Estudo para curso biblico da Quinta feira. 22.05.2014 Tema: Crescendo por meio da tentação e tornando-se Semelhante a Cristo (Uma Vida com propósitos)

Crescendo por meio da tentação

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.”   (Mc 14.38)

 

 

Toda tentação é uma oportunidade para fazer o bem.

           Na escalada para o amadurecimento espiritual, a tentação deve ser vista como uma pedra de passagem e não de tropeço.

 A tentação é uma oportunidade para se fazer o bem ou o mal. Você deve escolher fazer o bem. Mesmo sendo uma arma poderosa de Satanás para levá-lo a praticar o mal, Deus quer usála para o seu crescimento espiritual.

Ao escolher o bem, você está caminhando em direção ao caráter de Cristo. Isto é retratado em Gl 5.22 e 23, quando descreve o fruto do Espírito.  O fruto do Espírito apresenta nove qualidades e estas são adquiridas num processo lento.  Você desenvolve o amadurecimento do fruto do Espírito passando por situações de conflito. A tentação nos leva a pender para o mal, o Espírito para o bem.

 Deus nos ensina a amar colocando pessoas desagradáveis ao nosso redor. Amar pessoas agradáveis e que também nos amam é fácil (Mt 5.43 a 48).

 “Deus utiliza situação oposta do fruto do Espírito para nos permitir fazer uma escolha. Você não pode afirmar que é bom, se jamais for tentado a ser mau. Não pode se dizer fiel, se nunca teve a oportunidade de ser infiel. A integridade é construída ao se derrotar a tentação da desonestidade; a humildade cresce quando recusamos ser arrogantes e a resistência se desenvolve toda vez que resistimos à tentação de desistir. Cada vez que você derrota a tentação, torna-se mais semelhante a Jesus.” (Warren 2003, pág 176).

 Satanás é um mestre na tentação. Ele aproveita as oportunidades para nos tentar e nos levar a pecar. Porém, suas estratégias são previsíveis. Ele usa sempre o mesmo padrão nas tentações (usou com Adão e Eva, usou com Jesus, usa conosco) (1Co 2.11).

Passos da tentação:

·         Primeiro ele identifica um desejo dentro de você. Ele sugere que você ceda a um desejo maligno ou mesmo realize algo legítimo, mas na forma e hora errada. A tentação vem de dentro, é um desejo interno, do coração (Mt 7.21 a 23).

·         O segundo passo é a dúvida sobre o que Deus fala a respeito do pecado. Será que é mesmo pecado? Será que é mesmo proibido? Deus quer que eu seja feliz? Mas a Bíblia adverte – Cuidado! (Hb 3.12)

·         A seguir vem o engano. Satanás oferece a mentira distorcendo as verdades de Deus. “Você não vai morrer. Você pode se dar bem com isso. Ninguém vai saber. Serão resolvidos os seus problemas. É só um pecadinho.”

·         Finalmente vem a desobediência. Você é levado a agir de acordo com seus pensamentos. Começa com uma idéia e nasce uma conduta. Você acaba cedendo àquilo que chamou sua atenção. Acredita nas mentiras sugeridas por Satanás e cai na armadilha (Tg 1.14 e 16).

 Somente conhecer o padrão da tentação não resolve o problema. É preciso tomar a decisão correta.

 Não se intimide diante da tentação. Muitos cristãos ficam aterrorizados por sofrerem tentações, sentindo-se fracos ou culpados pó isso.

 A tentação não é pecado, ela é sinal de que Satanás te odeia e não está contente com você. Ela só se tornará pecado quando você ceder. A tentação não é sinal de fraqueza, pois, o próprio Senhor Jesus foi tentado (Mt 4.1 a 11; Hb 4.15).

 

Esteja preparado para superar o padrão da tentação

 Você precisa conhecer seu ponto fraco e estar preparado para resistir às investidas de Satanás (1Pe 5.8).

 Saiba qual o momento em que você é vulnerável. Onde você está quando fraqueja? Em que companhia você está fragilizado?

 Esteja atento para estas situações. Não dê lugar ao diabo para que o tente (Ef 4.27; 6.11) Comunique-se com Deus

A nossa comunicação constante com Deus vai nos ajudar a resistir a tentação e fugir dela (Mt 4.4).

Deus está ao nosso lado, sempre pronto a ajudar (Sl 50.15).

Nossa comunicação é rápida. Quando a tentação vem, nem sempre temos tempo para orações longas. Devemos ser rápidos assim como foi com Daniel, Neemias, Pedro, Paulo e outros.

Se Deus está esperando para nos ajudar a derrotar as tentações, porque não pedimos sua ajuda com mais freqüência? Falando com franqueza, às vezes não queremos ser ajudados! Queremos ceder a tentação, embora saibamos que é errado. Nesses momentos, pensamos saber mais do que Deus o que é melhor para nós.” (Warren 2003, pág 180)

 As tentações devem nos manter dependentes de Deus. Quando vier a tentação, não desista, busque a Deus.

 

PENSANDO SOBRE O PROPÓSITO DE MINHA VIDA

 

1   – Um tema para reflexão: Toda tentação é uma oportunidade para fazer crescer.

 

2   – Um versículo para memorizar: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel, e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” (1Co 10.13)

 

3   – Uma pergunta para meditar: Você está aproveitando as tentações  para crescer?

 

 

 

Tornar-se semelhante a Cristo leva tempo

 “… Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao dia de Cristo Jesus”.      (Fp 1.6)

 

Não há como chegar à semelhança de Jesus através de atalhos.

            Para se atingir a maturidade leva anos, assim como uma fruta para amadurecer precisa de uma estação toda. Não se pode apressar o desenvolvimento do caráter cristão. Tanto o crescimento espiritual como o físico leva tempo.

 Um fruto amadurecido forçado perde o seu sabor. Quando você tenta crescer rapidamente, você se enfraquece. O crescimento lento dá a resistência.

 Hoje somos levados pela velocidade, mas Deus quer que sejamos fortes e tenhamos estabilidade. Não há soluções rápidas para o crescimento. Crescer é um processo gradual e lento.

As maiores e mais resistentes árvores são aquelas que crescem devagar.

Há algumas razões porque levamos tempo para crescer.

 Primeiro → Aprendemos lentamente. Nós temos tendência de esquecer depressa as lições que aprendemos. É preciso muitas vezes a repetição para captar as lições.

Segundo → Temos muito a desaprender. Assim como aprendemos hábitos ruins quando estávamos no mundo e isso levou tempo, deixá-los, não vai ser num passe de mágica, mas vai

levar algum tempo para substituí-los por bons hábitos.                     (Ef 4.22 a 24)

 Terceiro → Crescer é quase sempre doloroso e assustador. “Não há crescimento sem mudanças, não existe mudança sem medo ou perdas e não há perdas sem dor”. (Warren 2003, pág 191)

 Toda mudança traz algum tipo de perda. Você precisa deixar os velhos hábitos e experimentar os novos. O medo de mudanças retarda o crescimento.

 Quarto → Hábitos levam tempo para se desenvolver. Assim como os maus hábitos levam tempo para se desenvolver, os bons também levam. Para se adquirir bons hábitos é preciso praticá-los. Somente vamos desenvolver os hábitos do caráter semelhante a Cristo quando praticá-los. (Ef 4.25; 4.11 a 16)

            Não tenha pressa em crescer, cresça na medida e na força que Deus concede.

 Creia que Deus está operando em sua vida mesmo que você não perceba. O crescimento espiritual pode ser muito lento para alguns, Deus dá o crescimento na proporção que cada um suporta. Tudo tem seu tempo determinado. Em alguns momentos podemos ter um crescimento explosivo (primavera), outros serão mais lentos (inverno) ( Ecl 3.1). 

Seja paciente. O cronograma de Deus é diferente do nosso. Deus trabalha cadenciado, enquanto nós procuramos atropelar as coisas. 

Deus usa longos processos para desenvolver o caráter do homem. Moisés levou 80 anos para ficar pronto a cumprir os propósitos de Deus. 

O que precisamos fazer é nos harmonizar com Deus e seguirmos com Ele. Ele pode fazer um cogumelo da noite para o dia, mas um carvalho Ele faz em cem anos. (Tg 1.4).

“Grandes almas são desenvolvidas através de lutas, tempestades e períodos de sofrimento. Tenha paciência com o processo”. (Warren 2003, pág 193)

Não desanime: “Até mesmo a lesma alcançou a arca por perseverar”. (Warren 2003, pág 193)

A demora de Deus não quer dizer que Ele não está agindo, mas está dentro de sua estratégia. (Hc 2.3)

  

 

PENSANDO SOBRE O PROPÓSITO DE MINHA VIDA

 

1    – Um tema para reflexão: Não existem atalhos para chegar à maturidade.

2    – Um versículo para memorizar: “Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar”.

                                                                                               1Pe 5.10

3    – Uma pergunta para meditar: Como está meu crescimento espiritual? Preciso ser mais paciente e persistente?  

 

 

 

 

 

 

 

 

One thought on “Estudo para curso biblico da Quinta feira. 22.05.2014 Tema: Crescendo por meio da tentação e tornando-se Semelhante a Cristo (Uma Vida com propósitos)

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s