Estudo para EBD. Tema: Os Sinais do verdadeiro Cristão

Os Sinais do verdadeiro Cristão

I Tessalonicenses 1.3

INTRODUÇÃO

A mudança que resulta do somatório de conversão e santificação é capaz de extrair do cristão genuíno um comportamento que reproduz paulatinamente o mesmo caráter de Jesus Cristo. É precisamente isso que Paulo quer dizer dos crentes de Tessalônica: “…de sorte que vos tomaste

O modelo (v. 7); “…vos tomaste imitadores nossos e do Senhor” (v. 6); “…por toda parte se divulgou a vossa fé para com Deus” (v. 8). Não há lugar para apatia ou improdutividade na vida de quem teve uma real experiência com Deus e tem consciência de sua ligação com a Videira verdadeira (veja João 15.1,2). A Videira equivale ao corpo de Cristo ou à Sua Igreja (Efésios 1.23). Veja a seguir três atitudes que são próprias do crente espiritual e que realmente está servindo a Deus com seus dons (v. 9) na igreja local.

PROPOSIÇÃO: Nossa obediência a Deus também se reflete no serviço para a Sua causa.

I- A FÉ VERDADEIRA SE EVIDENCIA POR MEIO DE NOSSO TRABALHO.

No início do versículo, o apóstolo fala de “operosidade da vossa fé”. Quando comparamos este trecho a outras versões da Bíblia, encontramos o seguinte: “obra da vossa fé” (ARC); “Atividade da vossa fé” (BJ); “como vocês puseram em prática a sua fé” (BLH); e “o trabalho que resulta da fé” (NVI).

Existem cristãos que falam, planejam, sonham muito, mas não fazem nada, Tiago diz que provamos nossa fé fazendo isso, porque o desenvolvimento da fé ocorre concomitantemente com a nossa produtividade (veja Tiago 2.22).

Na construção original da frase “operosidade da vossa fé”, lemos: Érgou tês písteos, e o termo ergou faz referência ao trabalho ativo, que envolve a plenitude do serviço cristão. Tem a ver com atividades produtivas, que resultam em algo concreto para o Reino de Deus. E o tipo de trabalho que é dirigido e nutrido pelo poder da fé. Precisamos ter confiança que Deus nos chamou para determinado serviço em Sua causa e que nos capacitará e ajudará a obtermos êxito (veja Efésios 4.7,8,11; Filipenses 2.13).

A fé vem da aceitação das boas novas em Cristo, e que nos leva a confiar plenamente em Deus e Jesus. Essa confiança por sua vez resulta em uma consagração obediente, pois quem tem fé, demonstra isso por meio da ação, de tomá-la visível. Em outras palavras, a fé não é apenas um sentimento otimista, mas é algo que afeta todo ser e nos conduz a um novo modo de vida, voltado, sobretudo, para o serviço de Deus (1.9).

-Exemplos de uma fé ativa: desenvolvimento espiritual (pessoal), ou o fruto do Espírito (veja Gálatas 5.22,23; traços do caráter de Jesus). Algo que afeta a coletividade: Boas obras (socorro aos necessitados, alimento, recuperação de viciados, visita etc.). Toda e qualquer atividade espiritual: evangelizar, interceder, jejuar, ensinar ou discipular, compor e conduzir cânticos, criar e interpretar peças teatrais e danças, sustentar missionários, cuidar de crianças, adolescentes, jovens e idosos, liderar pequenos grupos etc.

II- O AMOR A DEUS E AO PRÓXIMO SE REFLETE EM NOSSO MINISTÉRIO.

Na continuação do versículo, Paulo fala de “abnegação do vosso amor”. Quando comparamos esse trecho com outras versões da Bíblia, encontramos o seguinte: “do trabalho da caridade” (ARC); “como o amor de vocês os fez trabalhar tanto” (BLH); “O esforço da vossa caridade” (BJ); e “o esforço motivado pelo amor” (NVI).

Na construção original da frase “abnegação do vosso amor”, lemos: Kópou tês agápes, e a palavra kópos significa trabalho exaustivo, labor. Está em foco atividades difíceis, incomuns, que envolvem muito empenho e energia da pessoa, em favor de outra; veja um exemplo: “Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vós (Cl 1.3); “…fazendo sempre, com alegria, súplicas por todos vós, em todas as minhas orações” (Fp 1.4).

Em outras palavras, Paulo quis dizer que a fé opera por meio do amor (veja Gálatas 5.6). Esse amor se expressa no cuidado despretensioso pelo bem-estar de outrem, como o de Deus pela humanidade: “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (Rm 5.8). Esse tipo de amor vem do Espírito Santo (1 João 4.8), e se manifesta na vida de quem é controlado ou cheio Dele (Efésios 5.19). O amor é o inspirador de todas as virtudes e a principal delas é aquela que se expressa pelo serviço ao próximo.

III– PERSEVERAMOS NO MINISTÉRIO POR CRERMOS NA FIDELIDADE DE DEUS.

Finalizando o versículo, o apóstolo fala sobre “firmeza da vossa esperança”. Quando comparamos esse trecho a outras versões, notamos o seguinte: “perseverança da vossa esperança” (BJ); “paciência da esperança” (ARC); “como é firme a esperança que têm em Jesus Cristo” (BLH); e “perseverança proveniente da esperança” (NVI).

Mais uma vez lançamos mão do original grego, a fim de observar detalhes; veja: Hupomonês tês elpídos. Em suma, essa firmeza de esperança, revela ser a capacidade de suportar as coisas com viva esperança, de modo paciente. Essa capacidade de esperar sem esmorecer é construída em nós pelo Espírito Santo, que também nos enche de paz e segurança nos lembrando de promessas como: “todas as cousas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8.28; veja também o versículo 37).

O termo elpis, traduzido por esperança, revela mais do que mera perspectiva otimista, e na verdade fala de uma confiança inabalável na realização do que Deus promete em Sua Palavra (exemplo: a vinda de Jesus e a nossa reunião com Ele – v. 10). Essa maravilhosa esperança nos capacita a resistir firme a quaisquer tribulações e provas que nos compelem a abandonar o que estamos fazendo para Deus em Sua obra (ICoríntios 15.58).

CONCLUSÃO

Como observamos, a vida cristã autêntica é aquela que vivemos em e por Cristo, pois é Ele mesmo quem inspira o nosso serviço de fé, de amor sacrifical e voluntário e da solidez da nossa esperança. A condição de filhos de Deus não nos permite ficar de braços cruzados (veja Eclesiastes 11.4), diante de tanta coisa para fazer (João 4.35), cabe-nos descobrir nosso dom (Rm 12.4-8) e por mãos à obra com fé, amor e perseverança.

https://pastorjosiasmoura.com/

Para Mais informações acesse: http://setebras.hospedanet.org/

One thought on “Estudo para EBD. Tema: Os Sinais do verdadeiro Cristão

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s