SERMÃO: Qual o sentido da vida?

Palavra ministrada pelo Pr Josias Moura no culto de santa ceia

Qual o sentido da vida?

Tiago 4: 13 Agora escutem, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã iremos a tal cidade e ali ficaremos um ano fazendo negócios e ganhando muito dinheiro! ” 14 Vocês não sabem como será a sua vida amanhã, pois vocês são como uma neblina passageira, que aparece por algum tempo e logo depois desaparece. 15 O que vocês deveriam dizer é isto: “Se Deus quiser, estaremos vivos e faremos isto ou aquilo.

 

Introdução

Na semana anterior, milhares de pessoas ficaram comovidas com a morte de um cantor muito conhecido, que faleceu no auge de sua carreira e em pleno vigor da juventude.

Um fato assim nos leva a pensar acerca de como nossa vida humana é frágil e percebemos que podemos estar aqui agora, mas não temos a garantia de que estaremos aqui ou ali amanhã.

Mediante experiências de perdas nós precisamos pensar acerca de qual é o real significado e propósito de nossas vidas.

Ao entendermos o plano de Deus para nós descobrimos em Cristo quem realmente somos e qual ver a ser o real propósito da nossa vida. Muitos antes de termos ouvido falar de Deus, Ela já tinha os seus olhos voltados para nós; já tinha planejado para cada um de nós uma vida gloriosa.

Aqueles que tem a felicidade de conhecer o Senhor descobrem que são como árvores plantadas às margens de um rio, cujas raízes alcançam águas profundas.  Tais árvores não são afetadas pelo calor nem se preocupam com longos períodos de seca e suas folhas permanecem verdes e produzem um fruto delicioso. Assim é torna-se a nossa vida em Cristo.

 

Nossa vida não é fruto do acaso

O famoso cientista Albert Einstein, declarou que “Deus não joga dados”. O seu nascimento não é produto do acaso, não foi um erro ou um infortúnio da natureza. Somos o resultado de um plano de Deus. Deus não se surpreendeu com o nosso nascimento. Ele nos esperava, desde antes do mundo existir.

Deus determinou cada pequeno detalhe do nosso corpo. Ele deliberadamente escolheu sua raça, a cor de sua pele, seu cabelo e todas as outras características. Ele fez seu corpo sob medida, exatamente do jeito que queria. Ele também determinou os talentos naturais que nós possuiríamos e a singularidade da nossa personalidade.

A Bíblia diz: Tu me conheces por dentro e por fora, conheces cada osso do meu corpo; conheces exatamente como fui formado, parte por parte, como fui esculpido e vim a existir.

Nossa vida é eterna

O homem foi feito para a imortalidade. O tempo de vida física se compara a uma gota da imensidão do oceano da eternidade.

A terra é um lugar de preparação, é como se fosse a nossa pré-escola. A verdade é que passaremos um tempo infinito do outro lado da vida – na eterna presença de Deus.  Viveremos aqui nesta vida se há a muito chegarmos, uns cem anos, mas na eternidade viveremos para sempre.

Tomas Browne disse que “ a vida aqui na terra é apenas um parênteses na eternidade”.

Um dia o nosso coração parara de bater como parou o coração deste artista, e então será o fim de nosso tempo aqui na terra, e o início de nossa existência na eternidade.

Deus projetou o nosso corpo terreno para ser uma residência temporária do nosso espírito.

A Bíblia diz: De fato, nós sabemos que, quando for destruída esta barraca em que vivemos, que é o nosso corpo aqui na terra, Deus nos dará, para morarmos nela, uma casa no céu. Essa casa não foi feita por mãos humanas; foi Deus quem a fez, e ela durará para sempre.2 corintios 5:1

A vida na terra nos oferece muitas opções, mas a vida eterna nos oferece apenas duas: o céu ou o inferno. Lembremos que o nosso relacionamento com Deus aqui na terra determinará como nos relacionaremos com Deus na eternidade. Se amarmos a Cristo e cultivarmos uma vida de relacionamento com Ele nesta vida, então seremos convidados a passar a eternidade com Ele.

C. S. Lewis disse: “Existem dois tipos de pessoas: as que dizem a Deus ‘Seja feita a sua vontade’ e aqueles a quem Deus diz ‘Então tudo bem, faça do seu jeito’“. Tragicamente muitos depois que partirem terão que suportar a eternidade sem Deus, pois escolheram aqui na terra viver sem ele.

Eu tenho tido cada vez mais convicção de que na medida que vivemos cada vez mais próximos da certeza da eternidade, nossos valores mudam, nossa visão da vida se transforma, e passamos a perceber que muitos problemas e atividades que antes pareciam ser muito importantes se mostram insignificantes. Quanto mais próximos estamos de Deus, menor todo o resto será.

Paulo nos ensina em filipenses Fp 3:7: “No passado, todas essas coisas valiam muito para mim; mas agora, por causa de Cristo, considero que não têm nenhum valor.”

Quando você compreender plenamente que há mais na vida que apenas o aqui-e-agora e perceber que a vida é apenas uma preparação para a eternidade, você começará a viver de forma diferente. Você começará a viver à luz da eternidade, e isso lhe dará nova perspectiva de como lidar com cada relacionamento, tarefa ou circunstância.

O escritor cristão C. S. Lewis captou o conceito de eternidade na última página de As crônicas de Nárnia, sua série de histórias infantis publicadas num só volume: “Para nós, este é o fim de todas as histórias […] mas para eles foi apenas o início da história real. Toda a vida que tiveram neste mundo […] foram apenas a capa e a primeira página. Agora, eles ao menos estavam começando o Primeiro Capítulo da Grande História, que ninguém no mundo jamais leu e a qual prossegue eternamente, cada capítulo melhor que o anterior”.

 

Nossa forma de viver é determinada pela forma como vemos a vida.

Umas das melhores formas de entender a outra pessoa é perguntando a ela: como você enxerga a sua vida?

Com certeza vamos ouvir muitas respostas para esta pergunta. Alguns dirão: a vida é como um carrossel. Ora estamos por cima, ora por baixo. Outros dirão: a vida é como um jogo de cartas, e você tem que jogar com as cartas que lhe dão.

Costumamos dizer como vemos a nossa vida por meio de metáforas(comparações). A nossa metáfora da vida, estabelece a visão que temos da vida. E a nossa visão da vida influenciara a forma como viveremos, as nossas esperanças, nossos valores, metas e prioridades.

Uma pessoa que vê a vida como uma festa, procurara ter como um de seus mais importantes valores a diversão. Se você vê a vida como uma corrida, vivera sempre apressado, a maior parte do tempo achando que seu tempo é precioso escasso. Se você vê a vida como um campo de batalha, vencer será algo muito importante para você.

Mas sabe qual é o problema de algumas dessas definições que utilizamos para descrever a vida? É que elas podem ser falhas.  E de repente você pode esta baseando toda a sua vida numa metáfora falha.   

Meu amado em Cristo. Para que possamos ter uma visão saudável da nossa vida precisamos contestar o pensamento convencional, ou a forma humana pobre e limitada de ver a vida. Precisamos mudar as estruturas do nosso pensamento convencional substituindo-o por aquele que está na palavra de Deus. 

O apostolo Paulo, faz questão de nos recomendar em Rm 12:2:  Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.

E por fim, vivemos para realizar a vontade de Deus

Tiago encerra este capitulo falando da vontade de Deus. E ele mostra que um cristão que está fora da vontade de Deus, em vez de atuar como um pacificador em seus relacionamentos, terá tudo para tornar-se um agitador.

Como exemplos disso, pode-se ver o de Ló que ao mudar-se para Sodoma causou problemas para a família. Davi cometeu adultério e também gerou conflitos na família e em seu reino. Jonas desobedeceu a Deus e isto lhe trouxe muitas dificuldades. Em todos estes casos, houve uma atitude errada com respeito a vontade de Deus.

É fato conhecido que Deus tem um plano para a vida de cada um. Ele é um Deus de sabedoria e, portanto, sabe o que deve acontecer e quando deve acontecer. E, como Deus de amor, deseja o melhor para seus filhos. Muitos cristãos consideram a vontade de Deus um remédio amargo que  devem tragar, não uma prova bondosa do amor de Deus.

Nestes versos finais do capitulo 4, Tiago nos ensina que o lugar mais seguro para estarmos é no centro da vontade de Deus. Precisamos estar onde Deus quer que estejamos. O salmista nos lembra no capitulo 33:11: “O conselho do Senhor dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações”.

A nossa vida é extremamente complexa amados. O hoje, o amanhã, o vir ou o ir, são muitas vezes surpreendentes. E fora da vontade Deus a vida é um mistério. E assim quando aceitamos a Cristo como nosso salvador e procuramos obedecer a sua vontade, a vida começa a fazer sentido. Até o mundo físico a nosso redor adquire novo significado. E deixamos de viver num universo desconhecido para nós, sabendo que ele pertence ao nosso Pai.

Tiago nos mostra que a vida sem Deus é cheia de incertezas. Isso que ele nos ensina nos faz lembrar daquilo que está em Provérbios 27: 1: “Não te glories do dia de amanhã, porque não sabes o que trará a luz”.

Com Cristo podemos ter uma vida de certezas. Temos a certeza da nossa salvação, da vida eterna, e da sua presença em nossa história,  e isso nos dá a certeza que por mais que tenhamos problemas não estamos sós.

Conclusão

Quero terminar esta reflexão lembrando daquela história contada por Jesus de um homem rico, que mesmo tendo colheitas fartas, achava que seus celeiros ainda eram pequenos demais, de modo que resolveu construir celeiros ainda maiores para si, pensando que isto lhe iria garantir mais segurança para o futuro.

Após tamanho trabalho para ampliar suas posses ele diz: “ direi a minha alma: tens em deposito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te”. (lucas 12:19)

Qual foi a resposta de Deus para ele: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?”.

Meus amados, por mais que o homem obtenha títulos, conquistas, fama, sucesso, ou poder ele é ainda um frágil mortal. Sua alma é seu bem maior e não as suas conquistas humanas. As conquistas humanas ficam aqui, e não nos ajudam a conquistar honras celestes.

5 thoughts on “SERMÃO: Qual o sentido da vida?

  1. Amém! Que Deus continue te capacitando e usando como canal de bênçãos em nossas vidas. Que suas mensagens, inspiradas por Deus nos instrua e edifique no caminho de Jesus. Que possamos mais que refletir, por em prática as lições aqui contidas. E, estarmos sempre no centro da vontade de Deus.

    Curtir

  2. Bom dia Pastor Obrigada pelas mensagens maravilhosas que recebo, que Deus continue te abencçoando. Gostaria de saber se o senhor tem uma mensagem sobre conflitos internos, para jovens? preciso falar algo sobre esse assunto gostaria de algumas dicas se possivel. Obrigada

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s