Estudo para culto de doutrina. Tema: Entendendo a sua forma de ser e usando o que Deus lhe deu

Entendendo a sua forma de ser

“Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste”

Sl 139.14

Somente você pode ser você.

No mundo não há ninguém exatamente como você. A composição de fatores que o formam o torna único, exclusivo.

Ninguém pode desempenhar a função que Deus determinou para você. Se você não fizer haverá uma falha no Corpo de Cristo.

Existem tipos diferentes de dons, maneiras diferentes de servir e diferentes habilidades na realização de trabalhos. Você está incluído neste sistema (1Co 12.4 a 6).

No estudo passado, vimos que o homem é equipado com habilidades para cumprir a missão que Deus nos deu. Vimos também, que somos equipados com pelo menos cinco capacidades, criando assim sua FORMA específica. Já vimos duas, agora iremos ver as três restantes.

Aplicando seus recursos pessoais

Os recursos pessoais são as habilidades naturais que você já nasce com elas, tais como matemática, música, mecânica, artesanato, habilidade para atletismo, para comunicação entre outras.

Todas estas habilidades são para que possamos servir a Deus. Todas elas foram dadas por Ele para se fazer o bem; mas muitos usam suas habilidades pessoais para o mal. Cada habilidade pessoal é importante para que você possa servir a Deus, assim como os dons espirituais. É inaceitável a desculpa de pessoas que dizem não ter nenhuma aptidão a oferecer. Alguns estudos revelam que uma pessoa comum tem de quinhentas a setecentas capacidades e habilidades.

“Por exemplo: o cérebro pode armazenar 100 trilhões de fatos. Sua mente pode lidar com 15 mil decisões por segundo, como ocorre quando seu sistema digestivo está trabalhando. Seu olfato pode perceber até 10 mil odores diferentes. Seu tato pode detectar um elemento com um mícron de espessura e sua língua pode detectar o gosto de uma parte de quinino em dois milhões de partes de água. Você é um conjunto de habilidades incríveis, uma maravilhosa criação de Deus. Parte da responsabilidade da igreja é identificar e disponibilizar essas habilidades para servir a Deus”. (Warren 2003, pág. 210).

Todas as habilidades devem ser usadas para a glória de Deus (1Co 10.31).

Deus deu ao homem a capacidade de exercer todo tipo de habilidade. Desde um simples faxineiro até um Ph.D. em física deve usar suas habilidades para a Sua glória.

No Corpo de Cristo, Deus tem um lugar para você exercer sua habilidade, onde pode fazer a diferença. Cabe a você achar este lugar.

Deus quer que eu faça aquilo que eu sou capaz de fazer

Você pode exercer somente suas habilidades, pois Deus, não exige de você a execução de uma tarefa para a qual não tem talento.

Deus quer que você use suas habilidades para edificação do Corpo de cristo. Suas habilidades não são apenas para você ganhar a vida, mas para exercer seu ministério na igreja.

Não importa no que você é “bom”, faça-o para Deus (1Co 10.31).

Usando seu modo de ser

É difícil imaginar o quanto somos únicos. As moléculas do DNA do homem podem se organizar em um número quase infinito de combinações. A possibilidade de alguém ser exatamente igual é de 1 para 10 elevado a 2.400.000.000.

Deus é amante da diversidade, por isso a variedade ampla que encontramos na criação.

Cada um de nós foi criado por Deus com uma combinação exclusiva de personalidade. Criou os introvertidos e os extrovertidos; os que gostam da rotina e outros de variar. Criou os sanguíneos, os coléricos, os melancólicos, e outros mais.

A sua personalidade ou modo de ser determinará como e onde você poderá usar suas habilidades e dons espirituais.

Duas pessoas com o mesmo dom, uma introvertida outra extrovertida expressará seus dons de modo distinto.

É agradável e gratificante fazer aquilo para o que Deus nos criou.

Utilizando suas áreas de experiência

Durante sua vida, você vai sendo formado de acordo com suas experiências, muitas delas estão fora de seu controle.

Dentro de sua FORMA para servir a Deus, você pode examinar pelo menos seis tipos de experiência que o ajudarão no ministério.

Experiências familiares O que você aprendeu em sua criação familiar?

Experiências educacionais Nas instituições de ensino, quais as matérias favoritas, professores e colegas?

Experiências vocacionais Em quais empregos foi mais eficiente e mais gostou de trabalhar.

Experiências espirituais Qual foi sua época mais significativa com Deus?

Experiência no ministério – Como você serviu a Deus no passado?

Experiências árduas – Com quais problemas, mágoas, tentações e provações você aprendeu?

Deus utiliza muito nossas experiências árduas para nos preparar para o ministério.

Só quem já passou por dificuldades é que pode ajudar pessoas que passam pelas mesmas dificuldades.

Para que suas experiências dolorosas possam ser usadas, você deve compartilha-las. Devemos parar de encobrir nossas faltas, fracassos e temores para que nosso ministério seja mais eficaz.

Paulo compreendeu esta verdade e foi honesto em compartilhar com os irmãos de Corinto (2Co 1.8 a 10).

A utilização de sua FORMA é o segredo tanto da produtividade quanto da realização do ministério. Sua eficiência máxima será alcançada quando você utilizar seus dons espirituais e suas habilidades na área de interesse de seu coração, de uma forma que melhor expresse sua personalidade e sua experiência de vida.

PENSANDO SOBRE O PROPÓSITO DE MINHA VIDA

1 – Um tema para reflexão: Ninguém mais pode ser eu.

2 – Um versículo para memorizar: “Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus”. 1Pe 4.10

3 – Uma pergunta para meditar: Como você está usando suas habilidades em seu ministério?

Usando o que Deus lhe deu

“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor, e não para homens ”. ( Cl 3.23)

Deus merece o melhor de você.

Deus tem um propósito para você e espera sua máxima dedicação. Ele não quer que você se aflija ou deseje talentos que não possui. Você deve se concentrar apenas nos talentos que recebeu.

Se você procura servir a Deus de uma maneira que não seja a sua natural, você acaba se frustrando, desperdiçando seu tempo, talento e energia.

O serviço a Deus só vai ser bom quando você O servir de acordo com sua natureza. Isso só acontece quando você descobre sua FORMA (Formação espiritual, Opções do coração, Recursos pessoais, Modo de ser e Áreas de experiências), aprende a aceita-la e a aprecia-la para depois desenvolve-la da melhor maneira possível.

Descubra sua FORMA

Para descobrir sua FORMA, não deixe para amanhã, comece a verificar e ver com clareza quem Deus quer que você seja e o que ele quer que você faça. Avalie de forma demorada e honesta em que área você é bom e qual a que não é (Rm 12.3 a 8).

Peça ajuda para avaliar e descobrir onde você tem facilidade com seus dons e talentos, pois eles são quase sempre confirmados por outras pessoas. Você pode pensar que tem o dom do ensino, mas ninguém te ouve; ou pensar ser um líder e ninguém o seguir. Você está no lugar errado.

Uma boa maneira para descobrir suas habilidades é experimentar várias áreas de ocupação. Comece a servir em diferentes ministérios e descobrirá seus dons, sua paixão. Comece a fazer algo que pensa que não tem habilidade e descobrirá o contrário.

Temos muitas habilidades que desconhecemos, porque não as colocamos em prática. Não se preocupe em entender seu dom, seja voluntário e comece a servir em algum lugar. Você só descobre seu dom ao se envolver em um ministério. Se envolva no ensino, na liderança, em organizar eventos, tocar instrumentos musicais, trabalhar com adolescentes, adultos, jovens ou crianças.

Se não tentar, não vai saber se tem o dom. Se não der certo, considere como experiência e não como fracasso. Em alguma área você vai se descobrir bom.

Considere seu coração e sua personalidade

Olhe para você mesmo, ninguém o conhece melhor do que você mesmo. O que você realmente gosta de fazer? Que momentos trazem mais vida a você? Qual a atividade que o leva a perder a noção do tempo? Gosta de rotina ou variedade? Prefere equipes ou individualidade? É introvertido ou extrovertido? Gosta de competir ou cooperar? Estas são perguntas feitas a você mesmo que o levarão a descobrir suas habilidades e paixão.

Examine suas experiências e aprenda com elas

Faça uma retrospectiva da sua vida e reutilize experiências que foram boas e produtivas. É bom olharmos para o passado e examinar a maneira como Deus moldou nossas vidas. Muitas vezes foi através da dor, fracasso ou vergonha, e hoje podemos notar que Deus usou tudo isso para o nosso bem e quer que as utilizemos para a edificação de outros.

Analisar o passado e extrair lições leva tempo. Muitas vezes é necessário tirar um tempo para estar a sós com Deus e ver como Ele trabalhou em vários momentos decisivos de nossa vida para nos moldar.

Aceite e desfrute de sua FORMA

Você deve ser grato a Deus por ser como é, pois ele sabe o que é melhor para você (Rm 9.20 e 21). Você deve se alegrar por ser único, não tente ser o que você não é e nem pode ser. Aceitando sua FORMA, você está reconhecendo sua limitação.

Ninguém é bom em tudo, e ninguém é chamada para ser tudo. Todos temos missões definidas” (Warren 2003, pág. 219) (2Co 10.13; Gl 2.7 e 8).

O nosso limite foi determinado por Deus, dentro da nossa esfera de serviço. Sua FORMA determina sua especialidade.

Se procurarmos sair da esfera para a qual Deus nos determinou, experimentamos frustrações e derrotas.

A alegria de Deus está em você aceitar sua FORMA e atuar dentro de seus limites. (Gl

6.4)

Lembre-se: você será criticado por pessoas que não compreende sua FORMA para o ministério e tentarão leva-lo a fazer o que eles pensam que você deve fazer. Faça aquilo para o que foi designado.

Continue desenvolvendo sua FORMA

Na parábola dos talentos, contada por Jesus, demonstra que Deus quer que façamos o máximo com o que Ele nos dá. Devemos cultivar nossos dons e habilidades, manter nosso coração em chamas, desenvolver nosso caráter e nossa personalidade e ampliar nossas expectativas para que sejamos cada vez mais eficientes em nosso serviço”. (Warren 2003, pág 220)

Se você não fizer exercícios físicos, seu corpo vai atrofiando. Da mesma maneira acontece com suas habilidades. Se você exercitá-las, melhor elas ficarão, com mais facilidade você vai realizar seu ministério (1Tm 4.14 a 16)

Os dons e talentos precisam ser trabalhados e desenvolvidos com a prática. Ninguém recebe um dom ou talento já desenvolvido. Através de estudos, opiniões e com a prática um bom professor pode se tornar melhor e até vir a se tornar mestre do ensino.

Você não pode se contentar com um dom desenvolvido pela metade, você deve buscar a excelência (2Tm 2.15).

Aproveite todas as oportunidades de treinamento para desenvolver sua FORMA e aquecer suas habilidades para o serviço de Deus”. (Warren 2003, pág 221).

PENSANDO SOBRE O PROPÓSITO DE MINHA VIDA

1 – Um tema para reflexão: Deus merece o melhor de mim.

2 – Um versículo para memorizar: “Procura apresentar-te a Deus, aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. (2 Tm 2.15)

3 – Uma pergunta para meditar: Qual a melhor maneira de usar o que Deus me deu?

One thought on “Estudo para culto de doutrina. Tema: Entendendo a sua forma de ser e usando o que Deus lhe deu

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s