Sermão. Tema: O DESAFIO DE VIVENCIARMOS O CRISTIANISMO

O DESAFIO DE VIVENCIARMOS O CRISTIANISMO

Filipenses 2:12-18

Introdução

Um bom exemplo, como o de Cristo, pode até ser admirado e se tornar fonte de inspiração. Mas, Cristo não propõe que apenas o admiremos, e sim que o imitemos.

Imitar o exemplo de Cristo é algo sempre desafiador porque percebemos que temos muitos pecados que nos atrapalham a ter êxito em nossa caminhada espiritual.

Ao tentarmos imita-lo, descobrimos que nossas fraquezas se revelam e muitas vezes se tornam fortes o suficiente para nos frustrar.

Na carta aos Filipenses, Paulo acabou de apresentar Jesus Cristo como o grande Exemplo no exercício da submissão. Lemos suas palavras e concordamos com elas, mas como as colocar em prática? De que maneira um ser humano mortal pode esperar alcançar o mesmo nível de realizações que Jesus Cristo? Até a ideia de tentar imitá-lo parece arrogância! Por um lado, tenta-se desenvolver humildade e, por outro, alimenta-se o orgulho ao ousar imitar o Senhor Jesus Cristo!

O detalhe é que Paulo nos apresenta aqui não só o modelo de obediência e submissão mas o poder capacitador de Deus para que possamos realizar o que Deus nos ordenou.

Paulo aqui nos lembra em Filipenses 2:13: “Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar.”.

Assim não conseguimos seguir a Cristo por uma simples imitação, mas por uma encarnação dele em nosso viver: “Cristo vive em mim” (Gl. 2:20). Mas como é desafiador em algumas circunstancias ter Cristo vivendo em nós.

1. Praticamos o cristianismo quando trabalhamos para cumprir o nosso propósito.

Paulo diz em Filipenses 2:12: "Desenvolvei a vossa salvação" (Fp 2:12) não é o mesmo que "conquistai a vossa salvação".

Em primeiro lugar, Paulo está escrevendo a leitores já "santos" (Fp 1:1), ou seja, que já aceitaram a Cristo e foram separados para ele.

O verbo "desenvolver" tem o sentido de "trabalhar até a consumação", como quem trabalha em um problema de matemática até chegar ao resultado final.

No tempo de Paulo, esse termo também se referia a "trabalhar em uma mina" extraindo dela o máximo possível de minério valioso, ou "trabalhar em um campo" obtendo a melhor colheita possível.

O propósito que Deus deseja que alcancemos é a semelhança a Cristo, "para [sermos] conformes à imagem de seu Filho" (Rm. 8:29). A vida acarreta problemas, mas Deus nos ajuda a lidar com eles. Assim como uma mina ou um campo, nossa vida tem um potencial tremendo, e Deus quer nos ajudar a usar esse potencial ao máximo.

Uma das coisas maravilhosas da vida cristã é saber que Deus tem um plano para nós (Ef 2:10) e que nos ajudará a levar esse plano a cabo para a glória dele. Nosso Deus é um Deus de variedade infinita! Se não existem duas flores ou dois flocos de neve exatamente iguais, por que dois cristãos deveriam ser idênticos? Todos devemos ser semelhantes a Cristo, mas também devemos ser nós mesmos.

Assim, trabalhemos por Deus, nos esforçando para concretizar tudo aquilo que Ele nos designou.

2.Praticamos o cristianismo com uma experiência pessoal com o poder de Deus. (Fl.2.13)

Paulo apresenta o seguinte princípio: Deus deve operar em nós antes de poder operar por meio de nós.

Esse princípio pode ser visto em ação ao longo de todo o relato bíblico, na vida de homens como Moisés, Davi, os apóstolos e outros.

Deus tem um propósito especial para cada um; cada ser humano é singular, não uma imitação de outro indivíduo.

No caso de Moisés, por exemplo, Deus precisou operar na vida dele durante quarenta anos, preparando-o para que pudesse agir por meio dele. Deus se interessa mais pelo obreiro do que pela obra. Se a vida do obreiro estiver dentro dos propósitos de Deus, a obra também estará.

Então meu querido, Deus primeiro operará em nós para que possamos ser benção para outros.

O poder que opera em nós é o poder do Espírito Santo de Deus (Jo 14:16, 17, 26; At 1:8; 1 Co 6:19, 20). É a energia de Deus que opera em nós e por meio de nós! O mesmo Espírito Santo que deu poder a Cristo enquanto ele ministrou aqui na Terra também pode nos dar poder.

Mas devemos reconhecer que a energia da carne (Rm 7:5) e do diabo (Ef 2:2; 2 Ts 2:7) também estão operando. Por causa da morte, ressurreição e ascensão de Cristo, temos a nosso dispor a energia de Deus (Ef 1:18-23).

Então quais são os instrumentos que, pelo seu Espírito, Deus usa para operar em nossa vida? São três: a Palavra de Deus, a oração e o sofrimento.

3. Pratiquemos o cristianismo com confiança plena em uma promessa de Deus

Mas, qual é a promessa? Temos a promessa de que a obediência e submissão a Deus redundarão em alegria. Pela obediência e humilhação, Jesus derrotou o ódio ao demonstrar amor e subjugou mal com a verdade. Foi vitorioso porque se entregou!

Nós também, devemos ter a ousadia de crer em sua promessa: "Pois todo o que se exalta será humilhado; e o que se humilha será exaltado" (Lc 1 4:11). "Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus" (M t 5:3).

Na medida em que servimos experimentamos essa alegria do espírito. Paulo expressa sentir essa alegria ao falar sobre sacrifício. A maioria das pessoas, talvez associe suas lutas a um sentimento de tristeza, mas Paulo aqui esta nos ensinando que suas provações constituem-se como portas para uma alegria mais profunda em Cristo.

Conclusão

Que Deus nos ajude a vivermos com mais intensidade a vida cristã, de forma que cumpramos nosso propósito, tendo sempre experiências pessoais com a revelação do poder de Deus e sem nunca perder a confiança em suas promessas.

Josias Moura.

4 thoughts on “Sermão. Tema: O DESAFIO DE VIVENCIARMOS O CRISTIANISMO

  1. Pastor Josué,

    Gostei dessa mensagem, porque é bíblica. Ela destrói toda aquela teoria da psicologia que acredita que a “autoestima elevada” é a solução para os problemas existências do ser humano.

    Enviei um e-mail fazendo uma crítica a esse conceito falso e perigoso, porque é antibíblico e extrabíblico. A Bíblia é perfeita e completa não precisa de “ajuda” de fora da cultura pagã.

    A paz do Senhor!

    Ana Lucia da M. Louback de Almeida

    Enviado via iPad

    >

    Curtir

  2. PARA QUE IMITEMOS JESUS PRECISAMOS CLAMAR TODOS OS DIAS PARA ELE NOS ENCHER COM SEU ESPÍRITO SANTO. ENTÃO SEREMOS FORTES PARA ENFRENTARMOS AS BATALHAS CONTRA O MAL. QUEM É MAIS FORTE? O ESPÍRITO OU A CARNE? RESPOSTA: O MAIS FORTE É AQUELE A QUEM ALIMENTAMOS. SE A NOSSA VIDA TÁ BEM ALIMENTADA COM O FRUTO DO ESPÍRITO AS OBRAS DA CARNE NUNCA VAI PREVALECER. MAS ISSO É UM EXERCÍCIO DE CADA DIA POR CAUSA DA NOSSA FRAGILIDADE. COMO PURIFICARÁ O JOVEM O SEU CAMINHO? OBSERVANDO A PALAVRA DE DEUS. UMA VOZ ME DISSE LÁ DO CÉU CANTE, CANTE, CANTE PARA MIM. ORE, ORE, UMA VEZ MAIS…SEGUE, SEGUE APÓS MIM…. JESUS TE ABENÇOE MEU GENRO AMADO. MARLENE

    Curtir

  3. Boa noite eu gostaria de te agradecer por este estudos que envia em nossos email, são materiais que ajuda nos aprofudar no conhecimento da palavra DEUS ,que DEUS continue te iluminando te abençoando em todos seus afazeres

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s