Sermão para culto da família. Tema: O que fazer quando as dificuldades surgem em nossa casa.

Palavra ministrada pelo Pr Josias Moura no culto de encerramento do Mês da família na Igreja do Betel Brasileiro Geisel.

O que fazer quando as dificuldades

surgem em nossa casa

João 11: 1-4

Introdução

A ressurreição de Lázaro foi um dos grandes milagres realizados por Jesus, que chamou a atenção de amigos e inimigos.

Este milagre foi realizado na casa de uma família que era muito conhecida por Jesus. Lázaro é aqui retratado como aquele que era amado por Jesus. Maria é aqui retratada como aquela que antes havia ungido com bálsamo a Jesus e enxugado seus pés com seus cabelos. João faz questão de nos relembrar o que Maria havia feito antes por Cristo. Parece-me que ao relembrar o gesto de Maria, João que nos mostrar que há sempre retribuição para o nosso esforço de agradar e servir a Deus. De fato, Deus retribui sempre aqueles que o servem e procuram agradá-lo.

E foi na casa desta família, tão querida e amada por Cristo, que uma situação de angustia começou a existir. Lázaro havia ficado enfermo. Sua enfermidade era grave. Não haviam meios naturais para socorrê-lo. O amigo de Jesus estava morrendo.

O chamado por Jesus

As irmãs de Lázaro informam a Cristo sobre a situação. Vejamos o verso 3 e 4: “ Mandaram, pois, as irmãs de Lázaro dizer a Jesus: Senhor, está enfermo aquele a quem amas. 4 Ao receber a notícia, disse Jesus: Esta enfermidade não é para morte, e sim para a glória de Deus, a fim de que o Filho de Deus seja por ela glorificado.

Ao receber informações sobre a condição de Lázaro Jesus faz uma declaração surpreendente. Ele declara que a enfermidade de Lázaro tinha um proposito maior. Aquela enfermidade tinha vindo para que a glória de Deus se revelasse por meio dela.

Aprendemos aqui, que determinados problemas e dificuldades que enfrentamos nos sobrevêm para que possamos experimentar a revelação da glória de Deus.

Precisamos orar mais meus irmãos, para que a glória de Deus seja revelada através de nossas lutas e dificuldades. Muitos consideram que suas lutas são tremendas e grandes, mas considere isto meu irmão: Quanto maior é a tua luta pessoal, maior será a revelação da glória de Deus.

A demora de Jesus.

Vejamos o verso 5 e 6: “Ora, amava Jesus a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro. 6 Quando, pois, soube que Lázaro estava doente, ainda se demorou dois dias no lugar onde estava”.

A demora de Cristo em Betânia nos leva a perguntar porque Deus pode demorar para nos responder?

A demora de Cristo em ir para Betânia, pode levar alguns a pensarem que Jesus chegou tarde na casa de Lázaro. Mas, ao refletir sobre a demora de Cristo somos levados a compreender que como o Senhor do tempo, Deus age no momento em que Ele quer, e não no momento em que nós queremos. Ele é o Senhor do tempo. A demora de Cristo em ir a Betânia fazia parte do plano de Deus. Foi sua demora em chegar a Betânia que criou mais expectativa no coração da família de Lazaro.

Marta, irmã Lazaro, não compreendia que aquela demora fazia parte de um plano de Deus lhe diz: “…21 Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão…”. Todos achavam que Jesus havia demorado muito.

Mas, quando Deus demora para nos responder é porque Ele tem algum proposito. A demora de Cristo foi um exercício de fé para os discípulos e para as irmãs de Lázaro. Assim, quando Deus demora em responder é certamente porque deseja que nossa fé seja testada e fortalecida.

A demora de Deus também nos mostra que Deus já tem uma hora marcada para agir em nosso favor. Ele já estabeleceu em seu plano o tempo certo. Quando não compreendemos isso nos entregamos a ansiedade. E as preocupações tomam conta de nós. Precisamos das palavras de Salomão em Eclesiastes 3:1: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu..”.

Portanto, meu irmão quando Deus demora é porque Ele quer nos mostrar que Ele é Senhor do tempo, é também porque deseja exercitar nossa fé, e ainda nos mostrar que tudo tem seu tempo determinado.

A ação de Jesus em favor de Lázaro

Veja o que dizem os versos seguintes: “33 Jesus, vendo-a chorar, e bem assim os judeus que a acompanhavam, agitou-se no espírito e comoveu-se. 34 E perguntou: Onde o sepultastes? Eles lhe responderam: Senhor, vem e vê! 35 Jesus chorou. 36 Então, disseram os judeus: Vede quanto o amava. 37 Mas alguns objetaram: Não podia ele, que abriu os olhos ao cego, fazer que este não morresse? 38 Jesus, agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra. 39 Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. 40 Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus? 41”

Nestes versículos observo algumas lições muito importantes:

· O choro de Jesus. Nos leva a perceber que Deus se identifica com a nossa dor. Ele demonstra o seu amor expressando sua comoção por nós.

· A ordem de Jesus. Inquietando dentro de si com aquela situação, Jesus caminha em direção ao túmulo e declara: Tirai a Pedra. Diante desta palavra Marta, mais uma vez demonstra sua pouca fé e diz: “Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias”. Nossas fraquezas espirituais muitas vezes nos levam a duvidar da palavra de Deus e nos transformam em pessoas limitadas.

Esta Pedra em frente ao sepulcro pode ser vista como os grandes obstáculos que desafiam a nossa fé. Tire estas pedras espirituais que te impedem de crer.

· A promessa de Jesus. Diante da fraqueza evidenciada por Marta, Jesus lhe relembra: “Não te disse eu que, se creres verás a glória de Deus”. Aprendemos aqui que precisamos crer antes de ver. Há pessoas que são como Tomé. São aqueles que precisam ver para Crer. Porém este é um momento importante onde Deus nos chama para Crer. Portanto, creia, creia, creia neste nome. Ele tem poder.

· O milagre. Em frente ao túmulo Jesus declara. “Lazaro em para fora v. 43”. A palavra de Cristo muda aquela realidade. Aquele cenário de morte se transforma numa experiência de revelação da glória de Deus.

Conclusão

Ao preparar esta palavra me lembrava da história abaixo:

A águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração se acelerou com emoções conflitantes, ao mesmo tempo em que sentiu a resistência dos filhotes a seus insistentes cutucões. Por que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair?…Pensou ela.

O ninho estava colocado bem no alto de um pico rochoso. Abaixo, somente o abismo e o ar para sustentar as asas dos filhotes. E se justamente agora isto não funcionar? Ela pensou. Apesar do medo, a águia sabia que aquele era o momento. Sua missão estava prestes a se completar, restava ainda uma tarefa final: o empurrão.

A águia encheu-se de coragem, pois enquanto os filhotes não descobrirem suas asas não haverá propósito para a sua vida. Enquanto eles não aprenderem a voar não aprenderão o privilégio que é nascer águia.

O empurrão era o melhor presente que ela podia oferecer-lhes. Era seu supremo ato de amor. Então, um a um, ela os precipitou para o abismo. E eles voaram!

Às vezes, nas nossas vidas, as circunstâncias e os problemas que enfrentamos fazem o papel de águia. São estas circunstancias que nos colocam frente aos abismos e vales da vida humana.

E quem sabe não são estas mesmas circunstâncias, que nos fazem descobrir que temos asas para voar… Isaias 40:31: “mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão e não se fatigarão”.

Sendo assim, a doença, e a consequente morte de Lazaro foram as circunstâncias que Deus escolheu para fazer com que Marta descobrisse que poderia renovar as suas forças e sua fé como uma águia.

Que Deus possa nos abençoar!

Pr Josias Moura de Menezes

8 thoughts on “Sermão para culto da família. Tema: O que fazer quando as dificuldades surgem em nossa casa.

  1. O SENHOR falou hoje – muito – comigo através dessa mensagem. Que Deus continue lhe usando para trazer esclarecimentos sobre a vontade Dele na nossa vida! Um abraço sincero! Muito obrigada!

    Curtir

  2. Esta mensagem era a palavra que eu estava precisando exatamente hoje. Muito obrigada e peço a Deus que continue a te usar para nos abençoar.

    Lenise

    Curtir

    • Eu digo o mesmo. Esta palavra é a que eu estava precisando para hoje no Culto da Família. Que Deus continue lhe abençoando forte mente a sua vida.

      Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s