12.07.2015 – ESTUDO EBD – 2 TESSALONICENSSES CAPITULO 2

clique aqui para imprimir

 

ESTUDO EBD – 2 TESSALONICENSSES CAPITULO 2

Nesse capítulo, Paulo atinge o ponto culminante de sua carta com a explicação do Dia do Senhor e do homem da iniqüidade. Os cristãos ficaram “perturbados”, em vez de firmados (2 Ts 3:2,13), pela mensagem (falsa) que lhes foi transmitida de que o Dia do Senhor já chegara. Paulo explica-lhes que alguns eventos acontecerão antes que esse dia de ira e de julgamento chegue.

1. A apostasia deve acontecer (2:1-3)

A palavra “apostasia” significa “afastar-se”. Aqui, refere-se a afastar-se da verdade da Palavra do Senhor. A igreja, como um todo, permanecia unida nas verdades da Palavra, embora, na época de Paulo, houvesse seguramente falsos mestres. O crente, quando conhecia outro cristão, sabia que ele acreditava na Palavra de Deus, na divindade de Cristo e na salvação pela fé em Cristo. Com certeza, isso não é verdade hoje! Nós vivemos o tempo da “descrença cristã”. As pessoas se dizem cristãs, todavia negam a divindade de Cristo, a inspiração da Bíblia, e assim por diante.

Primeira a Timóteo 4 e 2 Timóteo 3 afirmam que haverá essa apostasia ou afastamento da verdade. Neste momento, vivemos tempos de apostasia, o que indica que a vinda do Senhor está próxima. A igreja professa (a cristandade) afastou-se da fé.

2. O templo deve ser reconstruído (2:4-5).

Paulo promete o surgimento de um ditador mundial, o “homem da iniqüidade, o filho da perdição” (v. 3). Ele não fala de um sistema mundial, mas de uma pessoa que liderará um sistema mundial. Esse “homem da iniqüidade” contrasta com Cristo, o Salvador que nos livra do pecado. Ele é o filho da perdição; Cristo é o Filho de Deus. Ele é a mentira; Cristo é a Verdade. Em geral, chamamos esse homem de anticristo, o que quer dizer tanto “contra Cristo”, como “em vez de Cristo”. Esse governante mundial unirá as nações da Europa em uma grande federação (os dez chifres da visão de Daniel, Dn 7).

De acordo com Apocalipse 17, o anticristo cooperará com a igreja mundana apóstata em sua subida ao poder e, depois, destruirá esse sistema religioso quando não precisar mais dele.

O esquema é este: (1) a igreja será arrebatada; (2) o anticristo começa, de forma pacífica, a levantar seu poder; (3) ele unirá a Europa e fará uma aliança de paz, com duração de sete anos, de proteção a Israel (veja Dn 9); (4) depois de três anos e meio, ele quebrará a aliança e invadirá Israel; (5) ele abolirá todas as religiões e se estabelecerá como objeto de adoração (Ap 13); (6) no final do período de sete anos da tribulação (Dia do Senhor), Cristo retornará à terra e destruirá o anticristo e seu sistema.

O Antigo e o Novo Testamentos preveem o retorno dos judeus à Palestina e a reconstrução do templo judeu. O marco da “abominação desoladora”, de Daniel 11:31 e de Mateus 24:15, diz respeito ao momento em que o anticristo estabelece a si mesmo no templo.

3. O repressor deve ser eliminado (2:6-12)

No mundo atual, já está em operação o mistério da iniqüidade, e vemos o rápido crescimento de suas atividades ímpias. Então, o que detém o plano perverso de Satanás e o crescimento do anticristo? Deus tem um “detentor” no mundo, o qual, conforme cremos, é o Espírito Santo em operação na igreja e por intermédio dela. Deus tem “tempos e épocas” designados (1 Ts 5:1), e nem mesmo Satanás consegue afastá-lo de sua agenda.

No versículo 7, o Espírito é aquele que detém as atividades de Satanás e continuará a fazê-lo até que seja afastado quando a igreja for arrebatada. O Espírito continuará a operar na terra, já que as pessoas ainda crerão e serão salvas depois do arrebatamento da igreja; todavia, o ministério dele de obstrução a Satanás por meio do corpo de Cristo terminará com o arrebatamento. Isso dará livre curso a Satanás para encher o cálice da iniqüidade até a borda.

Satanás trabalhará com poderes milagrosos por intermédio do anticristo (vv. 9-10), da mesma forma que os magos egípcios imitavam os milagres de Moisés. Ele imitará os poderes de Cristo (veja At 2:22) e conseguirá que o mundo o aceite e o adore. Os homens acreditam na mentira, em vez de na verdade! Os crentes verdadeiros que forem salvos depois do arrebatamento da igreja não se deixarão enganar, mas os perdidos serão iludidos e terminarão no inferno. Eles crerão na mentira e, assim, adorarão e servirão à criatura, em vez de ao Criador (Rm 1:25).

4. A igreja deve alcançar a plenitude (2:13-17)

O Dia do Senhor aplica-se às nações gentias e aos judeus, mas não à igreja. Esse é um dia de ira, e a igreja não está designada para a ira (1 Ts 1:10; 5:9). O objetivo do período da tribulação é a punição dos gentios e a purificação da nação judaica, que a essa altura já terá retornado, em descrença, a sua terra. Entretanto, o anticristo só pode iniciar sua subida ao poder após o arrebatamento da igreja. Que contraste entre a igreja e os seguidores do anticristo! Somos salvos porque cremos na verdade; eles serão condenados por acreditar em uma mentira. Nós cremos nas boas novas do evangelho; eles acreditam nas falsas promessas do demônio. Nós fomos escolhidos para a glória; eles estão destinados ao inferno.

Paulo faz um pedido magnífico: permaneçam firmes! Não se deixem abalar pelas convulsões mundanas, pelos levantes políticos ou pela apostasia religiosa. Deus ainda estará no trono, embora todas essas coisas devam acontecer. À medida que se aproxima o fim desta era, será cada vez mais difícil viver por Cristo e servir a ele. O que os cristãos devem fazer? Permanecer firmes na Palavra de Deus! Não ouvir as mentiras do demônio — os ensinamentos das seitas, as promessas agradáveis dos falsos mestres. Permaneça na Palavra do Senhor! Temos encorajamento eterno e esperança benéfica em Cristo e em sua Palavra.

Devemos permanecer em nossa obra. Nesses dias de trevas, um bom lema a seguir é este: “toda boa obra e boa palavra” (v. 17). Continue a transmitir a Palavra e a trabalhar por Cristo. Edificamos o corpo quando ganhamos almas para Cristo. O corpo será arrebatado para a glória quando alcançar sua plenitude. Pedro quis dizer isso com a declaração: “Apressando a vinda do Dia de Deus” (2 Pe 3:11 -12). O plano de perversidade de Satanás está retido, enquanto a igreja estiver na terra; porém, quando a igreja se for, ele terá mais liberdade. Ele tentará destruir Israel e arruinar a humanidade.

Esses são dias de coisas portentosas e de desafios. Que estejamos fiéis quando ele vier!

Fonte:www.josiasmoura.wordpress.com

 

 

2 thoughts on “12.07.2015 – ESTUDO EBD – 2 TESSALONICENSSES CAPITULO 2

  1. Pingback: Aviso acerca dos estudos da ebd geisel | Igreja Betel Geisel

  2. As mensagens do Pastor Josias Moura, são excelentes, abençoadas e cheias de Unção, minha oração é que o Senhor Jesus, o continue abençoando e cada vez mais unjindo o mesmo, sua família e seu ministério.

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s