ESTUDO BIBLICO PARA O CULTO DE DOUTRINA DA IGREJA BETEL GEISEL. TEMA: O SERMÃO ESCATOLÓGICO DE JESUS

O sermão escatológico de Jesus

Estudo Bíblico ministrado no culto da quinta feira pelo Pr Josias Moura

Mateus 24: 1-14

INTRODUÇÃO

A segunda vinda de Cristo é, sem sombra de dúvida, uma das mais lindas e comoventes mensagens do Cristia­nismo. Ela retrata a esperança dos salvos. Este tema é apre­sentado em diversos textos do Novo Testamento. Um deles é Mateus 24, conhecido sermão escatológico de Jesus. Je­sus foi abordado por seus discípulos, que lhe perguntaram que sinal haveria de acontecer antes da sua segunda vinda.

Em um dos estudos realizados nas semanas anteriores estudamos acerca das três evidências da chegada do fim dos tempos.

Neste estudo, que é baseado exclusivamente no ser­mão escatológico de Jesus, estudaremos os alertas feitos pelo Senhor quanto à proximidade do fim dos tempos.

 

I – MANIFESTAÇÃO DE FALSOS CRISTOS

a) Engano religioso. A primeira advertência feita por Jesus quanto ao fim dos tempos está relacionada ao contexto religioso. Surgirão falsos messias e falsos profe­tas que, em nome do Senhor, farão grandes sinais e prodí­gios e enganarão a muitos, Mt 24: 5, 24.

b) Os falsos cristos na história. Flávio Josefo, historiador judeu do primeiro século, relata o surgimento de muitos “messias” ao tempo da dominação romana, antes do ano 70 d.C. Essas pessoas normalmente conseguiam arrebanhar um grupo e promover uma rebelião. Em diferen­tes momentos no sermão escatológico Jesus alerta sobre os homens do engano religioso que surgirão no fim dos tem­pos: Mt 24: 4, 5, 23, 24 e 26. Compare as advertências de Jesus com a pessoa do anticristo, em 2Ts 2: 9-10.

No contexto contemporâneo, muitos se proclamam “ungidos” do Senhor e conseguem enganar multidões com sua boa oratória. Temos visto uma intensificação do surgimento de falsos cristos, falsos messias, falsos mes­tres, falsos ministros, falsos irmãos, pregando um falso evangelho. Tudo com aparência de verdadeiro e bom.

 

II – GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS, v. 6

a) O contexto histórico. Quando Jesus disse essas palavras, o Império Romano estava desfrutando de um longo período de paz. Cerca de quatro décadas mais tar­de, porém, o tumulto começaria a inquietar o grande do­mínio, de tal sorte que Roma veria quatro imperadores num só ano: Galba, Otto, Vitélio e Vespasiano.

b) O aumento dos conflitos na história. Guerras e rumores de guerras não cessaram desde a queda de Jeru­salém. Com isso, ao longo dos séculos a profecia tem-se cumprido. O que nos chama a atenção é o crescimento surpreendente destes conflitos: “nação contra nação e reino contra reino”, v. 7.

c) Os conflitos contemporâneos. O século XX foi, sem sombra de dúvida, o que vislumbrou as maiores guer­ras e conflitos ao redor do mundo. Guerras não só em quantidade, mas também em nível de devastação. O terro­rismo é uma modalidade de conflito que faz vítimas incon­táveis em nosso tempo. O mundo tornou-se instável e im­previsível, estabilidade pacífica é uma exceção.

 

III – FOMES, v. 7

A fome é classificada de duas maneiras: aberta ou epidêmica e oculta ou endêmica. A chamada “fome aberta” acontece em períodos de guerras ou quando há pragas e se compromete o fornecimento de alimentos. A “fome oculta” é aquela em que o indivíduo não ingere a quantidade necessária de calorias por dia. O resultado é a desnutrição ou subnutrição.

Em 1974, a Conferência Mundial sobre a Alimentação fixou a meta de eliminar a fome no mundo até 1984. Isso não aconteceu. Estima-se que até 2020 1 bilhão e 300 milhões de pessoas passarão fome.

a) A fome no primeiro século. No relato de Atos 11:28 encontramos um profeta por nome Agabo referin­do-se à fome que haveria. Ela ocorreu no ano 46, durante o reinado de Cláudio César, e foi tão severa em Jerusalém que muitos morreram de inanição, por falta absoluta de alimentos. Durante o período de 60 a 80 d.C, a fome, a pestilência, os incêndios, os vulcões e terremotos assola­ram o império.

b) Causas da fome. A fome pode ser conseqüência de guerras, de fatores climáticos, mas também é sinal do juízo de Deus, I Reis 17: 1. A fome acontece hoje por má distribuição de recursos. Os governos gastam valores in­calculáveis em material bélico, somas inimagináveis são desviadas dos cofres públicos por causa da corrupção, en­quanto pouco se faz na área social.

 

IV – TERREMOTOS, v. 7

a) Grandes tragédias. No ano 63, Pompéia foi des­truída por um terremoto. No ano seguinte, metade de Roma, cidade de um milhão de habitantes, foi reduzida a cinzas; em 1 de novembro de 1755, 60 mil pessoas pere­ceram em Lisboa, Portugal.

b) A previsão bíblica. Em Apocalipse 6, 11 e 16 es­tão previstos os piores terremotos da história. De acordo com pesquisas, de 1890 a 1930 ocorreram 8 terremotos de 6 graus na escala Richter; de 1930 a 1960, foram 18; de 1960 a 1979, 64 terremotos; de 1980 a 1996 esse número ultrapassa 200 terremotos acima dos 6 graus.

O número tem aumentado assustadoramente. Em Lucas 21: 11, Jesus chama a atenção para grandes epidemias no mundo e terríveis fenômenos que trariam desastres de dimensões mundiais e cósmicas. Durante esses tempos de terror muitos se achegariam a Deus.

O que nos chama a atenção é a intensificação desses sinais, especialmente nos últimos 40 anos. Tudo isso é o começo. Dores ainda mais fortes ainda virão antes da che­gada do fim.

Grandes terremotos:

12 de Janeiro de 2010. Um forte terremoto de magnitude 7 devastou o Haiti às 16h53 do dia 12 de janeiro, hora local -19h53 de Brasília. O epicentro foi a poucos quilômetros da capital, Porto Príncipe.

Pelo menos 200 mil pessoas morreram, 300 mil ficaram feridas, 4 mil foram amputadas.

6 de abril de 2009. – Um terremoto de 6,3 graus na escala Richter atinge a cidade histórica de Áquila, no centro da Itália, e vilarejos vizinhos, matando pelo menos 207 pessoas e provocando danos em milhares de construções que datavam até do século 13.

12 de maio de 2008

Um terremoto atinge a província de Sichuan, no sudoeste da China. Apenas em um condado da província, até 87 mil pessoas morrem ou são dadas como desaparecidas. Outras 370 mil ficam feridas. O tremor chegou a 7,8 graus e começou na capital da província, Chengdu, no início da tarde.

15 de agosto de 2007

Pelo menos 519 pessoas morrem na província de Ica, na costa do Peru. O epicentro do abalo de 7,9 graus foi no fundo do Oceano Pacífico, a 145 km a sudeste de Lima.

8 de outubro de 2005

Um tremor de magnitude 7,6 atinge o norte do Paquistão e a região da Caxemira, matando mais de 73 mil pessoas e deixando milhões de desabrigados.

26 de dezembro de 2004

Um tremor de 9,2 graus na escala Richter no Oceano Índico gera uma tsunami que atinge vários países da Ásia, matando quase 300 mil pessoas.

26 de dezembro de 2003

Mais de 26 mil pessoas morrem após um terremoto no sul do Irã. A cidade histórica de Bam fica totalmente destruída.

21/05 /2003: Argélia, 2.217 mortos e 9.085 feridos.

26/01/2001: índia, mais de 30 mil mortos.

21/09/1999: Taiwan, 2.500 pessoas mortos.

17/08/1999: Turquia, cerca de 20 mil mortos.

17/07/1998: Pa-pua-Nova Guiné, 2.123 mortos.

30/05/1998: Afega­nistão, mais de 5.000 mortos.

04/02/1998: Afega­nistão, mais de 3.500 mortos.

10/05/1997: Irã, 1.613 mortos. 17/01/1995: Japão, 6.424 mortos. set/1978: Irã, 25 mil mortos.

jul/1976: China, mais de 240 mil mortos.

fev/1976: Guatemala, mais de 22,8 mil mortos.

maio/1970: Peru, mais de 66 mil mortos.

set/1923: no Japão, mais de 140 mil mortos.

dez/1920: China, mais de 100 mil mortos.

dez/1908: Itália, mais de 100 mil mortos.

out/1737: na índia, mais de 300 mil mortos.

jan/1693: na Itália, cer­ca de 60 mil pessoas.

jan/1556: na China, c.de 830 mil mortos.

ago/1138: na Síria, cer­ca de 230 mil mortos.

MUITOS OUTROS TERREMOTOS NÃO FORAM CITADOS NESTA RELAÇÃO. O QUE TEMOS OBSERVADO É UM AUMENTO MUITO GRANDE DESTES FENOMENOS.

 

CONCLUSÃO

Precisamos atentar para as profecias de Jesus acerca do fim dos tempos.

Além disso, necessitamos ter uma atitude de compromisso com o reino, nestes dias de cumprimento profético. Não podemos viver um cristianismo sem compromisso e dedicação ao Senhor.

Na próxima semana estudaremos o tema: A SEGUNDA VINDA DE CRISTO: COMO SERÁ?

Não perca este estudo.

Que Deus nos abençoe.

Pr Josias Moura.

Estes estudos estão disponíveis no site: josiasmoura.com

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s