Estudo para o culto de doutrina da Igreja do Betel Brasileiro Geisel. Tema: A escatologia na mensagem Profética

A escatologia na mensagem profética

Daniel 9: 20-27; Obadias 15-21

"Por que o Dia do Senhor está prestes a vir sobre todas as nações." Obadias 15

Nesta segunda lição sobre os fundamentos da escatolo­gia no Antigo Testamento trataremos de dois temas extre­mamente significativos para a escatologia bíblica, a saber: as setenta semanas de Daniel e a expressão "dia do Se­nhor."

Estes dois assuntos estão presentes na literatura profética e são focos de muitos debates e controvérsias. Portanto, entendê-los é imprescindível.

I- AS SETENTA SEMANAS DE DANIEL, Dn 9: 20-27

Embora haja diferentes modos de estudar a profecia de Daniel, nossa ênfase aqui é interpretá-la literalmente e mostrar que seu cumprimento final se dará no segundo ad­vento do Messias. Daniel teve esta visão no primeiro ano do reinado de Dario, em 538 a.C. Os setenta anos do cati­veiro profetizados por Jeremias estavam terminando.

a) O significado das setenta semanas de Daniel.

As setenta semanas representam 490 anos, sendo cada semana um período de sete anos. As semanas são dividi­das em três períodos menores de tempo:

  • 07 semanas: um período de sete semanas (49 anos, Dn 9: 25),
  • 62 semanas: um segundo período de sessenta e duas semanas (434 anos, Dn 9: 25-26,
  • 01 semana: uma última semana (7 anos, Dn 9: 26-27), a mais cruel e temível de todas, que resulta na destruição do perse­guidor e libertação final do povo de Deus.

Portanto 07 semanas+62 semanas+01 semana = 70 semanas de Daniel = 490 anos

b) As setenta semanas teriam os seguintes re­sultados: "fazer cessar a transgressão, para dar fim aos pecados, para expiar a iniquidade, para trazer a justiça eterna, para selar a visão e a profecia e para ungir o Santo dos Santos", Dn 9:24. O profeta menciona seis coisas a se­rem feitas.

Intérpretes da profecia afirmam que as quatro primeiras relacionam-se com a obra expiatória de Cristo e a sua primeira vinda. As duas últimas se realizarão no perío­do da tribulação.

c) O cumprimento das setenta semanas.

  • O pri­meiro período de sete semanas pode ser uma referência à conclusão bem-sucedida da reconstrução de Jerusalém. A cidade foi reconstruída durante este período, sob oposi­ção "nos tempos angustiosos", conforme predito em Dn 9: 25 e confirmado em Ne 4: 18.
  • O segundo período, de sessenta e duas semanas, es­tende-se desde a conclusão da reconstrução de Jerusalém até o início do ministério de Cristo. Outros acreditam que as sessenta e duas semanas seriam o tempo durante o qual a cidade de Jerusalém seria reconstruída (538 a.C) e quan­do foi destruída pelos romanos (70 d.C).
  • A última semana (7 anos – Dn 9: 26-27), será bem dis­tante das demais. Haverá um acordo feito por um "prínci­pe" com os judeus. No meio da semana, este príncipe porá abominações no santuário e começará urna perse­guição contras os judeus. No fim da semana, haverá o jul­gamento e um reino de justiça será estabelecido.Quando os judeus tiverem de ser varridos completamente de sobre a face da terra, Jesus descerá dos céus com a igreja, decla­rará guerra contra o Anticristo, o vencerá e o amarrará por mil anos. Esta semana será inaugurada com o arreba­tamento da igreja, segundo a interpretação dispensacionalista, e terminará quando a Igreja voltar com Jesus para reinar com ele no milênio.

II – O DIA DO SENHOR NO ANTIGO TESTAMENTO

A expressão "dia do Senhor" é muito comum no Anti­go Testamento. De forma geral, era uma referência ao dia em que Deus subjugaria os inimigos e salvaria Israel seu povo eleito. Seria, portanto, um dia de juízo, mas tam­bém de salvação.

a) Dia de juízo. Os israelitas acreditavam que nesse Deus se levantaria para julgar todos os seus inimigos e sal­var Israel de forma espetacular. Mas o profeta Amós utili­zou essa frase como símbolo do juízo iminente de Deus so­bre Israel, Am 5:18. Sofonias reconhecia o dia do Senhor como julgamento universal, abrangendo todas as nações, Sf 1: 14-18.

Os profetas Joel e Isaías falam do dia do Senhor como um dia de trevas e escuridão. Contudo, o juízo é seguido de uma nova glória e nova luz, Jl 2: 2, 28, 32; Is 24: 21-23. Em Daniel, o juízo universal de Deus introduz a chegada do reino dos santos do Altíssimo, Dn 7: 10-28. O pensamen­to de um juízo universal das nações introduz a promessa da inauguração do reino perene dos santos do Altíssimo.

b) Dia da manifestação da soberania divina. No dia do Senhor todos os povos reconhecerão a supremacia e o senhorio do Deus de Israel sobre o universo. Será um dia de juízo sobre as nações inimigas e o triunfo dos rema­nescentes fiéis israelitas.

O tema "dia do Senhor" possui tanto um cumprimento imediato como escatológico no Antigo Testamento. Ao mesmo tempo que o profeta anunciava o juízo e salvação iminentes, também prenunciava o grande e terrível dia do Senhor, o juízo final escatológico. "Por que o dia do Se­nhor está prestes a vir sobre todas as nações […] mas no monte Sião haverá livramento […] e o reino será o Se­nhor". Ob 15,17,21. O livro de Obadias descreve o juízo de Deus sobre Edom e a salvação de Israel, mas este juízo e salvação são apenas amostras do juízo e salvação plenas que estavam por vir.

Assim, a expressão Dia do Senhor, nos mostra que Deus esta no controle da História da humanidade e Ele ira cumprir a sua palavra movendo todas as circunstancias para que sua palavra se cumpra.

Na próxima semana estudaremos o tema: “Últimos dias, tempos difíceis”. Não perca este estudo.

Pr Josias Moura de Menezes

2 thoughts on “Estudo para o culto de doutrina da Igreja do Betel Brasileiro Geisel. Tema: A escatologia na mensagem Profética

  1. Parabens Pr ,sou Presbitero ja estudei sobre isso ,bate certinho tudo que o irmao tem dito nesse estudo ,meu desejo é qe o Senhor continue te abençoando grandemente meu Querido irmao és um grande instrutor na palavra ,tem certeza,muitos tem sido edificado com essas msagens…Abraços

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s