Estudo para EBD Geisel. Tema: A redenção plena do Homem

A redenção plena do Homem

Gênesis 3.16,17

INTRODUÇÃO

Após a Queda, a humanidade se dividiu em dois grandes grupos, de um lado o grupo dos remidos, que amam a Deus – bem ilustrados em Abel e nos descendentes de Sete (4.26) -, e de outro o grupo dos perdidos, que são os amantes de si mesmos, como exemplo podemos citar: Caim (4.8), e Judas Iscariotes.

Deus havia advertido Adão com relação à desobediência ao seu veto, no entanto, Adão e Eva desobedeceram e o pecado deles suscitou uma terrível maldição divina. A Bíblia está repleta de avisos seguidos de ameaçadoras maldições, por exemplo: Para quem matasse Caim (4.15); a desobediência ao segundo mandamento (Êxodo 20.5); outros (Deuteronômio 28.15-28). Antes da Redenção realizada por Cristo (por sua morte e ressurreição), os descendentes da mulher deveríam sofrer e padecer os resultados da desobediência ao veto divino, mas em Cristo a maldição termina e a vitória sobre o pecado e a serpente é real e absoluta.

PROPOSIÇÃO: Qualquer que seja o cativeiro, em Cristo ele acaba definitivamente.

 

I– “…O TEU DESEJO SERÁ PARA O TEU MARIDO E ELE TE GOVERNARÁ”.

-Afinal que desejo é esse? No AT, a palavra desejo expressa algo maior do que o simples “ansiar por”, e revela, na verdade, que a personalidade inteira do indivíduo está envolvida, é a solicitação que a alma faz à personalidade, ou a inclinação profunda por algo. No caso em tela, entendemos que é a realização de anseios femininos ou o amor da mulher. Eva agiu de maneira   independente de Adão, por conta disso, em sua natureza, foi colocado um forte desejo por seu marido.

-Em outras palavras, por conta do pecado de nossa “mãe” Eva, toda mulher deve se voltar   para o seu marido, para que este a domine, governe, lidere, e esse desejo pode tomar-se fonte de conflito entre marido e mulher, exatamente como o pecado que deseja nos dominar e controlar   (4.7). Vendo por esse ângulo, concluímos que o termo desejo aqui mencionado pode perfeitamente   ser a vontade de dominar que ainda havia em Eva.

-A sentença divina sobre a mulher criou nela uma dependência inata do homem. Ele agora   passa a ser seu canal de felicidade. É por essa razão que toda mulher quer ser aceita, desejada, amada, valorizada, reconhecida e protegida pelo seu marido. Ela busca isso o tempo todo. Está comprovado que toda mulher vive na esfera sentimental ou emocional e sua preocupação carnal   ou natural é de ser valorizada pelo homem, e disso depende sua felicidade. Podemos afirmar   que essa necessidade tomou-se um peso para as mulheres.

-Notadamente, toda mulher possui várias solicitações instintivas, tanto passivas quanto ativas de ser amada. Sua estrutura emocional e espiritual foi programada pelo Criador para agir e reagir desse modo, Pedro, inclusive, lembra os homens crentes disso quando identifica a mulher como o vaso mais fraco do relacionamento (veja l Pedro 3.7). Essa busca, ou como diz o texto “o teu desejo será para o teu marido”, acabou por tomar-se um tormento para elas, pois o que uma mulher é capaz de fazer pelo amor de um homem? Os noticiários estão aí para comprovar os absurdos!

-Apesar do quadro nebuloso pintado, em Cristo a mulher alcança a sua redenção e pode ser completamente liberta dessa dependência do homem para ser feliz. Pela obra regeneradora operada pelo Espírito Santo no coração, a mulher que crê recebe uma nova natureza (veja l Pedro 1.23-25) e a partir daí não precisa mais se anular ou “mendigar” o amor do marido para se sentir realizada ou feliz, pois a Graça de Deus quebra toda maldição (Romanos 5.12-21).

 

II– “…EM FADIGAS OBTERÁS DELA O SUSTENTO”.

-O resultado da desobediência de Adão trouxe sobre ele e seus descendentes a maldição da preocupação pelo sustento material. Devemos constatar essa verdade observando que em um casamento, é o homem quem mais se preocupa com a manutenção material do lar. Pela Bíblia, entendemos que isso não é um fenômeno cultural isolado, não é a realidade desse ou daquele país, mas sim uma sentença divina dada a todos os homens como resultado da desobediência de um único homem: nosso “pai” Adão.

-Por essa razão, o “peso” natural ou carnal de Adão após a maldição divina seria a busca contínua pelo sustento seu e dos seus familiares. Em outras palavras, a sua felicidade e contentamento dependem diretamente da satisfação desse desejo nato. Está comprovado que o homem vive na dimensão do material e a mulher na emocional. Em certo sentido, isso é um tormento para ambos!

-“Fadigas”, “suor” e “pó” são expressões que nos dão uma pálida idéia da sentença de Deus sobre o homem em Adão. Salomão comprova isso quando resume as atividades dos homens nos seguintes termos: “Todas as cousas são canseiras” (Ec 1.8). Essa preocupação ou inquietação pelas coisas materiais é tão grande no homem que em uma situação de crise econômica (por exemplo: desemprego, endividamento) alguns chegam ao absurdo do suicídio.

-Apesar do quadro masculino ser horrível – do ponto de vista da maldição divina – como o é das mulheres sem Deus, ainda há uma luz no fim do túnel. Em outras palavras, os homens em Cristo podem ser completamente redimidos, libertos do medo do desemprego, de não poder manter a sua família, de assumir as responsabilidades do casamento (…). Abusca dos interesses do Reino de Deus (veja Mateus 6.33) e a obediência à mordomia do dinheiro (dízimos e ofertas

-Miquéias 3.10) dão ao homem a garantia de subsistência e suprimento contínuos, independente da situação econômica e social pela qual passa o mundo atualmente, pois Deus é fiel (Salmo 127.2).

 

CONCLUSÃO

Cristo é o último Adão, o Espírito vivificante, que traz vida e completa liberdade da morte e do mal para todos aqueles que nele crê (veja João 11.25; I Coríntios 15.45). O convite de Jesus – “Vinde a mim, todos os que estais cansados…” (Mt. 11.28) – é universal, dirigido a todos que desejam a salvação.

O homem e a mulher espiritual, ou que vivem sob a maravilhosa direção do Espírito Santo, já não estão mais dominados ou sujeitos por essas maldições que estudamos anteriormente, apesar delas estarem presentes em suas naturezas (Romanos 7.21-25), contudo, elas não mais os dominam, porque já aprenderam a lançar sobre Cristo, todo o fardo, e também porque procuram viver na dependência de Deus para viver em fé e obediência à Palavra.

Fonte: https://pastorjosiasmoura.com/

Preencha o formulário abaixo para receber informações sobre nossos cursos EAD, estudos bíblicos e Bíbliotecas digitais.

One thought on “Estudo para EBD Geisel. Tema: A redenção plena do Homem

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s