Estudo Bíblico para o culto de doutrina da Igreja Betel Brasileiro do Geisel

Tema do estudo:

Asafe: O caminho da

prosperidade bíblica

Texto: Salmo 73

"E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades", Filipenses 4: 19.

INTRODUÇÃO

A prosperidade dos ímpios é o tema do Salmo 73, escrito por Asafe. Nesse texto está registrada a experiência desse servo de Deus que sofreu uma crise espiritual ao tentar descobrir por que certos homens que não temiam a Deus tinham tanto sucesso na vida. Ele ficou confuso ao ver que tais pessoas prosperavam. Este fato causou em Asafe um momentâneo desespero, ao ponto de "quase" se afastar definitivamente dos caminhos do Senhor. Vamos ouvir com atenção o seu testemunho e tirar lições para a nossa vida.

I – O PECADO DA INVEJA, SI 73: 3

A tendência natural do homem é a de acumular bens, de procurar ter o que os outros têm. Hoje, o consumismo acaba sendo incentivado pela propaganda.

Asafe começou a enxergar a prosperidade dos ímpios e observou que, a despeito da vida injusta daqueles homens, sempre ficavam mais prósperos, vv. 4-12. Ele ficou revoltado, ao ponto de se ver no fundo do poço da crise espiritual.

Como tudo começou? Inicialmente, ele teve inveja da prosperidade dos ímpios e chegou a pensar que era inútil permanecer puro diante de Deus, pois não alcançava a prosperidade, v. 13.

a) Pecado sutil. A inveja sempre causou sérios preju­ízos ao homem, Gn 4: 1-7. Ela vem chegando de mansinho, como que não querendo nada, e, repentinamente, dá um golpe mortal. Asafe foi vítima desse pecado, w. 2, 3. Quase chegou a abandonar sua fé e vocação porque dera lugar à inveja em seu coração. Davi adverte: "Não te indignes por causa dois malfeitores, nem tenhas inveja dos que prati­cam a iniqüidade", SI 37: 1;

b) Pecado que gera pecados. Há certas atitudes e sentimentos que, muitas vezes, acham guarida em nossos corações e deles não nos desvencilhamos facilmente. A inveja é um desses sentimentos. Mas, cuidado, porque inveja é pecado que gera pecados, tais como: apostasia, homicídio, feitiçaria, idolatria, crueldade, injustiça, ciúme, impureza, imoralidade sexual, etc.

II – A INSATISFAÇÃO DE ASAFE, SI 73: 12-13

Até parece que Asafe tinha razão ao analisar a prospe­ridade daqueles que não servem a Deus. Como pode uma pessoa soberba, violenta e que zomba de Deus ter riquezas e mais riquezas, v. 12? Analise os versos 4 a 11 e veja a lista que Asafe escreveu. Ele chegara quase à conclusão de que estava servindo a Deus em vão, vv. 14-16. Não há dúvidas de que esta posição de pensamento revela a insatisfação que existia dentro de seu coração. Asafe não se conformava em servir a Deus e ser afligido e castigado a cada manhã, e ver os ímpios sempre tranqüilos.

O que a Bíblia diz sobre o cristão e a vida material?

a) Nem a pobreza, nem a riqueza, Pv. 30: 8. Esse versículo é uma oração em que Agur pede o suficiente para o sustento da família no seu dia-a-dia. Além disso, devemos pleitear recursos para podermos ajudar a manter a obra do Senhor e auxiliar os necessitados, II Co 9: 8-12;

b) O descontentamento é reprovado por Jesus, Mt. 6: 25. Nesse texto, Jesus não condena a atitude de se trabalhar para seu sustento futuro, I Tm. 5:8. O que Ele reprova é a ansiedade ou a preocupação exagerada, que revela a falta de fé no cuidado e amor de Deus, I Pe. 5: 7;

c) Deus supre todas as necessidades, Fp 4: 19, tanto materiais como espirituais. Este suprimento vem por meio de Cristo, que conquistou toda sorte de bênçãos para o cristão no calvário, Ef 1: 3.

III – O CAMINHO DA PROSPERIDADE, SI 112: 3

Deus deseja que o cristão seja feliz e realizado em todas as áreas da vida. Para nossa melhor compreensão, vamos dizer que a prosperidade seja como um trem de ferro que trafega sobre trilhos. Os trilhos são o caminho por onde a máquina trafega e chega ao destino final. Vejamos:

a) O trilho da fé. Todas as bênçãos de Deus são canalizadas ao crente pela fé, Hb 11: 1, 6. E através dela que Deus envia as respostas de nossas orações. Não há como ser curado se não existir fé. Não se recebe o milagre sem o trilho da fé. Jeová-Jiré, o Deus da provisão, se manifesta quando cremos em seu poder;

b) O trilho da honestidade. Asafe se esqueceu de que o ímpio usa de todos os recursos para prosperar: a mentira, a violência, o suborno, a calúnia, a traição, w. 5-10, etc. Seu objetivo é adquirir riquezas, projeção e fama. Este tipo de gente não tem temor a Deus. A consciência deles não está sob a direção do Espírito. Mas, com o cristão é diferente. Ele tem compromissos com a verdade, não aceita suborno e teme ao Senhor. Leia SI 15: 1-5.

CONCLUSÃO

Graças a Deus porque Asafe conseguiu sair da crise espiritual. Ele não foi escândalo para os 4000 coristas do rei Davi. Seus conflitos de fé duraram até o dia em que ele decidiu entrar no templo do Senhor, v. 17. Estar à porta da Casa de Deus era o desejo do salmista, SI 84: 10. Lá no santuário, Asafe pôde entender o fim dos ímpios e chegar à conclusão de que melhor é estar junto a Deus e proclamar todas as suas maravilhas, do que ignorar os propósitos de Deus, vv. 27, 28. Vivemos, hoje, cercados por pessoas que correm, dia e noite, atrás de prosperidade pessoal por meio de jogo ou exploração de outros recursos. Esse não é o caminho do cristão, pois sua prosperidade vem do Senhor.

Quanto aos ímpios é certo que muitos deles vivem desfrutando de vidas regaladas, mas o seu fim é terrível: 17 Porém, quando fui ao teu Templo, entendi o que acontecerá no fim com os maus. 18 Tu os pões em lugares onde eles escorregam e fazes com que caiam mortos. 19 Eles são destruídos num momento e têm um fim horrível. 20 Quando te levantas, Senhor, tu não lembras dos maus, pois eles são como um sonho que a gente esquece quando acorda de manhã. ” (Salmos 73:17-20 NTLH)

Melhor é estarmos com Deus, e crescermos com Fidelidade e integridade de vida, servindo-o com amor e temor. Na próxima semana estudaremos o tema: Mefibosete, a superabundância da Graça de Deus. Até lá!

Pr. Josias Moura

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s