SERMÃO: O PODER DA PACIENCIA

Sermão pregado pelo Pr Josias no culto de celebração da Igreja do Betel Brasileiro Geisel no dia 13.09.2015

O poder da paciência

Romanos 12: “11 Não sejais descuidados do zelo; sede fervorosos no espírito. Servi ao Senhor. 12Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração”.

1)  Introdução

John Dewey disse certa vez que uma das grandes virtudes do homem é a paciência. Na verdade, precisamos ter paciência o tempo todo e em todos os lugares.

Provérbios 16:32 nos recomenda: “Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar seu espírito do que conquistar uma cidade”.

Um certo homem orava dizendo: “Senhor, dá-me mais paciência”. No entanto, ele percebia que seus problemas aumentavam. Depois de algum ele percebeu que Deus havia atendido sua oração. Ele havia se tornado mais paciente graças aos problemas. Problemas podem servir para exercitar mais a nossa paciência.

Quando Deus testa nossa paciência, Ele nos concede em troca a verdadeira paciência. Para muitas pessoas é fácil parecer paciente quando tudo dá certo, mas ser paciente nas situações ruins da vida as vezes é um desafio de fé.

Nossa paciência está sendo testada por Deus em muitas situações. Vejamos algumas destas situações

2)  Existem algumas situações que testam a nossa paciência

Situações de interrupções

 

Chamamos de situações de interrupção àqueles momentos onde os nossos melhores planos são interrompidos. Até mesmo os discípulos de Jesus tiveram a sua paciência testada por situações de interrupção.

Certo dia os discípulos de Jesus ficaram impacientes quando algumas crianças interrompiam as atividades de Jesus querendo ir ao seu encontro. Eles disseram: “O mestre está ocupado…”.

Há muitas situações de interrupção em nossas vidas, que atrapalham nossos sonhos e projetos. Situações de interrupção nos ensinam que nada na vida é 100 por cento certo. Sempre existe a possiblidade de algo atrapalhar uma realização, uma iniciativa. Por isso, devemos confiar em Deus quando situações de interrupção surgem para tentar acabar com nossa paciência.

 

Situações de transtorno

Situações de transtorno são situações inesperadas, ou aquelas que vão além da nossa capacidade de controle.

Situações assim podem nos estressar ao ponto de perdemos toda a nossa paciência. Quem já não vivenciou os transtornos causados pelo transito? Um carro fechado bruscamente, um engarrafamento prolongado.

Algumas pessoas se transformam completamente em situações de transtorno. Alguém já disse que podemos conhecer um cristão verdadeiro por suas reações no trânsito.  Existem cristãos que se preocupam mais com os danos causados em seu carro do que com a vida do próximo.

Em Lucas 10.40 temos o exemplo de uma mulher que não tinha paciência diante dos transtornos. Jesus está na casa de Maria e Marta. Marta está ocupada preparando uma refeição. Ela estava aborrecida porque Maria havia deixado todo o trabalho para a irmã.  Já chateada Marta quer que Maria viesse ajuda-la. Mas a irritação e as preocupações de Marta lhe impediam de entender que naquele momento o mais importante era estar em comunhão com Cristo ouvindo sua doce e santa palavra.

Situações de transtorno tentam nos afastar da comunhão com a graça do pai e da intimidade com ele, porque muitas vezes nos precipitamos em nossa impaciência de resolver uma situação sobre a qual não temos controle.

Sara, mulher de Abraão, estava numa situação de transtorno em seu lar. Não sabendo esperar o cumprimento da promessa de Deus, ela se precipita e induz Abraão a ter um filho com a escrava. Essa situação gera uma situação de crise, uma situação fora do controle. Se tivesse esperado em Deus, que iria cumprir sua promessa não teria passado por tantas situações indesejadas.

 

Situações de inatividade também testam a nossa paciência.

Às vezes, a única alternativa que nos sobra em algumas circunstancias é esperar. Em geral preferiríamos fazer qualquer outra coisa do que esperar. Quem gosta de ficar esperando na sala de espera do médico, ou na fila do supermercado ou do Banco, ou ainda numa cama quando estamos doentes?

Mas, a grande realidade é que em muitas situações temos que aprender a esperar com paciência em Deus.

Situações de inatividade são aquelas em que só nos sobra a alternativa de esperar, de aguardar. Jó é um exemplo de homem que não pode fazer nada a não ser esperar. É por isso que costumamos falar na paciência de Jó.

Jó encontrou muitas pessoas amargas em seu caminho. Pessoas que se diziam ser seus amigos, mas que o acusavam. Não permita que pessoas amargas contaminem a sua alma, o seu desejo de viver, de vencer e conquistar as melhores coisas de Deus para você, pois você nasceu para ser luz e não escuridão.  Pinte as paredes do seu coração com as cores da alegria e não se deixe vencer pela dor, nem pelo desanimo crendo que Deus fará a obra final.

A bíblia diz em provérbios 19.2: “Quem se apressa erra em seu caminho”. Aprendemos aqui a pressa precipitada pode nos fazer tomar decisões erradas. Melhor é tomar posse daquilo que Deus nos promete em Filipenses 4:19: “Mas Deus suprirá todas as vossas necessidades, segundo as suas riquezas em Cristo Jesus”.

3)  Conclusão

Quero sugerir alguns exercícios espirituais para que desenvolvamos a nossa capacidade de sermos mais pacientes:

Primeiro. Enxergue a vida, e as situações difíceis e extressantes com as lentes da esperança. Para isso desenvolva uma nova perspectiva.  Descubra uma nova maneira de enxergar a situação. Nos tornamos mais pacientes quando passamos a ver as situações de luta em nossas vidas como possibilidades de crescimento e aprendizado.

Segundo. Exercite mais a busca pela sabedoria verdadeira de Deus. Você sabe o que sabedoria? Sabedoria é ver a vida, na perspectiva de Deus, olhando as circunstancias do ponto de vista divino. Quando fazemos isso, nos acalmamos mais em entender que Deus está no controle de todas as coisas.

Terceiro. Situações difíceis podem nos transformar em pessoas mais valorosas. A pérola vem da ostra. Nas profundas águas do mar, os grãos de areia que irritam constantemente a ostra vão transformando-a numa pérola de grande beleza. Assim também somos nós. Podemos ser transformados em grandes pérolas de valor na medida em que aprendemos que as situações difíceis da vida podem ser canais geradores das mais ricas experiências com Deus.

Quarto. Louve a Deus em todo tempo, tendo a consciência nítida que Ele está no controle de todas a coisas que acontecem conosco. Que louva a Deus em todo tempo passa a ter um coração mais tranquilo. Tenho que a adoração nos ajuda a tirar da nossa alma os pesos da vida que transportamos.

Quinto. Esta é a promessa: Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos. E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor. (Salmos 40:1-3)

Que Deus nos abençoe e nos ajude a desenvolver paciência em todas as circunstâncias da vida.

Pr. Josias Moura

João Pessoa, 13.09.2015

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

One thought on “SERMÃO: O PODER DA PACIENCIA

  1. Palavras sábias, nos dias de hoje ter paciência e algo extremamente necessário…. Em meio a está crise….precisamos ser pacientes mas também está em Cristo.. Deus continue te abençoando pastor… Um abraço na paz do Senhor….

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s