ESTUDO DO CULTO DE DOUTRINA. Tema: A parábola do Filho Perdido

O capítulo 15 do evangelho de Lucas é um dos mais conhecidos de toda a Bíblia. Nele, estão contidas três parábolas que Jesus contou e que têm uma mensagem em comum. São elas: a parábola da ovelha perdida, a parábola da moeda perdida e a parábola do filho perdido.

Na 1ª delas, Jesus fala de um pastor que tinha 100 ovelhas, perdeu uma e saiu à procura dessa que havia se perdido. Encontrando-a, ele faz uma tremenda festa pra comemorar. Na 2ª é uma mulher que tinha 10 moedas de valor e que também perde uma. Ela se esforça até encontrar e, quando encontra, também dá uma festa com suas amigas e vizinhas. E a última, mais conhecida como a parábola do Filho Pródigo, é a que vamos estudar hoje.

Ler o texto de Lucas 15:11-24

Quantas lições preciosas nessa parábola! O Pai, claro, representa Deus. Não era comum, mas por vezes os filhos recebiam antecipadamente a herança dos seus pais. O filho mais novo dessa história pede ao pai a sua parte e, não muito tempo depois, se afasta indo viver sua vida dissolutamente.

1. O Pai nos dá liberdade pra viver perto ou longe dEle

Você decide se quer viver sua vida na presença de Deus, perto dEle, debaixo do Seu olhar e acompanhamento ou se quer viver uma vida “independente”. Muitos jovens anseiam a independência dos pais. Não vêem a hora de alcançarem a maioridade e viverem suas próprias vidas.

Com Deus não existe maioridade. Ele é um Pai que sempre vai querer ter seus filhos por perto. Não importa quantos anos você tem, seu grau de instrução, sua experiência de vida, o plano de Deus é que você viva todos os seus dias na dependência dEle.

Mas, é você quem decide. O moço da história quis ir embora, e o Pai não o impediu.

2. As adversidades nos fazem lembrar do Pai

Você já percebeu que quando tudo vai bem, as pessoas tendem a se esquecer de Deus? Se há saúde, emprego, dinheiro, casamento, casa, bens….. as pessoas, muitas vezes, vivem muito bem longe do Pai. Era assim que esse moço se sentia quando tudo estava bem

Mas duas desgraças se abateram sobre a vida dele: o dinheiro gasto irresponsavelmente se acabou, e sobreveio uma fome na terra onde ele estava.

Então, no meio da fome, do desespero de não conseguir trabalho e da humilhação de cuidar de porcos, ele se lembra do Pai.

Quantas pessoas nós conhecemos que só vieram pra Deus na hora da necessidade!!  Se esse é o seu caso, não se queixe. Deus está usando as suas dificuldades pra trazer você pra perto dEle. E quando tudo estiver bem, NÃO SE AFASTE DE DEUS!

3. Na casa do Pai há pão com fartura

Foi esse pensamento que fez o moço cair em si. “Quantos empregados do meu pai têm comida de sobra e eu aqui passando fome!”

A casa do Pai é um lugar abençoado. Perto de Deus você SEMPRE estará melhor. Não há comparação. Perto de Deus você é mais feliz e mais abençoado em todas as áreas da sua vida. Uma pessoa que decide viver debaixo do “teto” de Deus tem bênçãos no casamento, nos relacionamentos, na profissão, nos estudos, nas finanças e, mais do que tudo isso, tem bênçãos espirituais impagáveis. Não há dúvida: o melhor lugar pra alguém estar é na presença de Deus!

4. O Pai recebe todos os que se arrependem

As três parábolas desse capítulo têm um ponto em comum: a alegria em achar o que se havia perdido. O pastor da 1ª. parábola, a mulher que achou a moeda e o pai, todos fizeram festa. Jesus quis nos mostrar a alegria de Deus quando um pecador se arrepende. Há uma festa no céu!

Mas,  perceba um detalhe: o discurso do filho foi um discurso de alguém arrependido: “ Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho”.

Hoje Deus continua aceitando os pecadores de volta. Todo aquele que reconhece que fez um mau negócio em andar longe de Deus, que se reconhece pecador e carente da misericórdia do Pai, pode aproximar-se dEle e será recebido com alegria.

Como se aproximar do Pai? ATRAVÉS DA CRUZ DE JESUS CRISTO.

Jesus não morreu na cruz apenas para ser um mártir ou para ficar famoso. Ele o fez pra que nós pudéssemos nos aproximar de Deus. Você pode chegar diante da cruz de Cristo e fazer o mesmo discurso de arrependimento: “ Pai, pequei muitas vezes contra ti, mas hoje me arrependo. Peço que o sangue que Jesus derramou na cruz me lave dos meus pecados. Hoje decido viver pra ti.

A iniciativa é nossa!. Claro que o pai queria que o filho voltasse. Mas ele não foi atrás do filho. Mas deixou a porta aberta pra quando ele quisesse voltar. Assim é Deus! Ele quer muito que nos aproximemos dEle. A porta é Jesus! Tome a iniciativa e volte-se pra intimidade com Deus.

Esta parábola nos lembra que não podemos deixar de falar da cruz. É através dela que podemos ter nossos pecados perdoados pra estarmos de novo na presença do pai.

Ministre sobre o amor de Deus. Este Deus é aquele que nos recebe apesar das nossas falhas, que mandou Jesus morrer por nós quando nós ainda éramos pecadores! Ministre reconciliação nas vidas daqueles que estavam vivendo longe do Pai. Ministre o senhorio de Cristo. Se você está na casa do Pai, precisa viver debaixo da sua autoridade!

Pr. Josias Moura de Menezes

2 thoughts on “ESTUDO DO CULTO DE DOUTRINA. Tema: A parábola do Filho Perdido

  1. Dignissimo Pastor Josias, Deus abençoe grandemente o seu ministério, a Graça de Deus continue super abundar na sua familia.

    Sou Evangelico, e trabalho no ministério de Evangelismo e Missões- em Angola

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s