Estudo para EBD, dia 22.05.2016. Tema: Expondo o livro de 1 Timóteo – Capítulo 4

 

Expondo o livro de 1 Timóteo – Capítulo 4

Esse capítulo lida com a vida espi­ritual e o trabalho do líder espiritual. Paulo aqui da instruções práticas para que os líderes da Igreja possam ser bem sucedidos no exercício de suas atividades eclesiásticas. Ele in­dica que o verdadeiro líder tem três qualidades. Ele é:

 

I. Um bom Líder: pregação da Palavra (4:1-6)

A. O perigo (vv. 1-3)

A igreja efésia já fora avisada sobre as doutrinas falsas (At 20:29-30). Do começo ao fim das cartas de Pau­lo, o Espírito falou “expressamente” que a igreja veria apostasia, o des­vio da verdadeira fé (veja 2 Ts 2). A palavra grega para “renunciar” corresponde ao termo “apostasia”. Ele também aponta a causa para a apostasia — a influência satânica de demônios, não a “inteligência cres­cente dos estudiosos”, e, por isso, crentes confessos negam as doutri­nas básicas da Bíblia. O problema está no coração, não na cabeça!

O que identifica esses falsos mestres? Eles pregam uma coisa e praticam outra. Eles são tão hipócri­tas que “cauterizam” a própria cons­ciência com a desobediência propo­sitada à Palavra de Deus! Eles lêem a Palavra, mas a interpretam para fundamentar as próprias mentiras. Eles ensinam uma devoção falsa — o asceticismo, isto é, abster-se do casa­mento e de determinados alimentos. Há alguns grupos tidos como “cris­tãos” que nunca estudaram Colossenses 2 e, portanto, não sabem que a disciplina física não melhora auto­maticamente a vida espiritual.

 

B. A resposta (vv. 4-6)

A frase “pela palavra de Deus e pela oração” (v. 5) decide o assun­to. Deus, em sua Palavra, declarou que todos os alimentos são limpos (Gn 1:29-31; 9:3; Mc 7:14-23; 1 Co 10:23-26; At 10), e o cristão agrade­ce ao Senhor e consagra o alimen­to para a glória dele por meio da oração (1 Co 10:31). O pastor deve ensinar essas coisas à sua congre­gação e nutri-la e a si mesmo com doutrina “boa” (sã); veja as notas so­bre 1:10. O ministro bom nutre-se com a Palavra a fim de poder nutrir os outros.

 

II. O líder devoto: prática da Palavra (4:7-12)

As fábulas (ou mitos) insensatas e tolas dos falsos mestres criam doen­ça espiritual da mesma forma que a doutrina “boa” promove saúde espiritual. Uma combinação feliz é a de alimento e exercício espiri­tuais! Há uma sugestão de que Ti­móteo inclinava-se em direção ao asceticismo, a disciplina do corpo, e Paulo ensina-o a enfatizar mais a disciplina e os exercícios espiritu­ais que os físicos. Os cristãos, bem    como suas igrejas, seriam muito mais fortes se dedicassem a energia e o entusiasmo que gastam em atle­tismo e fisiculturismo com as coisas espirituais! Paulo afirma: “Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir” (v. 8). Veja Hebreus 4:14.

O cristão, e principalmente o pastor, deve praticar a Palavra de Deus e ser conhecido pela piedade (semelhança com o Senhor). Talvez isso signifique luta e sofrimento (v. 10), mas vale a pena. Como Pau­lo adverte, mesmo os jovens são exemplos de fé (v. 12): na palavra, no “trato” (conversa), no amor, no espírito (entusiasmo), na fé (fidelida­de) e na pureza.

 

III. O crescimento do Líder: progresso na Palavra (4:13-16)

No versículo 15, Paulo estabelece o objetivo de “que o seu aproveitamen­to [progresso pioneiro] seja manifesto a todos”. Um pastor em desenvolvi­mento cria uma igreja em desenvol­vimento, porque ninguém pode levar os outros a um lugar em que ele mes­mo não esteve. Naquele caso, como Timóteo, ou qualquer crente, poderia progredir na vida cristã?

A.   Pela Palavra de Deus

“Persiste em ler” (v. 13) refere-se à leitura coletiva da Palavra na con­gregação. Claro que devemos expli­car e aplicar a Palavra. Os crentes devem conhecer as doutrinas da Pa­lavra, não apenas conhecer os fatos relatados nela.

B.   Pelo dom espiritual

Todo cristão tem algum dom espiri­tual (Rm 12:3-8; 1 Co 12), mas nós, com muita freqüência, negligencia­mos esses dons, em vez de exer­citá-los pela fé. Deus deu alguns dons espirituais a Timóteo a fim de equipá-lo para seu ministério quan­do foi ordenado pelos presbíteros, assistidos por Paulo (2 Tm 1:6). To­davia, ele negligenciou esses dons e precisava estimulá-los, da mesma forma que atiçamos o fogo quando está prestes a apagar. Sob o ponto de vista espiritual, perdemos o que não usamos; veja Hebreus 2:1-3.

C.   Pela dedicação

No versículo 15, o original grego diz: “Medita estas coisas, ocupa-te nelas”. Em outras palavras, entregue-se total­mente a elas sem fazer concessões nem distrair-se. A ordem de Paulo é muito mais abrangente que apenas a meditação, embora, sem dúvida, ela faça parte do processo. O cris­tão desatento em relação às coisas espirituais nunca fará progresso.

D.   Pelo exame

Primeiro, “tem cuidado de ti mes­mo”. Examine-se, descubra qual o ponto de vista espiritual e para onde você caminha. Sócrates, filósofo da Antiguidade, disse: “A vida não exa­minada não é digna de ser vivida”. E muito mais difícil viver a doutrina que corrigi-la. Não salvamos os ou­tros, quando perdemos nosso poder espiritual.

Ao rever esses versículos, fica clara a expectativa de Paulo de que Timóteo edifique a igreja sobre a Palavra — pregue-a, ensine-a e pra­tique-a. A Palavra tinha de ser seu alimento e seu guia pessoal, como também o alimento da igreja. O pastor que dedica tempo à Palavra e à oração cresce e pastoreia uma igreja em crescimento.

 

Concluímos com uma pergun­ta: “Como o membro da igreja aju­da o crescimento de seu pastor?”. Uma das melhores formas é respei­tar o tempo dele para que possa es­tudar e orar. Todo pastor quer estar disponível quando necessário, mas não pode permitir o desperdício de tempo com coisas triviais. Outra forma de ajudar é orar por ele todos os dias. Uma terceira sugestão é que preste atenção à pregação dele. É uma bênção pregar para pessoas que querem escutar! E muito desencorajador quando os membros da igreja não prestam atenção à men­sagem da Palavra. Por fim, a con­gregação deve providenciar os re­cursos necessários à edificação do trabalho da igreja. Isso se refere ao serviço cristão fiel e ao trazer dízi­mo e ofertas para o Senhor. Muitos pastores devotos não conseguem realizar o que Deus quer, porque a igreja tem dívidas ou enfrenta uma situação financeira insatisfatória.

 

Estes estudos e os anteriores estão disponíveis no site da nossa Igreja.

Link: http://igrejabetelgeisel.hospedanet.info/escola-dominical.html

 

 

 

One thought on “Estudo para EBD, dia 22.05.2016. Tema: Expondo o livro de 1 Timóteo – Capítulo 4

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s