SERMÃO: RENOVAÇÃO PARA OS CANSADOS

Palavra ministrada pelo Pr Josias Moura no culto de santa Ceia da Igreja do Betel Geisel no dia 13.04.2014

Renovação para os cansados

“FAZ FORTE AO CANSADO E MULTIPLICA AS FORÇAS AO QUE NÃO TEM NENHUM VIGOR. OS JOVENS SE CANSAM E SE FATIGAM, E OS MOÇOS DE EXAUSTOS CAEM. MAS OS QUE ESPERAM NO SENHOR RENOVAM AS SUAS FORÇAS, SOBEM COM ASAS COMO ÁGUIAS, CORREM E NÃO SE CANSAM, CAMINHAM E NÃO SE FATIGAM.” Isaias 40: 29,30 e 31

Introdução

Todos nós revelamos nossas fraquezas e as vezes nos sentimos desfalecidos. Isto se aplica também aos jovens, a quem atribuímos energia ilimitada.

O texto acima tem aplicações importantes.

Historicamente se aplicava ao povo de Israel. Povo que estava cansado por ter sido abusado pelas nações. E finalmente, após a volta do cativeiro babilónico, durante a era do Reino de Deus, Deus faz a promessa de que este povo obterá forças da parte de Yahweh (O Senhor), pois Ele é o Pai que dá o necessário a Seus filhos. Esses renovarão suas forças.

Outra aplicação deste texto é para os indivíduos que dependem do Senhor. Com forças renovadas, eles subirão como que com asas de águia.

Existem pessoas na Bíblia que voaram alto como águias.

Homens como Abraão, Isaque, Jacó e José são um marco de grandeza obtida na vida espiritual. Suas vidas de fé e comunhão com o Senhor são segredos que nos ensinam a como podemos nos renovar como as águias e continuar voando. Na realidade, suas vidas nos ensinam um exemplo de fé inabalável no amor de Deus. Fé que muitas vezes os colocou em provas severas e até dolorosas, humanamente, insuportáveis! Entretanto, o que se percebe é que estes homens jamais perderam de vista o amor e a graça de Deus.

Viveram incondicionalmente pela fé e, por isso mesmo depois de mortos, seus exemplos ainda falam aos homens de todos os tempos, inclusive, a nossa geração. E por esta razão, lê-se na Carta aos Hebreus a respeito deles: “Ora, todos estes que obtiveram bom testemunho por sua fé não obtiveram, contudo, a concretização da promessa, por haver Deus provido coisa superior a nosso respeito, para que eles sem nós, não fossem aperfeiçoados” (11.39,40). E, por isso são chamados “Os Patriarcas da Fé” de Israel.

E assim, por esta fé em Deus e nas suas promessas, viveram e morreram alegremente. O testemunho de suas vidas de fé percorre todo o Antigo Testamento e, portanto, recebe toda atenção no Novo Testamento. De fato, eles voaram como águias!

Sim, queridos irmãos no Senhor, é desta fé em Deus e em suas promessas imutáveis que a vida de Abraão, Isaque, Jacó e José ainda nos inspira ainda hoje com todo vigor. Deus que operar grandes feitos em nossas vidas. Em Deus, pela fé, faremos proezas!

Tudo quanto Deus requer de todos nós é confiança inabalável em suas promessas. Lembremo-nos pois que sem fé, é impossível agradar a Deus (Hb 11.1; 6). Logo, é imperativo que, todos quantos de Deus se aproximarem, creiam que é galardoador dos que o buscam de todo o coração.

Deus deseja que aprendamos a voar como as águias sobre os desafios e obstáculos espirituais que tentar nos atingir e impedir de crescer.

Mas vejamos algumas características das águias para que entendamos porque Deus nos compara a elas:

A ÁGUIA TEM GRANDE VISÃO INTEGRAL. A águia tem a capacidade fantástica de enxergar em todas as direções, por todos os ângulos, em todas as perspectivas. Ela enxerga num raio de 360 graus. Sua visão é global. Ela vê tudo, percebe os detalhes e toma sempre a melhor direção. Ela enxerga em todas as direções, ângulos e perspectivas. PARA frente, para os lados, e com um leve esforço da cabeça também enxerga para trás. Tem visão de 360 graus. Sua visão é global. Ela vê tudo, percebe os detalhes e toma sempre a melhor direção. Quando a Bíblia diz que somos como a águia, ela tem algo a nos ensinar:

– os que esperam no Senhor precisam ter visão ampla. E isto implica em não termos a mente estreita. Em não enxergarmos apenas o nosso micro universo como se estivéssemos olhando por um tubo. Nossa visão deve ser visão integral, porque temos a mente de Cristo e podemos olhar para a vida como Deus olha. Os que esperam no Senhor podem ter uma visão abrangente das coisas em vez de bitolada, vendo as oportunidades e as portas que Deus vê.

A ÁGUIA VOA ALTO. O caminho da águia é no céu. Ela não foi criada para viver arrastando-se nos vales da vida e nas depressões da terra. Deus a criou para as alturas. Ela não é como o inhambu, presa fácil que vive levando tiro na asa porque só voa baixo. Há pessoas que vivem num plano muito inferior.

A ÁGUIA VOA CADA VEZ MAIS ALTO. O segundo vôo é mais alto do que o primeiro e o terceiro mais alto do que o segundo. Não é bom viver em altos e baixos. Há pessoas que são instáveis, que oscilam demais; como Pedro Mt 15-23. Deus não nos chamou para o fracasso mas para o triunfo 2 Co 2.14; para sermos vencedores Rm 8.37. E assim, a nossa dinâmica não é 5 passos para frente na vida e 4 para trás, mas é de força em força, sempre para frente, para o alvo que é Cristo, sempre voando cada vez mais alto.

A ÁGUIA VOA EM LINHA RETA. Como uma flecha, um projétil. Seu vôo não é em círculo e nem sinuoso. Ela sempre voa em direção a um objetivo. Ela voa reto porque tem alvo definido. Sabe de onde veio e para onde vai. Não vive sem rumo e sem destino. Não está perdida. Não vive estagnada. Não anda para trás como caranguejo. Revela no seu voo desenvolvimento, progresso, crescimento, avanço. Muita gente tem a sensação de que sua vida é como andar em círculos. Não há objetivo, crescimento, progresso, não se chega a lugar nenhum.

Já observou como o urubu voa? Não voa em linha reta, mas em círculo, para lugar nenhum, sem progredir. Há pessoas assim. Entra ano sai ano e estão dando volta em torno de si mesmas, com os mesmos problemas e assim, não saem do lugar.

Outra característica do voo do urubu é que ele sempre sobrevoa em círculos onde há putrefação, mal cheiro, etc. De modo semelhante algumas pessoas sentem atração por tudo o que cheira mal. Espalham fofocas, futricam a vida alheia. Alegram-se com a ruína dos outros, a destruição de outros é a sua fonte de satisfação. Nós que somos da igreja do Senhor, fomos chamados para trabalhar, crescer e avançar. Devemos ir adiante. Somos como águias.

A ÁGUIA VOA NA DEPENDÊNCIA DO VENTO. As suas asas são enormes, desproporcionais com relação ao tamanho do seu corpo. Por quê? Ela usa o vento a seu favor. Em alguns momentos de seu voo ela flutua e economiza mais suas energias não se cansando em seus longos e altos voos. Assim quando ela galga as maiores alturas, simplesmente abre suas asas e planando, deixa que a força do vento a carregue.

Se queremos alçar vôos altos e longos não podemos depender de nossas próprias forças. Vamos ficar fatigados, estafados e esgotados. Nosso trabalho será em vão e não obterá fruto. Precisamos voar na força do vento do Espírito, sendo guiados por este vendo e voando na direção para onde ele nos leva. “O vento do Espírito sopra onde quer”, e assim devemos sempre lembrar que não é por força nem por poder que avançamos, mas pelo Espírito de Deus. Lembremos do que nos diz Jesus: “Sem mim nada podeis fazer”.

A ÁGUIA NÃO ACEITA VIVER CATIVA. Ela ama a liberdade, tem intimidade com as alturas, NÃO sabe viver em cativeiro. NÃO consegue viver em gaiolas. Ela morre, mas não fica cativa. Ela não aceita outra condição para sua vida que não seja a liberdade.

Os que esperam no Senhor são como águia. Nós fomos chamados para a liberdade

Acerca desta liberdade Jesus diz em Jo. 8.32,36: “32. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. 36. Se pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”

Você é como uma águia. Você é livre. Não é mais escravo de vícios ou de filosofias. Sua mente é livre para pensar sobre as coisas de Deus. Alegre-se no Senhor.

Conclusão.

Quero terminar esta reflexão contando a história um filhote de águia que foi criado junto a muitas galinhas. Durante muito tempo ele pensava e agia como uma galinha.

Nada contra as galinhas, mas está águia, durante muito tempo não usou as potencialidades que tinha porque pensava como uma galinha. Não voou alto, não experimentou o que era subir em grandes alturas e ter uma ampla visão, porque pensava que era uma galinha. Essa águia deixou de fazer grandes coisas porque pensava de forma errada.

De forma semelhante, muitos cristãos deixam de fazer coisas importantes para Deus ou de realizar grandes conquistas, porque estão pensando de forma errada. Estão dominados por pensamentos pequenos, negativos e pessimistas, e assim vivem muito abaixo daquilo que poderiam realizar em Cristo.

Pense bem nisso: Se você vive muito abaixo do que poderia estar fazendo através da graça de Deus, então está na mesma situação dessa águia que foi criada e pensava como uma galinha.

Mas nunca esqueça que você foi criado para voar como uma águia……

Deus te abençoe.

Josias Moura de Menezes

João Pessoa, 13.04.2014

One thought on “SERMÃO: RENOVAÇÃO PARA OS CANSADOS

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s