Estudo para o curso: Uma vida com propositos–3º encontro na Igreja Betel. Tema: Vendo a vida do ponto de vista de Deus

Esboço do Cap. 5 – Vendo a vida do ponto de vista de Deus

Que é a sua vida? Tiago 4.14b

Sua vida é modelada conforme você a vê.

O modo como você enxerga sua vida, determina o modo como você vai investir em seu tempo, usar seu dinheiro, seus talentos e também como valorizar seu relacionamento.

Como você enxerga sua vida?

Para esta pergunta surge várias respostas tais como: a vida é um circo, um campo minado, montanha russa, quebra-cabeça ou um carrossel, uma hora você está em cima outra está em baixo ou fica apenas dando voltas. Ela pode ser comparada também a um fogo de cartas no qual você tem de jogar com as cartas que te derem.

A figura que você tem em mente, seja consciente ou inconsciente vai determinar como você vai viver. Esta figura da vida é determinada ou expressada através de roupas, jóias, carros, penteados, adesivos e até tatuagens.

Nossa vida é influenciada por simbolismos (figuras) muito mais do que imaginamos. Se você pensar que a vida é uma festa, você vai valorizar a diversão; se for como uma corrida, o valor será a velocidade; uma maratona, a resistência; se for uma batalha ou uma competição, o importante será vencer.

Podemos estar baseando nossas vidas em figuras que não levam a nada. Temos então de mudar nossa visão da vida (Romanos 12.2).

Quando descobrimos os propósitos de Deus para nossas vidas, vamos viver de acordo com a visão que Deus tem para nós.

Na Bíblia encontramos pelo menos três figuras que nos ensinam a visão que Deus tem para nós. Duas veremos agora e a terceira no próximo estudo:

A vida é um teste (ou uma prova).

Vemos que ao longo da história relatada nas Escrituras, Deus está continuamente provando as pessoas quanto ao caráter, fé, obediência, amor, honestidade e lealdade (Noé, Abrão, Jacó, Jô, Adão e Eva, José, Rute, Éster, Daniel, Davi, Saul).

O homem está sendo testado ao longo de toda a sua vida.

O menor de todos os gestos ou acontecimentos na sua vida é um teste, onde Deus está observando a sua reação e você será provado também em grandes acontecimentos como grandes mudanças, orações não respondidas, críticas imerecidas, falsas acusações, enfermidades, tragédias sem sentido.

“Uma vez que você tenha compreendido que a vida é uma prova, vai perceber que nada é insignificante na vida.” (Warren2003 pag. 39).

Nas pequenas coisas que acontecem, Deus está moldando seu caráter. Cada dia é importante, cada segundo é uma oportunidade de crescimento. Enquanto algumas provas parecem ser esmagadoras, outras nem percebemos. Mas, todas têm implicações eternas.

Deus é fiel e jamais vai permitir ou dar provas acima daquilo que podemos suportar.

(1 Coríntios 10.13).

Cada vez que você é provado e é aprovado, reserva prêmios para a eternidade. (Tiago 1.12)

A vida é uma mordomia de confiança

Deus nos colocou na terra para cuidarmos e administrarmos Sua criação. Por isso, temos de administrar bem nosso tempo, energia, inteligência, oportunidades, relacionamentos e recursos. Somos mordomos de tudo o que Deus nos dá. Deus é dono de tudo e nós seus administradores. (Salmo 24.1)

Nada temos aqui na terra, tudo é emprestado por Deus. Depois de nós, será emprestado para outros; assim sendo, precisamos ser bons mordomos. (1 Coríntios 4.2)

“Tudo de que nós desfrutamos deve ser tratado como uma mordomia de confiança que

Deus nos pôs nas mãos.” (Warren 2003 pag. 40)

Na nossa cultura vemos por vezes o ditado “se você não é dono, não terá cuidado”. Mas na cultura cristã deve ser diferente. Nosso padrão é um padrão mais elevado.

Quando chegar o fim de sua mordomia aqui na terra e você for avaliado por Deus, Ele te dará pelo menos três recompensas:

a) Você receberá o reconhecimento de Deus – “Muito bem, bom trabalho”. (Mateus

25.21-23),

b) Você receberá uma “promoção” – “foste fiel no pouco, sobre muito te colocarei”.

c) Você será honrado – “Entra no gozo de teu Senhor”.

Deus tem usado o dinheiro tanto como uma prova, como uma mordomia. Ele usa a área financeira para nos ensinar a confiar nEle.

A forma com que administramos o dinheiro, determina o quanto Deus pode confiar a nós bênçãos espirituais.

Se você é fiel com os bens materiais, certamente o será com os espirituais. Você é um bom mordomo nas coisas que Deus te confiou?

A vida é um teste (prova), uma mordomia de confiança, e quanto mais Deus lhe dá, mais responsável Ele espera que você seja.” (Warren 2003 pág.41) Lucas 12.48.

PENSANDO SOBRE O PROPÓSITO DE MINHA VIDA

1 – Um tema para reflexão: A vida é um teste e uma mordomia de confiança.

2 – Um versículo para memorizar: “Quem é fiel no pouco também é fiel no muito.” (Lucas 16.10b).

3 – Uma pergunta para meditar: Qual acontecimento recente percebo agora, ser um teste de Deus?

Como tem sido minha mordomia com as coisas que Deus tem me confiado?

 

Esboço do Capitulo 06 – continuação do capitulo 5

6 – A vida na terra é uma atribuição temporária

“Amados exorto-vos, como peregrino e forasteiro que sois…” (1 Pedro 2.11a)

O mundo não é o meu lar.

Ao lermos a Bíblia, vemos que ela ensina que nossa vida aqui na terra é breve, passageira como neblina. (Tiago 4.14)

Duas verdades que vão fazer você usar sua vida da melhor forma possível são Primeiro – em comparação com a eternidade a vida é muito curta aqui na terra.

Segundo – a terra é apenas uma morada temporária, não vamos ficar aqui por muito tempo, portanto não se apegue às coisas terrenas. (Salmo 39.4 e 5)

Aqui não é nosso destino final, estamos aqui de passagem nos preparando para a eternidade. Termos como forasteiro, peregrino, estrangeiro, estranho, visitante e viajante descrevem a nossa breve passagem por aqui. (Salmo 39.12; 1 Pedro 1.17)

Quando pessoas se mudam de país para estudar ou trabalhar, é obrigatório que levem com eles um cartão que os identifiquem como visitante e possam ter livre trânsito entre os cidadãos daquele país, do contrário, serão obrigados a saírem de lá. Todo cristão, como peregrino que é aqui na terra, deveria portar um cartão que o identificasse como estrangeiro.

Através das Escrituras, Deus nos diz para pensarmos de modo diferente dos que não são cristãos. (Filipenses 3.17; 4.1)

A nossa passagem pela terra é rápida, e mesmo nestes breves momentos quando nos envolvemos com as coisas do mundo além do que nos é permitido por Deus, nós estamos como que adulterando, traindo Deus e nos tornando inimigos dEle. (Tiago 4.4)

Como embaixadores de Deus aqui na terra devemos ser fiéis àquele que nos confiou tamanha responsabilidade. (2 Coríntios 5.20; 1 Coríntios 4.2)

Lamentavelmente muitos cristãos, depois de receber a graça da salvação têm traído o seu Senhor, se envolvendo demais com esta habitação passageira. Deus quer que vivamos no mundo, sem, contudo nos contaminarmos com o mesmo. (1 Pedro 2.11; 1 João 2.15 a 17)

Com o avanço da ciência e a tecnologia, a vida nestes dias se tornou muito fácil em comparação com séculos passados. A comunicação eletrônica e os transportes rápidos facilitaram muito a vida contemporânea; e o homem busca nestas coisas a sua felicidade se esquecendo que a vida aqui na terra é um teste, uma mordomia de confiança e uma atribuição temporária. Mas, quando nos lembramos que estamos aqui sendo preparados para algo melhor nos esquecemos dos encantos que o mundo nos oferece. (2 Coríntios 4.18b)

Por sermos peregrinos na terra, Deus não escondeu as dificuldades, aflições e rejeições que experimentaríamos aqui. (João 15.18 e 19; 16.20; 16.33). Isso Deus permite para que não venhamos a nos apegar às coisas daqui. “A terra não é o nosso lar definitivo, fomos criados para algo melhor.”(Warren 2003 pág. 45)

“Um peixe nunca seria feliz vivendo em terra, porque foi feito para viver na água, uma águia jamais poderia ficar contente se não lhe fosse permitido voar. Você nunca se sentirá plenamente satisfeito na terra, porque foi feito para algo mais. Você terá momentos felizes por aqui, mas nada comparado ao que Deus tem planejado para você.” (Warren 2003 pág. 45)

Ao percebermos que somos peregrinos, nossos valores são alterados, pois os propósitos de Deus para nós não são materiais ou sucesso popular. Os heróis da fé não buscavam raízes aqui na terra, pois tinham a visão de que algo superior os aguardava e que eram passageiros por aqui. (Hebreus 11.13 a 16). É preciso fé para peregrinar pela terra. Nosso lar é lá nos céus em companhia de Jesus. (João 14.1 a 3)

“Quando a vida fica difícil e você é subjugado pelas dúvidas, ou quando fica imaginando se viver para Cristo vale o esforço, lembre-se de que você ainda não chegou em casa. Na morte, você não vai abandonar sua casa – você vai para casa.” (Warren 2003 pág. 47) PENSANDO SOBRE O PROPÓSITO DE MINHA VIDA

1 – Um tema para reflexão: O mundo não é o meu lar.

2 – Um versículo para memorizar: “…portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação.” 1 Pedro 1.17b).

3 – Uma pergunta para meditar: Como o fato de a vida ser uma atribuição temporária deve mudar a forma de eu viver neste momento?

One thought on “Estudo para o curso: Uma vida com propositos–3º encontro na Igreja Betel. Tema: Vendo a vida do ponto de vista de Deus

  1. Os estudos que você prepara eu creio que é expirado por Deus. Eu tenho aprendido muito. Deus tem me usado para compartilhar com a minha igreja. Que Deus continue lhe abencoando e lhe capacitando.

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s