SERMÃO: O QUE NOS DIZ O NATAL

Palavra ministrada pelo Pr Josias Moura no culto de Natal da Igreja Betel, no dia 20.12.2009

Lucas 2.1-20

1       Introdução

Há tanta gente celebrando o natal com seus familiares, sem compreender a sua essência ou seu significado. Já dizia Wilson Franklin, articulista do Jornal Batista, que “enquanto o Natal, para muitos… é apenas sinônimo de presentes, festas, comidas, confraternizações, amigo oculto, troca de cartões… o Natal que Deus espera de nós é um culto de adoração a Jesus”. (O Jornal Batista, pg 10 – 17 a 23/12/2001).

Depois de tantos séculos, a cada ano, a humanidade se prepara novamente para relembrar o maior acontecimento de todos os tempos: o Natal, o nascimento de Jesus, o Yeshua Hamaschia, – o Messias prometido, o esperado das nações.

O verdadeiro significado do NATAL está em Lucas 2:11: “Hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor”. Comemoramos a Sua vinda e usufruímos Sua vida!

Eu estava dizendo esta semana, que os nossos filhos tem como heróis personagens que não existem. Eles aprendem a admirar o Ben10, o super homem, o papai Noel, enfim, os heróis dos desenhos animados e filmes produzidos pela industria lucrativa do cinema.

Houve uma época em nosso Brasil que os jovens cantavam uma música de grande sucesso que repetia em seu refrão: “Meus heróis morreram de overdose”. Esta letra retrata que os heróis dos nossos jovens são figuras fracas, que não trazem nenhum beneficio para aqueles que vivem no mundo real.

Se você perguntar a uma criança judia quais são os seus heróis, provavelmente ela dirá: Abraão, Moisés, Elias, Josué. Pais e mães, temos que resgatar no imaginário da criança a sua admiração pelos heróis bíblicos. Precisamos ensinar a nossos filhos que os seus verdadeiros heróis são aqueles homens e mulheres que foram poderosamente usados por Deus.

Mas, será que temos contado histórias infantis para os nossos filhos? Será que temos sido para nossos filhos, fontes geradoras do desejo de adorar a Deus?

2       Aproveitando a ocasião da chegada do Natal, reflitamos acerca do que está data representa para nós cristãos.

2.1     O NATAL NOS DIZ QUE DEUS É O SENHOR DA HISTÓRIA

O que lemos nos versos 1-6, revela isto: “Naquele tempo o imperador Augusto mandou uma ordem para todos os povos do Império. Todas as pessoas deviam se registrar a fim de ser feita uma contagem da população. 2  Quando foi feito esse primeiro recenseamento, Cirênio era governador da Síria. 3  Então todos foram se registrar, cada um na sua própria cidade. 4  Por isso José foi de Nazaré, na Galiléia, para a região da Judéia, a uma cidade chamada Belém, onde tinha nascido o rei Davi. José foi registrar-se lá porque era descendente de Davi. 5  Levou consigo Maria, com quem tinha casamento contratado. Ela estava grávida, 6  e aconteceu que, enquanto se achavam em Belém, chegou o tempo de a criança nascer”.

Lemos aqui que Deus Se serviu de um decreto do imperador de Roma, Augusto, para fazer com que José e Maria voltassem a Belém, a cidade de onde eles eram oriundos. Deus fez isto porque, conforme traz o Evangelho de Mateus (Mt 2.5-6),  estava profetizado que o Rei prometido, nasceria em Belém de Judá.

Portanto, Deus moveu a história, moveu o imperador para que a profecia se cumprisse… E todas, e cada uma das profecias que foram feitas sobre Jesus, todas se cumpriram infalivelmente, porque Deus é o Senhor da história.

Como Senhor da história, Deus nos mostra que nada está acontecendo ao acaso. Tudo que ocorre no mundo é resultado de seu plano. Acompanhando a história da humanidade, iremos observar que tudo esta sendo conduzido para que a glória de Deus brilhe de forma poderosa e todas as forças do mal sejam derrotadas.

Deus também é Senhor da minha e da sua história de vida pessoal. Você chegou até aqui por causa do plano maravilhoso do Senhor para sua vida. Deus esteve acompanhando cada detalhe de sua vida. Ele usou as tuas tribulações e lutas para revelar em tua vida a poderosa glória dEle.

Como o salmista, queremos dizer o que está em Salmos 71:6: “Em ti me tenho apoiado desde o meu nascimento; do ventre materno tu me tiraste, tu és motivo para os meus louvores constantemente.”

2.2     O NATAL NOS DIZ QUE DEUS É HUMILDE

Lemos no v.7: “Então Maria deu à luz o seu primeiro filho. Enrolou o menino em panos e o deitou numa manjedoura, pois não havia lugar para eles na pensão”.

Uma das coisas que impressionam são as condições do nascimento de Jesus.

Você observou? …mesmo sendo Ele o Criador do universo, o Rei dos reis, o Senhor dos senhores e o Deus Todo-poderoso, Ele escolheu o berço mais pobre de todos para identificar-se com os pobres deste mundo.

Jesus podia ter nascido no palácio de César, em Roma… ou podia, pelo menos , ter sido hóspede de Herodes, rei da Judéia… Mas, não… Jesus nasceu em um estábulo, foi deitado numa manjedoura, num coxo onde os animais comiam…

Olavo Bilac, um dos nossos maravilhosos poetas, disse: “Não nasceu entre pompas reluzentes”. De fato, Jesus nasceu na pequena Vila de Belém, num lugar humilde como a manjedoura, tendo enxoval também humilde, porquanto foi “envolto em faixas”.

Não se você percebe, mas Jesus fez isto para nos dizer que, desde o Seu berço, Ele está ao lado dos mais pobres, dos mais necessitados.

Mais tarde, Jesus pregaria nas montanhas: “Felizes os que sabem que são espiritualmente pobres” (Mt 5.3).

Lembre-se que a humildade sempre abriu e continuará abrindo portas e oportunidades para sua vida.

…em terceiro lugar:

2.3     O NATAL NOS DIZ QUE HÁ BOAS NOTÍCIAS EM UM MUNDO DE MÁS NOTÍCIAS

Vejamos estes próximos versos (8-14): “Naquela região havia pastores que estavam passando a noite nos campos, tomando conta dos rebanhos de ovelhas. 9  Então um anjo do Senhor apareceu, e a luz gloriosa do Senhor brilhou por cima dos pastores. Eles ficaram com muito medo, 10  mas o anjo disse: -Não tenham medo! Estou aqui a fim de trazer uma boa notícia para vocês, e ela será motivo de grande alegria também para todo o povo! 11  Hoje mesmo, na cidade de Davi, nasceu o Salvador de vocês – o Messias, o Senhor! 12  Esta será a prova: Vocês encontrarão uma criancinha enrolada em panos e deitada numa manjedoura. 13  No mesmo instante apareceu junto com o anjo uma multidão de outros anjos, como se fosse um exército celestial. Eles cantavam hinos de louvor a Deus, dizendo: 14  -Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz na terra para as pessoas a quem ele quer bem!”

Novamente: a aparição de anjos e a revelação do nascimento de Jesus, não se dá nos palácios nem nos tronos do mundo, mas em meio de um grupo de simples pastores, próximos da pequena vila de Belém.

Ali, os anjos proclamaram; “Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz na terra para as pessoas a quem ele quer bem!”. Ali, naquela região de pastos, Deus foi exaltado… ali, os anjos indicaram aos crentes em Deus: “Não tenham medo! Estou aqui a fim de trazer uma boa notícia para vocês, e ela será motivo de grande alegria também para todo o povo! 11  Hoje mesmo, na cidade de Davi, nasceu o Salvador de vocês-o Messias, o Senhor!”

Aleluia! Que notícia boa: “nasceu o Salvador de vocês”!

Um povo, uma nação que estava subjugada, e oprimida pelas injustiças, recebe a grande notícia de que o salvador haveria de nascer.

Esta é a grande noticia que temos para este mundo onde imperam inúmeras injustiças! O justo juiz nasceu, e veio para nos convidar para o seu reino.

…depois disto:

2.4     O NATAL NOS DIZ QUE AGORA NÓS DEVEMOS LEVAR TAMBÉM AS BOAS NOTÍCIAS

Vamos ler o v.15-20: “Quando os anjos voltaram para o céu, os pastores disseram uns aos outros: -Vamos até Belém para vermos o que aconteceu; vamos ver aquilo que o Senhor nos contou. 16  Eles foram depressa, e encontraram Maria e José, e viram o menino deitado na manjedoura. 17  Então contaram o que os anjos tinham dito a respeito dele. 18  Todos os que ouviram o que os pastores diziam ficaram muito admirados.”

Entenda isto: os pastores disseram uns aos outros: “Vamos até Belém para vermos o que aconteceu… então contaram o que os anjos tinham dito”.

Agora, cabe também a nós, imitarmos estes pastores, dar esse passo… esse é o momento de conhecer a Jesus… e é o momento de voltarmos à nossa casa, ao nosso trabalho, ao nosso estudo, e compartilhar com todos que Jesus é o Salvador.

Irmãos, o dia 25 de dezembro dividiu a história do mundo em duas partes, mas o Natal, o nascimento de Jesus em nós, dividiu a nossa história pessoal, a nossa biografia. Todos podemos contar como era nossa vida antes de Cristo e de como é agora, depois de Cristo!

3       Conclusão

Pois bem, não há no mundo, nem poderá haver jamais, uma história mais linda que a ocorrida em Belém, e da qual, Jesus é o personagem central. O Natal não deve apenas representar para nós uma bela história, mas também um momento para refletirmos acerca da nossa comunhão com Deus.

Penso que o natal é um momento também apropriado para refletirmos sobre a qualidade de nosso relacionamento com nossa família.

Um comediante Frances, chamado Dom DeLuise relata que houve um  tempo  obscuro em sua vida em que nada o fazia sorrir.

Certa vez ele declarou: “Tudo  em minha vida dava errado.  Vivia  sem  esperança  e  sentia-me completamente inútil.”

Ao aproximar-se o  Natal,  seu  filho pequeno lhe perguntou o que desejaria  ganhar  de  presente.  DeLuise, desanimado, respondeu: “Felicidade —  e  você  não pode me dar isso.”

Quando chegou o Dia de Natal e a  família abriu seus presentes, o menino entregou a seu pai um  pedaço de  papelão  onde  estava  escrita  com  letras um tanto rabiscadas, a palavra felicidade.  O  menino  disse:  “Veja, papai, eu posso lhe dar felicidade!”

Acho que natal é momento para que possamos olhar mais para os nossos filhos e conjuges, e perceber como eles são importantes para nossa história.

3 thoughts on “SERMÃO: O QUE NOS DIZ O NATAL

  1. Rev. que Deus em Cristo Jesus te abençoi! que contunue te usando para abençoar muitas vida como eu por exemplo. fique com Deus!

    Curtir

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s