SERMÃO: CRISTIANISMO SUPERFICIAL

PALAVRA MINISTRADA PELO PR JOSIAS MOURA DE MENEZES NO CULTO DE SANTA CEIA DA IGREJA BETEL

Texto: Mt. 7:13-29

1.     Introdução

Tenho observado em nosso país um crescimento espantoso dos evangélicos. Em nenhuma outra época, os evangélicos passaram a crescer tanto como hoje. Evangélicos estão presentes na mídia, podem ser encontrados em todas as classes sociais e no meio artístico ou esportivo.

Mas, o que tem preocupado a muitos, e se este crescimento numérico gerado cristãos realmente comprometidos com o reino de Deus.

Precisamos abrir os nossos olhos, porque a porta que dá acesso ao reino de Deus, ainda é estreita, e Jesus disse que poucos entrarão por ela.

Atualmente muita gente diz ser evangélica. Há alguns anos atrás ser evangélico era como fazer parte de uma seitinha de fanáticos, hoje não é mais assim. Temos visto acontecer um crescimento numérico muito espantoso e os evangélicos tornaram-se um dos mais fortes  segmentos religiosos do Brasil. Mas a questão é que muitos           que frequentam igreja, estão vivendo uma vida cristã muito superficial, sem ter compromisso com reino, sem a intimidade com Deus e sem o amor a palavra de Deus.

No livro Poder para ser vitorioso,  Pr Rick Warren ele diz que “…a bananeira é quase indestrutível. Você pode picá-la em pedacinhos, mas vai continuar crescendo. Pode queimá-la, mas vai continuar crescendo. Há apenas uma maneira de acabar com a bananeira: arrancando suas raízes. As raízes são a chave do fruto. Cristianismo superficial é um cristianismo sem raízes e sem profundidade de vida com Deus.

2.     Nesta ocasião, gostaria de falar acerca de algumas características de um cristianismo sem profundidade, e superficial.  A grande pergunta que faremos é: Quando o cristianismo é superficial?

2.1      O cristianismo é superficial quando há uma confissão sem compromisso v.21

Confissão e obediência são coisas inseparáveis no reino. No verso 21, Jesus está falando acerca de pessoas que o confessam a doutrina e são conscientes de que Ele é senhor.

Aqui Jesus nos ensina que mais importante do que o nosso discurso, é o nosso comportamento, é a nossa atitude de compromisso com reino. Jesus quer que façamos o que é certo e não apenas que ensinemos aos outros o que é correto.

Este princípio está muito claro quando Jesus diz: Nem todo o que me diz, Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu pai….”.

Certa vez Jesus falava com o povo e alguém lhe Disse: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar-te.  Jesus, estendendo a sua mão para os seus discípulos, prontamente respondeu em Mateus 12:50:  “Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai celeste, esse é meu irmão, irmã e mãe”. Jesus ensina que a sua família é composta por aqueles que tem compromisso com a obediência a Deus.

A confissão que afirmamos ter da nossa salvação só tem mais credibilidade quando temos um sentimento de compromisso com Deus.

2.2      O cristianismo é superficial quando se vive a procura de autoexaltação v.22

A vida cristã pode ser tornar superficial quando vivemos em busca de autopromoções e exaltação própria.

O verso 22 fala daquele grande dia, em que Jesus virá para encontrar a sua noiva, onde muitos relatarão as suas obras a Jesus: “senhor em teu nome profetizamos, ou expulsamos demônios, ou fizemos muitas maravilhas”. Muitas pessoas irão se gloriar das suas obras.

Temos estudado no Livro de Coríntios, que uma das grandes lutas do Apostolo Paulo era contra cristãos que se orgulhavam de suas realizações.

Ao estudar este livro, nós somos convidados a recordar que a glória de tudo que eu e você realizamos não é nossa, ela pertence ao Senhor.

Vem a ser isso que Paulo nos ensina em 2 Coríntios 10:17: “Aquele, porém, que se gloria, glorie-se no Senhor.”

Quero dizer duas coisas importantes para você:

  • Se Deus  desejado usar a sua vida, coloque-se como instrumento nas mãos do Senhor.
  • Porem sirva a Deus, com humildade transferindo todo elogio, e toda glória para o Senhor.

2.3      O cristianismo é superficial quando ouve-se a palavra, mas não a pratica v.24-27.

Vive-se uma vida cristã superficial quando nos acomodamos com a vida de ouvintes da palavra. Domingo a domingo, escutamos sermões e estudos, ficamos cheios das bênçãos nas reuniões de oração da Igreja. Enfim, vivemos uma vida crista superficial quando recebemos muito e doamos pouco de nós para o reino.

Lembre-se que Jesus da um especial destaque a todo aquele que “ouve” as suas “….palavras e as prática…”. Esse cristão que recebe e coloca em pratica será mais resistente as crises.

Se queremos ter uma vida cristã mais fortalecida, então vivamos a compartilhar o que temos aprendido na palavra de Deus  com outros.

2.4      O cristianismo é superficial quando não produz frutos para o Reino de Deus v.19

Jesus da muita importância aos frutos. E nós falamos aqui, dos frutos do Espírito em Gálatas 5:22-24 que diz: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, 23  mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. 24  E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências.” (Gálatas 5:22-24 RA)

Jesus enfatiza os frutos no texto que lemos em Mateus 7:19: “Pelos frutos os conhecereis”. Portanto, o tipo de crente que nós somos é determinado pelos frutos que temos.

Em João 15,  Jesus também nos ensina que somos limpos diariamente pelo Espírito para que possamos produzir cada vez mais frutos. Na medida em que abrimos o nosso coração para ação santificadora do Espírito, estes frutos irão começar a surgir em nossas vidas. Na medida em que vivemos uma vida cristã superficial os frutos estarão ausentes.

Acercas dos frutos na vida do crente quero ainda destacar algumas coisas importantes:

  • Observe que só se atiram pedras em árvores frutíferas. Quando um pé de goiaba esta carregado com muitos frutos, muita gente atira pedras ou sobe nele para derrubar seus frutos. Se um crente não tem frutos ela não é um incomodo para Satanas, mas se é um crente cheio de frutos, então deve estar preparado para enfrentar os ataques espirituais.
  • Não esqueça que árvores mortas não dão frutos. Crentes carnais, que não oram, que são superficiais, que não estudam a palavra de Deus, e que estão espiritualmente frios, não darão frutos. Existem muitas pessoas dentro de Igrejas que estão como árvores mortas.
  • Observe uma árvore de Natal. Ela está toda decorada, tem muita beleza, mas não está viva. Uma árvore de Natal, tem muitos ornamentos, mas não tem frutos. Há muitos cristãos que estão vestidos com a roupa da religiosidade, mas desprovidos  espiritualmente de qualquer fruto do Espírito.

3.     Conclusão

Precisamos dar uma basta ao cristianismo superficial, porque:

  • Ele tem sido a causa de muitos crentes não crescerem e permanecem imaturos e inconstantes.
  • Ele gera crentes sem autoridade, sem poder espiritual e sem testemunho cristão.

É hora buscarmos uma revolução em nossas vidas. Chegou o momento de mergulharmos no rio visto pelo profeta Ezequiel no capitulo 47. Não podemos mais ficar vivendo nas margens do rio, precisamos entrar e mergulhar neste rio.

2 thoughts on “SERMÃO: CRISTIANISMO SUPERFICIAL

  1. este sermão foi de grande valia para mim pode aprender um pouco mais sobre avida a dois muito obrigado PR:Josias que Deus te abençoe grandemente nesse ministério.

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s