Estudo bíblico para o culto de doutrina da Igreja Betel Geisel. Tema: A BASE DO DISCIPULADO.

Prezados leitores,

Graça e paz.

A partir desta semana estaremos examinando um novo tema em nossos cultos de doutrina:

VIVENDO PARA SER E FAZER DISCIPULOS.

Este tema geral será desdobrado a cada semana em vários subtemas.

O primeiro subtema é  A BASE DO DISCIPULADO. Atraves destes estudos semanais pretendemos gerar em nossos irmãos uma consciencia mais forte do dever que temos com a tarefa missionária.

Um grande abraço a todos.

Pr Josias Moura

 

A BASE DO DISCIPULADO

Texto Básico: Jo 15.9,13; Rm 5.5,8 Texto Áureo: Jo 3.16 Texto Devocional: Rm 8.37-39

INTRODUÇAO

Começaremos nossos estudos verificando qual a A BASE DO DISCIPULADO, que vem a ser "o amor de Deus".

A palavra "crente", no Novo Testamento, aparece doze vezes; "cristão", três vezes; e "discípulo", nos Evangelhos, 234 vezes e em Atos 30 vezes. E muito fácil ser crente, pois até os demônios crêem (Tg 2.19); é fácil ser cristão. No con­ceito do mundo, todos são cristãos, embora cometam os mais abomináveis pecados. Mas ser "discípulo" é difícil!

"Discípulo" está relacionado com "disciplina". Isto sig­nifica que o discípulo assume uma responsabilidade grande: obedece o mestre, segue o mestre, representa o mestre, age do mesmo modo que o mestre.

Jesus disse: "Se alguém quer vir após mim, a si mes­mo se negue, tome a sua cruz e siga-me" (Mt 16.24). Isto exige uma alta dose de renúncia, de firmeza, de ânimo reso­luto, e não importa o preço. Importa tomar a cruz e SEGUIR a Jesus.

Discípulo é, nada mais nada menos, o aluno, que não só aprende do mestre, mas também passa para outros o que aprendeu. A responsabilidade do cristão consiste em fazer au­mentar o número dos discípulos (At 2.47; 6.1). O termo mais distintivo para indicar aqueles que confiavam em Cristo e procuravam seguir o seu caminho é "discípulo" – como lemos em At 6.1,2,7; 9.1; 11.26; 18.23.

Champlin (Enciclopédia) alinha as características de um discípulo: 1) Um discípulo crê na doutrina de Cristo (Jo 3.17 e At 11.26); 2) Expe­rimentou o novo nascimento (Jo 3.3,5); 3) Renunciou a tudo (Mc 8.34); 4) Dedica-se a uma vida de sacrifício (Lc 14.26); 5) Tem uma vida disci­plinada; 6) E aprendiz e quer avançar na doutrina (Hb 6.1); 7) Faz tudo para aumentar o número dos discípulos em obediência à Grande Comis­são (Mt 28.18-20).

Com estas verdades na cabeça e no coração, entremos a conside­rar a presente lição: A BASE DO DISCIPULADO, que brota do amor de Deus.

I. AMOR QUE VIU O MUNDO PERDIDO

1. O homem pecou e com seu pecado transtornou o plano de Deus.

2. A doce comunhão entre Deus e o homem foi quebrada. Isaías viu o homem desgarrado e longe de Deus (53.6).

3. As três parábolas de Lucas 15 (da ovelha perdida, da dracma perdida e do filho pródigo) retratam com perfeição a condição do ho­mem perdido em seus caminhos de pecados.

4. Romanos (3.10-18) mostra o homem perdido pelo pecado: "Não há justo, nem sequer um, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer. A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, a boca eles a têm cheia de maldição e amargura; são os seus pés velozes para derramar sangue, nos seus caminhos há destruição e miséria; desconhecem o cami­nho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos".

5. Em Ef 2.12, Paulo mostra a condição do homem sem Cristo: "Naquele tempo, estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo".

6. Aquele que habita no céu, olhando para o miserável pecador caminhando a passos largos para o inferno, conspirando contra Deus, ri-se deles (SI 2.4); mas se compadece também da multidão de perdidos (Ml 9.36). É o seu infinito amor pelos pobres pecadores.

II. POR AMOR ENVIOU SEU FILHO PARA SALVAR O PECADOR

1. Entre o homem e Deus está o insondável abismo chamado peca­do (Rm 3.23).

2. Mateus 7.13,14 mostra duas portas: a larga e a estreita; e dois caminhos: o espaçoso e o estreito; e dois destinos: inferno e céu.

3. O homem, por seu próprio esforço, jamais alcançaria o paraíso perdido.

4. E naquilo que estava fraco na sua carne, Deus mandou o auxílio no "Verbo", que se fez carne e habitou entre nós (Jo 1.14).

5. E Jesus realizou no Calvário aquilo que não poderíamos reali­zar; e pagou aquilo que não poderíamos pagar.

6. Jesus é a mão de Deus estendida ao pecador transviado, é o poder de Deus para salvá-lo, é a graça que enche os vazios de sua alma, é o perdão pleno, é a vida eterna, é a paz para o seu espírito.

III. POR AMOR CONSUMOU UM PLANO PARA SALVAR O HOMEM

1. O plano redentor foi consumado na cruz do Calvário. Foi um plano eterno (Hb 7.25). Jesus bradou do topo do Calvário: "Está consu­mado!" (Jo 19.30). Ninguém pode acrescentar mais nada.

2. Esse plano está baseado numa doce mensagem. João Batista começou a proclamá-la (Mt 3.1,2); e onde João Batista terminou, Jesus começou (Mt 4.17).

3. E essa mensagem de vida e salvação deveria ser anunciada: são as BOAS NOVAS do céu.

4. As BOAS NOVAS foram proclamadas por Jesus, o Mestre (At 10.38):

a. E a Palavra viva; b. Palavra de poder; c. Palavra cheia de graça; d. Palavra repassada de amor; e. Palavra de salvação.

5. E Jesus foi para o céu, "depois de haver dado mandamentos por intermédio do Espírito Santo aos apóstolos que escolhera…" (At 1.2).

6. Jesus ordenou: "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as na­ções, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; ENSINANDO-OS a guardar todas as cousas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" (Mt. 28.19,20).

7. Jesus precisou de homens que proclamassem o seu amor. E esses homens não seriam meros crentes, meros cristãos, mas DISCÍPULOS, que viveram com o Mestre, andaram com o Mestre e estiveram em íntima comu­nhão com o Mestre, que absorveram o seu ensino. Pelos doutores da Supre­ma Corte de justiça dos judeus, foram achados indoutos e iletrados. Mas aquelas autoridades não puderam deixar de reconhecer que eles andaram com Jesus (At 4.13). Esses apóstolos sofreram por causa da mensagem que pregaram, mas tudo suportaram, tudo desafiaram, perseveraram até à mor­te, e não negaram essa mensagem que Jesus trouxe do céu, dizendo: "Nós não podemos deixar de falar das cousas que vimos e ouvimos" (At 4.20).

8. Eles andaram como Cristo andou (I Jo 2.6). O Mestre marcou e eles reproduziram com fidelidade a mensagem do céu:

a. Jesus andou no amor; os discípulos também.

b. Jesus andou na pureza do seu coração; os discípulos na retidão e santidade.

c. Jesus não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida por muitos; e os apóstolos viveram para servir.

d. Jesus foi manso e humilde de coração; os apóstolos o imitaram nisso também.

e. Jesus deu, como Bom Pastor, a sua vida por nós; os apóstolos seguiram o Mestre com fidelidade, até à morte.

LIÇÕES DA LIÇÃO

1. Discípulo é aquele que segue a Jesus. Você o está seguindo?

2. É aquele que ama a Jesus e está pronto a dar a sua vida por Ele.

3. É aquele que obedece ao Mestre Jesus.

4. É aquele que representa o Mestre e proclama a sua mensagem com fidelidade.

5. Seja um discípulo fiel até à morte, e Jesus lhe dará a coroa da vida!

PERGUNTAS DA LIÇÃO

1. O que vem a ser "discípulo"?

2. Qual a diferença entre "crente" e "discípulo"?

3. Você é um autêntico discípulo de Jesus?

4. Você anda como Cristo andou?

5. Qual é o galardão do discípulo fiel até à morte?

Na próxima semana estudaremos sobre o tema: O PREÇO DO DISCIPULADO. Não falte!

Pr Josias Moura.

4 thoughts on “Estudo bíblico para o culto de doutrina da Igreja Betel Geisel. Tema: A BASE DO DISCIPULADO.

  1. Graça e paz,Pr Josias eu estou enviando as mensagens que recebo para meus filhos que ainda não se decidiram por Cristo e lhe peço que os inclua em suas oraçõe eu creio pela minha fé que atravéz dos estudos ele vão aceitar Jesus em suas vidas eu os criei na igreja mas cresceram e se desviaram isso eu não me conformo e oro constantemente ao Senhor por eles sei que vou cantar o hino da vitória sei q é ganhador de almas por isso peço ajuda em oração desde já eu lhe agradeço. Seus nomes são Andre, Debora, Mauricio e Isaque.

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s