27.11.2014- Estudo Bíblico em Atos cap. 18-20

Estudo Bíblico em Atos cap. 18-20

Capítulo 18

Paulo em Corinto (1-17). A segunda viagem missionária aproxima-se do seu término. Paulo ainda está na capital da Acáia, Corinto, cidade comercial, de uma devassidão abismai. Por isso Corinto era uma esfera modelo para trabalhos missionários, onde a adaptação do Evangelho a todas as classes sociais podia ser experimentada, e onde também a relação dos princípios cristãos a todos os aspectos da vida podia ser demonstrada.

Ali Paulo permaneceu durante dezoito meses (v. 11) nos anos de 52-64 d.C. Estudando seu trabalho naquela cidade, devemos notar: 1) seu começo (1-4): 2) seu progresso (5-8); e 3) seu resultado (9-17).

O começo é impressionante. Passar de Atenas a Corinto era sair de um grande centro intelectual para um grande centro comercial. Paulo chega sozinho faz dois amigos e trabalha com eles fazendo tendas, empregando os sábados na evangelização. Passava certa necessidade material nesse tempo (2 Co 11.9).

O progresso é variado. A mensagem de Paulo era mais positiva do que nunca (1 Co 2.2), mas evidentemente ele se sentiu oprimido e constrangido em espirito (0, 1 Co 2.3). Jesus, ás vezes, sentia-se oprimido. O leitor encontra nisto algum conforto? Paulo volta dos judeus aos gentios, e a casa de oração dos cristãos era junto á sinagoga (6.7). Alguns doa judeus saíram de uma casa e entraram na outra (8).

O resultado ê resumido. Quando Paulo estava desanimado. o Senhor veio ter com ele e o encorajou (9.10). Durante esses 18 meses. Paulo escreveu 1 Tessalonicenses em 52 d.C., e 2 Tessalonicenses em 53. No que segue (12-17) notemos as relações do legalismo (12.13); do secularismo (14.16); e do paganismo (17) ao Evangelho.

Esboço


Paulo em Efeso (18-23). Desde o Leste até ao Oeste Paulo tinha estabelecido uma cadeia de igrejas nas cidades principais, excetuando a província da Ásia da qual era Efeso a metrópole. Por que desprezara a Ásia? A explicação está em 16.6. Agora, na viagem de regresso para a Síria, ele preenche a falta. Sobre a natureza do voto que Paulo tomara, pouco sabemos.

Atos 6 é o único livro do N.T. em que lemos de votos (18.18; 21.23), que se relacionam mais com o judaísmo do que com o cristianismo. Votos e promessas representam muitas vezes o preço que a pessoa oferece a Deus para obter dele a satisfação da própria vontade. O cristianismo ensina-nos em tudo a preferir a vontade de Deus.

Esboço:


Apolo, o judeu erudito (24-28). Um homem notável. Vemos as suas qualidades: eloquente (erudito), poderoso nas Escrituras, instruído no caminho do Senhor, fervoroso em espirito, diligente, ousado, desejoso de aprender mais.

Vemos as suas limitações: conhecia somente o batismo de João: o ministério de arrependimento.

Vemos as consequências do seu serviço: proveito para os crentes e convicção para os judeus.

Esboço:

Capitulo 19

Esboço dos verso 1 a 10:

Paulo passa cerca de dois (19-10) ou três (20.31) anos em Éfeso (1-21). Apesar de haver sido anteriormente proibido pelo Espirito de anunciar a palavra na Ásia (16,6) está agora o apóstolo com residência estabelecida na capital dessa província, e a sua pregação é abençoada “de tal maneira, que todos os que habitavam na Ásia ouviram a palavra“.

Quando Paulo lhes impôs as mãos (v. 6), veio sobre eles o Espírito Santo, e então manifestaram-se neles dois dos dons; línguas e profecia.

Ê um estudo interessante considerar-se quem fala no versículo 5: Se é Paulo ou Lucas, o escritor,
o dr. Bullinger entende que é Paulo, que quis explicar aos doze discípulos o pleno alcance do batismo de João: que importava ser batizado no nome do Senhor Jesus, que não se limitava meramente ao arrependimento (v. 4). Pergunta aquele comentarista se devemos ver aqui um rebatismo, que seria o único rebatismo em toda a Bíblia.

Vejamos o que diz o comentarista champlim acerca desta questão:


Em Atos 8.16,17 vemos um caso parecido com o de Atos 19.6, em que o dom do Espirito Santo segue, não ao batismo, mas à imposição das mãos – e em 10.47 um caso diferente. era que o Espirito foi recebido antes do batismo.

Neste trecho vemos Paulo na sinagoga de Êfeso e na escola de Tirano, ainda operando alguns milagres de curas.

No versículo 18 notamos como a confissão de pecados acompanha uma poderosa operação do Espirito de Deus. Hoje em dia, onde o poder de Deus é pouco manifesto, a confissão é quase desconhecida.

Esboço de Atos 19:11-20

A desordem em Éfeso – Atos 18:21-41


Fanatismo e interesse: (21-41). Paulo achava seu serviço em Éfeso terminado, e propôs visitar Jerusalém, indo, porém, primeiro em direção contrária pela Macedónia e Acáia Mas era preciso ainda sofrer em Êfeso alguma perseguição movida pelo fanatismo e interesse.

Nesta perseguição vemos como a idolatria fez degenerar até mesmo homens inteligentes, fomentando suas paixões mais ignóbeis e tomando-os em feras. Alguns discutem com pedras. Estes, em vez de argumentar. empregam a vociferaçáo, gritando durante duas horas: “Grande é a Diana dos efésios

O escrivão da cidade mostrou-se mais sensato e conseguiu acalmar o povo.

Paulo propôs em (seu) espírito (v. 21). Esta é uma expressão hebraica que significa resolver firmemente. No capitulo 20.22 tem o mesmo sentido.

Capitulo 20 – Paulo na macedônia e acaia


ESBOÇO DO CAPITULO 20:


 

 

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s