19.07.2015- Estudo EBD – 2 Tessalonicenses 3

clique aqui para imprimir esta lição

 

Estudo EBD – 2 Tessalonicenses 3

A segunda vinda de Cristo é mais que uma doutrina a ser examinada e estudada: é uma verdade que deve prender nossa vida e tornar-nos cristãos melhores. Devemos praticar, em nossa vida diária, a verdade da vinda dele; não é suficiente saber a respeito dela e crer nela. Infelizmente, alguns crentes tessalonicenses usavam mal a doutrina do retorno de Cristo. Nesse capítulo final, Paulo exorta-os a mudar de caminho. Ele faz três admoestações práticas.

1. Ore e seja perseverante (3:1-5)

O crente tem um poder incrível na oração! Oramos a Deus e vemos a resposta dele, apesar de Satanás estar em operação no mundo. Paulo pede que os tessalonicenses orem por seu ministério da Palavra. A única forma de frustrar as mentiras de Satanás é compartilhar a verdade da Palavra do Senhor. A Palavra é viva (Hb 4:12), e Paulo quer que ela “se propague” (v. 1) por todo o mundo. Ele anseia em ver a Palavra glorificada nos lugares em que é ignorada. A Palavra tinha curso livre entre os crentes tessalonicenses e era glorificada em meio a eles, porque a ouviram e creram nela (1 Ts 2:13; 2 Ts 2:13).

Ele também ora para que os servos de Deus fiquem livres dos homens maus. Satanás levanta homens maus e perversos para se opor a nós onde quer que levemos o evangelho (veja At 18:1 -12). Esses descrentes opõem-se à própria Palavra e às pessoas que a propagam! Podemos confiar em nosso Deus fiel, mas não nos homens. O lema do cristão firme é este: “O Senhor é fiel” (v. 3).

Os crentes têm de ser perseverantes quando oram e quando propagam a Palavra. À medida que crescemos em amor por Cristo, Deus dá-nos essa perseverança. O servo cristão que se impacienta, enquanto espera seu Senhor, tem problemas em relação à obediência e em seu coração (Mt 24:42-51). Paulo aconselha-nos a amar a vinda de Cristo (2 Tm 4:8). Haverá perseverança e esperança onde houver amor.

2. Trabalhe, se quer ter alimento (3:6-13)

Alguns crentes usaram mal a doutrina do retorno de Cristo. Eles raciocinaram que deveriam deixar o trabalho e esperar pela vinda dele, já que isso aconteceria logo. Ao longo das eras, grupos marginais cometem esse mesmo erro. Eles afastam-se do mundo, vão para as montanhas e esperam pelo retorno do Senhor, para, no fim, retornarem para casa sem graça. As pessoas são muito insensatas quando repelem o ensinamento claro da Palavra do Senhor! Paulo adverte os crentes verdadeiros de se afastarem desses cristãos preguiçosos que desobedecem à Palavra a fim de que os ofensores sejam envergonhados e corrijam seu modo de viver insensato (vv. 6,14). O fiel não deve tolerar o pecado dos ofensores, embora deva tratá-los como irmãos em Cristo, e não como inimigos.

Ele aponta para seu próprio ensino e exemplo. Paulo trabalhou com as próprias mãos e sustentou a si mesmo e aos seus colaboradores enquanto esteve entre eles (veja 1 Ts 2:9-12; At 20:33-35). Continuamente, ele ensinava-os a trabalhar fielmente como cristãos e a suprir as próprias necessidades. Paulo seguia o seguinte princípio: “Se alguém não quer trabalhar, também não coma”. A igreja não tem obrigação de ajudar os que podem trabalhar, mas não querem fazer isso, embora cuide dos que têm necessidade honesta e não podem trabalhar (veja At 6; 1Tm 5). Os que se recusam a trabalhar ficam ociosos, têm tempo de sobra e se intrometem nos negócios dos outros. Isso é um péssimo testemunho para o não-crente (veja Cl 4:5). A verdade da segunda vinda de Cristo deve impulsionar-nos a trabalhar mais duro ainda e a obedecer fielmente à Palavra dele.

Muitas vezes, os cristãos fiéis, quando vêem a forma como o cristão infiel vive, sentem-se desencorajados. Eles pensam: “Qual é a serventia deles?”. Paulo encoraja-os: “E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem!” (v. 13). Que Jesus nos encontre fiéis quando nos apresentarmos diante dele.

3. Ouça a Palavra e faça (3:14-18)

Devemos ouvir a Palavra de Deus e obedecer a ela. Os crentes tessalonicenses deviam marcar os que se recusavam a obedecer aos ensinamentos de Paulo e tratá-los de forma condizente com essa desobediência. Essa ação não é a disciplina oficial da igreja, discutida em 1 Coríntios 5, mas um ato de correção pessoal executado pelos membros individuais da igreja. Não devemos encorajar a ociosidade ou a preguiça. A igreja, se todos os cristãos obedecessem à Palavra de Deus, seria mais santa, mais feliz e mais eficaz no testemunho e no serviço.

Uma das coisas que dava força à igreja tessalonicense era sua atitude em relação à Palavra do Senhor. Eles ouviram e receberam a Palavra, creram nela (1 Ts 1:5-6; 2:13) e a compartilharam com os outros. Mas, aparentemente, alguns crentes se tornavam endurecidos em relação à Palavra, pois eles a ouviram, mas não obedeceram a ela. A forma como viviam, uma desgraça para a igreja, evidenciava a descrença e a desobediência deles. Devemos ser ouvintes e praticantes da Palavra (Tg 1:22-27).

A bênção de Paulo trata de paz e de graça. Esses crentes precisavam muito de paz! Eles vivenciavam grandes tribulações, alguns morreram, outros levavam uma vida desordenada. Temos paz em nosso coração quando nos entregamos a Cristo, cremos nas promessas dele e aguardamos o retorno dele. Nada encoraja mais o crente que foi testado que a expectativa do retorno de Cristo!

Essa paz vem com a presença dele: “O Senhor seja com todos vós”. Esse é o Deus da paz que nos dá a paz do Senhor (Fp 4:4-9).

Paulo acrescenta sua assinatura pessoal e sua bênção da graça, a maneira pela qual finaliza todas as suas cartas e que garantia a autenticidade delas. Paulo assegurava-lhes que essa carta era autêntica e oficial, pois Satanás tinha seus imitadores e falsificadores. Veja 1 Coríntios 1 6:21; Gálatas 6:11; e Colossenses 4:18.

Fonte:www.josiasmoura.wordpress.com

 

 

2 thoughts on “19.07.2015- Estudo EBD – 2 Tessalonicenses 3

  1. Ola pastor Josias parabéns pelo seu trabalho, que tem disponibilizado; eu agradeço muito: tenho aprendido muito, com os seus ensinos.
    e que DEUS lhe abençoe sempre, com essa predisposição em escrever esses trabalhos tão maravilhoso. Que com certeza tem ajudado muitos, que não tem um meio ou uma escola de teologia na cidade; continue fazendo essa obra enriquecedora. QUE SEU GALARDÃO ESTÁ GUARDADO NO CÉU.
    ABRAÇO. RUBENS MELODIA.

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s