seu desespero, perguntou a Cristo: “…se tu podes alguma cousa, tem compaixão de nós e ajuda-nos” (Mc 9.22). A resposta de Jesus é uma clara evidência de que o milagre que buscamos de Deus não depende da Sua boa vontade ou poder, mas da fé de quem o busca. Em outras palavras, a fé no potencial de Cristo é imprescindível para vencermos “no dia mau” (Ef 6.13), pois para Deus não existe nada e ninguém capaz de nos separar do Seu amor em Cristo Jesus (veja Romanos 8.35).

II– JESUS É A BASE DA NOSSA RESISTÊNCIA.

Quem tem Jesus, tem a força, o poder para enfrentar o pior inimigo. O poder, a força, a resistência vêm por meio da nossa união com Jesus. Precisamos aprofundar essa comunhão. Mas como? Pela obediência irrestrita à Sua Palavra, pela oração persistente e sábia: “…tudo quanto em oração pedirdes…” (Mc 11.24; 1 Jo 5.14,15), pelo exercício do temor ou respeito à poderosa presença do Espírito Santo em nós (veja Gálatas 5.16-18).

A palavra “fortalece” no grego (endounamounti) está no tempo particípio presente ativo, indicando uma assistência garantida, e contínua, da parte de Deus e que se faz sentir, por meio daqueles atos de providência e socorro divino.

Cristo nos capacita, dá poder, infunde força para vencermos sempre. A única coisa que temos de fazer é nunca nos afastar dessa maravilhosa fonte. O salmista declara que não teme o pior dos inimigos – a morte – exatamente porque pode contar com a presença de Deus em sua vida (veja Salmo 23.4). Com Cristo no barco, jamais iremos a pique (Lucas 8.24).

Paulo declara, por meio dessa expressão (4.13), o grande valor e principalmente a força da fé. Fala também do potencial que possuímos em Jesus: “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder” (Ef 6.10). Nunca deveriamos pensar que temos em nós alguma condição de enfrentar e vencer o menor de nossos inimigos. A respeito dessa verdade, Paulo escrevendo aos coríntios, diz: “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós” (2 Co 4.7; Ef 3.20).

CONCLUSÃO

Abraão foi muito provado em sua peregrinação (veja Romanos 4.17-21), e no auge da luta a Bíblia diz que ele creu contra a esperança (contra o curso natural das coisas – velhice, pouca ou nenhuma virilidade e fertilidade). Pela fé, o patriarca se fortaleceu, dando glória a Deus, e isso é o mesmo que zombar da situação aparente, pois sua força não estava em si mesmo, mas na promessa de Deus. Podemos tudo em Deus e com Deus, por meio de Cristo Jesus, o Vencedor Invicto.

Fonte: https://pastorjosiasmoura.com/

Para Mais informações acesse: http://setebras.hospedanet.org/

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s