Estudo EBD: Superando a falta de fervor espiritual. (Estudo Bíblico para a Escola Dominical da Igreja do Betel Brasileiro Geisel)

Superando a falta de fervor espiritual

Levítico 6:12-13 e I tessalonicenses 5:19

Introdução

Na Lei do Holocausto dada por Deus aos sacerdotes levíticos, o fogo do altar arderia ininterruptamente: O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará. Tal ação servia como um lembrete da presença continua de Deus e da necessidade do povo de uma expiação contínua. Deus acendeu o fogo no altar de bronze (Lv 9.24) e os sacerdotes estavam encarregados de garantir que essas chamas nunca se apagassem.

Quando interpretamos a lei do holocausto, à luz do ensino do Novo Testamento aprendemos que:

1. O sacrifício de Jesus Cristo na cruz foi definitivo, perfeito e eficaz. Ele realizou o verdadeiro holocausto e a definitiva expiação, "…não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção" (Hb 9.12).

2. Todos que são purificados pelo sacrifício de Jesus são constituídos sacerdotes de Deus. "…Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados, e nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai…"(Ap 1.5-6).

3. O coração do crente é o altar de Deus, local de Sua habitação. Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? (1 Co 6.19).

4. Deus Espírito Santo que habita no crente é simbolizado pelo FOGO. Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aqueie que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo (M13.11).

Observamos, entretanto, que tanto no Antigo Testamento como hoje, cada sacerdote tem a responsabilidade de manter o fogo aceso. Não apagueis o Espírito é a ordem de Deus (1 Ts 5.19). O presente do imperativo grego sbennymi significa "extinguir" ou "apagar", e é utilizado num sentido metafórico de apagar uma chama ou uma luz, a qual está associada ao Espírito Santo (Lc 3.16; At 2.3-4; 18.25; Rm 12.11; 2 Tm 1.7). A interpretação mais aceita é que esta proibição se refere ao exercício dos dons espirituais na comunidade, contudo, é impossível negar que há aqui uma aplicação pessoal. O crente que já possui o selo do Espírito, não deve resistir ou sufocar a ação do Espírito. A ação do Espírito no nosso coração é comparada à ação do fogo. É por esta razão que Paulo nos incentiva: sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor (Rm 12.11). Não apagueis o Espírito é a ordem de Deus.

1. Porque não devemos apagar o fogo

O Fogo simboliza a própria pessoa de Deus. Ele é um fogo devorador (Dt 9.3). Porque o Senhor, teu Deus, éfogo que consome, é Deus zeloso (Dt 4.24). Quando Deus se revelou por meio de teofanias, Ele sempre foi acompanhado pelo fogo (Êx 3.2-3; 19.18; 24.17).

O Espírito Santo é simbolizado pelo fogo (Mt 3.11; Lc 3.16; At 2.3). Todo crente verdadeiro tem o Espírito Santo (Rm 8.9) e deve buscar ser cheio do Espírito (Ef 5.18). O que Paulo proíbe é: Não apagueis o Espírito {1 Ts 5.19). E o que isto significa? Apagar o Espírito é impedir ou resistir à sua ação dentro de nós.

Observando as propriedades do fogo e comparando-as com a ação do Espírito Santo em nossa vida podemos dizer que o fogo: destrói, purifica, transforma ou modela, vivifica, aquece, guia e ilumina. Todas as virtudes e vitórias da vida cristã dependem do Espírito Santo. Apagar o Espírito é suprimir ou tornar inativa a sua ação dentro de nós. A frutificação espiritual e a capacitação para o serviço é obra do Espírito. Paulatinamente, o Espírito está formando Cristo em nós (2 Co 3.18).

Não devemos apagar o fogo do Espírito porque sem ele a vida espiritual seria impossível. "O cristianismo é entusiasmo, ou então nada é" (Manson). A palavra entusiasmo deriva dos vocábulos gregos "em" e "theos", que significam "estar cheio de Deus".

2. O que apaga o fogo do fervor espiritual

Para que exista o fogo é necessário que se reúnam três elementos – o combustível (matérias ou produtos que ardem), comburente que alimenta a combustão (oxigênio do ar) e o calor ou energia de ativação que permite que os dois primeiros elementos entrem em ação.

Os bombeiros utilizam três técnicas para extinguir o fogo: retiram o material combustível do local, abafamento e resfriamento.

Na vida cristã, vários são os motivos que apagam o fogo do Espírito Santo, levando o crente ao esfriamento espiritual:

2.1. Falta de combustível

A ausência ou a escassez do combustível faz o fogo apagar ou diminuir. A leitura bíblica e a oração são os dois combustíveis que alimentam o fogo do Espírito (At 6.4; Ef 6.17-18). Se você não ora e nem lê a Escritura você está apagando a ação do Espírito em sua vida.

Deus diz: O profeta que tem sonho conte-o como apenas sonho; mas aquele em quem está a minha palavra fale a minha palavra com verdade. Que tem a palha com o trigo? – diz o Senhor. Não é a minha palavra fogo, diz o Senhor, e martelo que esmiúça a penha? Jr 23.28-29). A palavra de Deus é fogo que aquece a alma, pela ação do Espírito. Os discípulos no caminho de Emaús testemunharam:"… Porventura não nos ardia o coração, quando ele pelo caminho nos falava, quando nos expunha as Escrituras?" (Lc 24.32).

Aliada ao combustível da Palavra está a oração. Ela é o "azeite batido" que mantém acesa a luz do santuário (Êx 27.20). Assim como a Bíblia é a espada do Espírito, a oração é também induzida e guiada pelo Espírito (Ef 6.18). Quando oramos, o Espírito Santo nos assiste em nossa fraqueza (Rm 8.26-27).

Avalie a sua vida espiritual e observe que a quantidade e a qualidade do seu fervor estão relacionadas à leitura bíblica e à oração.

2.2. Infidelidade Espiritual

Outro motivo que sufoca a ação do Espírito é o pecado da infidelidade espiritual. Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Ou supondes que em vão afirma a Escritura: É com ciúme que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós? (Tg 4.4-5). A palavra "infiéis" indica adultério ou infidelidade aos votos maritais, figura de linguagem bastante conhecida no Antigo Testamento, para indicar infidelidade a Deus ou a prática da idolatria (Is 54.5; Os 9.1). A amizade com o mundo significa uma lealdade espiritual a uma sociedade corrupta, onde opera o mal, bem como é a total negligência pela santidade (1 Jo 2.15-16; 5.19). Tal atitude ofende o Espírito Santo que anela de forma zelosa toda a nossa afeição.

2.3. A iniqüidade do falso ensino

A prática iníqua do falso ensino, realizado falsamente em nome de Jesus, é uma outra causa que apaga o fogo do Espírito (Mt 7.21-23). E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos (Mt 24.12). A iniqüidade aqui se refere à apostasia dentro da Igreja, como conseqüência do falso ensino. Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios (1 Tm 4.1). Os falsos mestres, o falso ensino, os falsos milagres, as falsas profecias são práticas iníquas que assimiladas por cristãos, apagam a ação do Espírito Santo: esfriam o amor. O verdadeiro amor é derramado em nosso coração pelo Espírito (Rm 5.5). O fruto do Espírito é o amor (Gl 5.22-23).

Estudando os grandes avivamentos percebemos que os homens usados por Deus foram aqueles que pregaram a sã doutrina ou a doutrina calvinista. Spurgeon disse: "Irmãos, na proporção em que um ministro é fiel, dependerá a bênção de Deus. Podem esperar que o Espírito Santo ponha o seu selo de aprovação a uma mentira? Podem esperar que Ele abençoe aquilo que ele não revelou ou confirme com sinais o que não é verdadeiro? Cada vez estou mais convencido de que se desejamos ter Deus ao nosso lado, devemos guardar a Sua verdade".

Você será avivado verdadeiramente pelo ensino da verdade sob a direção do Espírito da Verdade (Jo 16.13).

2.4. Pecados encobertos

O pecado encoberto ou não confessado a Deus impede o progresso espiritual do crente, bem como apaga o fogo do Espírito (Pv 28.13). Quando Davi cometeu uma série de pecados e conviveu secretamente com os seus erros, ele confessou: Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio (SI 32.3-4).

Ele desesperadamente pediu ao Senhor: Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito (SI 51,11). As palavras de Davi implicam que o Espírito não havia se retirado dele completamente, por mais que os seus dons houvessem sido temporariamente obscurecidos. Ele perdeu a alegria da salvação, o entusiasmo do Espírito. Quando pecamos apagamos o fogo do Espírito.

CONCLUSÃO

O que devo fazer para manter o fogo aceso? Busque o enchimento do Espírito Santo: “E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito” (Ef 5.18). Buscar significa colocar-se à disposição para ser cheio. Enchei-vos do Espírito é uma ordem divina. Faça isto em contrição e arrependimento. Confesse e abandone os seus pecados. "Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade…" (2 Co 7.1).

O que devo fazer para manter o fogo do Espírito? Três conselhos práticos:

Aumente o seu combustível espiritual. Leia e medite diariamente na Palavra do Senhor e ore incessantemente (SI 1.2; 1 Ts 5.17).

Aumente a comunhão com os seus irmãos e freqüente mais a Igreja. Sinta alegria em ir à Casa do Senhor (SI 122.1; Cl 3.12-17).

Reavive o seu dom espiritual trabalhando na Igreja. O Espírito Santo nos capacita para o trabalho (2 Tm 1.6; At 1.8).

One thought on “Estudo EBD: Superando a falta de fervor espiritual. (Estudo Bíblico para a Escola Dominical da Igreja do Betel Brasileiro Geisel)

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s