SERMÃO: EXPERIMENTANDO A VERDADEIRA PAZ

EXPERIMENTANDO A VERDADEIRA PAZ

JOAO 14.27: Deixo a paz a vocês; a minha paz dou a vocês. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo.

 

 

1)  Introdução

Todos querem paz de espírito. Seja você um empresário que enfrenta pressões, seja uma dona de casa tentando controlar as crianças ou a sua casa, seja um estudante tentando passar nas provas, enfim todos querem paz de espírito.

Diante da falta de paz interior e sob as muitas pressões da vida, alguns talvez pensem em desistir de tudo, outros começam a sentir que vão desmoronar, outros murmuram. As reações são diversas, e muitas vezes são as mais negativas possíveis.

Situações de conflito costumam causar stress. O Stress tem se tornado uma realidade crescente na vida de muitas pessoas de nossa sociedade. Muitas pessoas, tornaram-se pessoas tensas.  Muitos livros de auto-ajuda, sobre paz de espírito transformam-se imediatamente em best-sellers. Isso acontece porque muitos estão a procura de paz.

O stress em demasia não é saudável. Há cerca de 3000 mil anos Salomão disse: “O coração em paz dá vida ao corpo, mas a inveja apodrece os ossos” (Pv. 14.30)

2)  A bíblia se refere a 03 tipos de paz

Primeiro, a paz espiritual

A paz espiritual é a paz com Deus. Romanos 5:1 diz: “Tendo sido pois justificados pela fé, tenhamos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo”. Este é o nível fundamental da paz. Precisamos ter paz com Deus para que possamos experimentar a paz em outros níveis.  É bom frisar que esta paz obtêm-se através Cristo. Ele é o canal da paz.

A seguir, vem a paz emocional

A paz emocional é a paz de Deus. Primeiro, precisamos ter paz com Deus e depois a necessitamos da paz de Deus, que a paz emocional. A paz emocional produz uma sensação interna de bem estar e ordem interior. Ela é responsável por gerar em nossas emoções o equilíbrio que necessitamos para ter uma vida emocionalmente saudável, e dessa forma a nossa vida interior não se torna um caos.

O terceiro tipo paz, é a paz nos relacionamentos

O terceiro nível da paz é nos relacionamentos com as pessoas. Em romanos 12.18, Paulo diz: “Façam todo o possível para viver em paz com todos”.

Viver em harmonia com as pessoas reduz nossos conflitos. O que reduz também o stress, pois nossos maiores problemas são com as pessoas. Lidar constantemente com os conflitos, problemas, etc.. podem roubar a nossa paz. Resistamos em Cristo a tudo que queira tirar de nós, o que nos foi dado por Cristo.

3)  Lembremos que há uma promessa

Jesus diz: “Deixo com vocês a minha paz. É a minha paz que eu lhe dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá. Não fiquem aflitos, nem tenham medo”.

Jesus anunciou esta palavra pouco antes de enfrentar as aflições da cruz. Mas mesmo nestas circunstancias ele ministrou uma promessa de paz para nós. Jesus profetizava para outros acerca de realidades que ele estava experimentando. E assim como Cristo experimentou a paz de Deus, em meio ao mais profundo mar agitado das lutas, nós igualmente podemos ter em nossa vida igual experiência.

A paz prometida por Cristo é para nós um presente. Certamente não a merecemos, por sermos pecadores. Não há esforço humano nesta terra que seja capaz de produzir essa paz. Ela chega a nós por meio da graça de Deus. Deus nos ama e ele prova seu amor, nos concedendo tão poderosa paz.

A paz do mundo é frágil. Está condicionada a circunstancias e sensações momentâneas produzidas por aquilo que vivenciamos.  A paz de Deus não depende de circunstâncias. Ela é transmitida pelo canal da graça, e por meio de Cristo.

4)  Aprenda a pedir por esta paz

Em Filipenses 5:4 Paulo declara: “não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus”.

Observe que há uma ordem nas palavras do apostolo Paulo: Primeiro oração e depois paz. Há uma relação aqui de causa e efeito. A oração é a causa e o efeito a paz.

Quando as pressões da vida aumentarem, não entre em desespero. Ore. A oração será uma forte arma de alívio, um escape. Quando você estiver sentindo que vai explodir, abra a válvula de escape da oração e transforme seus anseios e medos em orações.

Em uma certa ocasião, em um seminário de gerenciamento de emoções um preletor sugeriu uma solução para diminuir o stress  e a tensão causado pelos problemas e situações difíceis na vida: “Fale com um bichinho de estimação”, foi o que ele sugeriu. Ele dizia que todos nós precisamos de um ouvinte incondicional.  De fato o principio é valido. Todos nós realmente precisamos de um ouvinte incondicional para descarregar a tensão e compartilhar os fardos desta vida.

Nós temos o mais eficiente ouvinte do universo: Deus. E podemos falar com Ele em todo e qualquer tempo de nossas vidas. Pedro nos aconselha: “Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” (I Pedro 5:7)

5)  Conclusão

Conte a Deus neste momento o que lhe perturba e reconheça o controle dele sobre o universo e também sobre sua vida. Peça-lhe que atenda as suas necessidades. Ele pode nos suprir absolutamente em tudo.

Lembre-se que a paz não implica em uma vida sem problemas, mas em termos um sentimento de calma em meio as tempestades da vida.

Que Deus te abençoe!

Pr Josias moura

João pessoa, 25.10.2015

 

 

 

 

 

 

 

 

 

One thought on “SERMÃO: EXPERIMENTANDO A VERDADEIRA PAZ

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s