Estudo no Capitulo 12 de Apocalipse para o culto de doutrina na Igreja do Betel Brasileiro Geisel

Estudo no Capitulo 12 de Apocalipse

O tema desse capítulo é o conflito das forças de Satanás contra o povo de Deus. Essas visões resumem de forma magnífica os principais temas da Bíblia.

Os prodígios no céu (12:1-6)

A mulher

Os versículos 6 e 13-17 deixam cla­ro que é impossível que essa mulher seja Maria, mãe de nosso Senhor, embora alguns estudiosos queiram que creiamos nisso. Gênesis 37:9 indica que a mulher representa a nação de Israel.

O versículo 5 infor­ma que a mulher deu à luz Cristo, e esse simbolismo aponta, de novo, para Israel (Rm 1:3; 9:4-5).

O Antigo Testamento retrata Israel como mu­lher e mãe (Is 54:5; Jr 3:6-10). A mu­lher está em trabalho de parto e dá à luz Cristo (v. 5 com SI 2:9; Mq 5:2-3; Ap 19:14ss).

No versículo 5, há um lapso de tempo de, pelo menos, 33 anos entre a primeira sentença e a segunda; e, entre os versículos 5 e 6, temos toda a era da igreja.

O dragão

Esse é Satanás (v. 9), e as cabeças, os chifres e os diademas dirigem-nos para 13:1 e para 17:3, passagens que descrevem a besta (anticristo). Por favor, lembre-se que desde o início se apresenta a besta como o líder da Federação das Nações da Europa, porém ela apenas será re­velada como o “super-homem” de Satanás após o meio da tribulação.

O versículo 4 relaciona-se com Isa­ias 14:12ss, em que Satanás revolta- se contra Deus e arrasta alguns an­jos consigo. Veja Jó 38:7 e Judas 6.

Satanás sempre foi um homici­da (Jo. 8:44) e, agora, tenta destruir Cristo. Nos dias do Antigo Testa­mento, Satanás fez tudo que pôde para impedir o nascimento do Sal­vador e tentou matar Jesus quando ele nasceu (Mt 2:16ss).

Cristo, du­rante sua vida terrena, foi atacado por Satanás de diversas maneiras, e esses ataques tiveram seu ponto de culminância na cruz.

Satanás tam­bém ataca os judeus. Deus selou os 144.000 mil judeus a fim de protegê-los, mas também cuidará dos outros judeus. Talvez o versículo 6 refira- se aos gentios, pois eles cuidam dos judeus nessa época (Mt 25:31-46).

Jesus disse para os crentes ju­deus fugirem quando fosse revelado o anticristo (Mt 24:15-21). Em Ma­teus 24:15, observe a admoestação parentética no que se refere à “leitu­ra” da Palavra. Os crentes judeus do meio da tribulação saberão o que fazer ao ler Mateus 24:15-21.

A peleja (guerra) no céu (12:7-12)

Os dois primeiros capítulos de Jó deixam claro que, agora, Satanás tem acesso ao céu, e Zacarias 3 re­vela que ele acusa os santos diante do trono de Deus. No meio da tribulação, Satanás será lançado do céu para a terra. Miguel é o arcanjo designado para proteger Israel (Dn 10:13,21; 12:1; Jd 9). Seu nome sig­nifica “Quem é como Deus?”. Sata­nás declarou: “Serei semelhante ao Altíssimo”, porém o Senhor derro­tou-o, e, agora, ele foi expulso do céu. O versículo 9 descreve-o como uma serpente, o que nos leva de vol­ta a Gênesis 3; a palavra “demônio” significa “acusador”, o que conecta o versículo 10 a Zacarias 3, e “Sata­nás” significa “adversário”. Satanás é um inimigo poderoso! No céu, Satanás acusou os santos, mas foi vencido por estes com o uso de três armas: (1) o sangue que nos purifica de todos os pecados (1 Jo 1:9—2:2); (2) a Palavra que nos assegura o per­dão e é a espada do Espírito; e (3) a entrega dos santos, pois eles preferi­ríam morrer a obedecer a Satanás. A derrota de Satanás causa alegria no céu, porém haverá “ai” sobre a ter­ra! Satanás tem pouco tempo (três anos e meio) antes de ser lançado no abismo (20:1-3).

A ira sobre a terra (12:13-16)

O grande dragão desce à terra com muita ira. Ele perseguirá os santos na terra, já que não pode acusá-los diante de Deus, no céu.

O mentiroso transforma-se em leão.Ele foca seus ataques principalmente sobre Israel. O anti-semitismo (perseguição aos tem origem satânica). O Egito e a Babilônia perseguiram os judeus. Na era moderna, a Alemanha matou milhões de judeus na segunda guerra mundial. Deus julga todas essas nações. Satanás não pode matar o Filho da mulher, por isso tenta ex­terminar a semente dela, o remanes­cente crente de Israel.

Deus protege o remanescente judeu (v. 14). O Senhor tirou Israel do Egito sobre asas de águia” (Êx 19:4). Ele_cuidou_dele no deserto como a águia faz com sua ninhada (Dt 32:11-12). O retorno dele do ca­tiveiro babilônio poderia ser “sobre asas de águia” (Is 40:31). Deus leva seu remanescente crente para um lugar seguro (v. 6) onde Satanás não pode entrar.

A seguir, Satanás usa “água como um rio” na tentativa de ex­terminar os judeus (v. 15), o que é provável que simbolize a persegui­ção gentia. Leia com atenção Sal­mos 124. Sem dúvida, os judeus da tribulação entoarão esse salmo quando o Senhor livrá-los dos ata­ques de Satanás. Outra passagem paralela é Isaías 26:20—27:13.

Daniel 11:41 diz que, no período intermediário da tribulação, os ju­deus fugirão para Edom, Moabe e Amom quando a besta (inspirada por Satanás) iniciar sua perseguição a eles. Arqueólogos escavaram essa região e encontraram cidades encra­vadas nas rochas que seriam lugares perfeitos para Israel se refugiar. Os judeus fugitivos, de Mateus 24:16-21, encontrarão paz e segurança lá na segunda metade do período da tribulação, conhecido como “a grande tribulação”.

Agora, acontece uma guerra du­pla: Deus guerreia contra o mundo ímpio, e Satanás (por intermédio da besta) luta contra os santos (13:7). Essa será uma época de muito dis­túrbio e problemas! Não é de espan­tar que Jesus tenha dito: “Não tives­sem aqueles dias sido abreviados, ninguém seria salvo” (Mt 24:22). Os dias são abreviados “por causa dos escolhidos” (os crentes judeus).

Esse capítulo traz muitas lições práticas.

(1) Satanás está em guerra com os santos, e só podemos ven­cê-lo pela fé na Palavra do Senhor.

(2) Ele é o acusador dos irmãos. Os pecados dos santos fornecem todas as evidências de que Satanás pre­cisa para apresentar diante do tro­no de Deus. Graças a Deus, temos Cristo como nosso Advogado (1 Jo. 1:9—2:2)! Cristo purifica-nos quan­do confessamos nossos pecados, e isso silencia Satanás!

(3) Que não acusemos os santos, pois estare­mos do lado de Satanás, e não no de Deus, se fizermos isso. “O amor cobre multidão de pecados.”

(4) Não podemos ser culpados de anti-semitismo. Os judeus são o povo eleito de Deus, e não teríamos Sal­vador nem Bíblia se não fosse por Israel. Temos de amar Israel, orar para que tenha paz e tentar ganhar nossos amigos judeus para Cristo. Politicamente, a nação de Israel pode não estar sempre certa, po­rém ela pertence a Deus e tem um importante papel a cumprir neste mundo. Devemos orar pela paz de Jerusalém.


2 thoughts on “Estudo no Capitulo 12 de Apocalipse para o culto de doutrina na Igreja do Betel Brasileiro Geisel

  1. Pastor Josias

    Eu preciso do estudo do capítulo. 13 de Apocalipse. O senhor poderia me ajudar?

    Ana Lucia da Matta Louback de Almeida

    Enviado via iPad

    >

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s