Sermão: A Família sob ataque

Por Pr. Josias Moura de Menezes

1.  Introdução

Tenho visto que Satanás tem a maioria das suas armas apontadas para a família. Ele sabe que se destruir a família de um indivíduo, ele não terá apenas desfeito um relacionamento, mas também terá ferido a base de seus valores, de sua segurança como ser humano, a sua confiança em Deus.

Não é sem razão que podemos dizer que a família está sob ataque. Na verdade, quero ser mais enfático: A SUA FAMÍLIA ESTÁ SOB ATAQUE! Este ataque está sendo feito em várias áreas, vários aspectos da vida em família.

2.  A natureza da família sob ataque. Mt 19.4-6; Ml 2.16

Todos acompanharam o casamento de Ronaldinho e Daniela Cicarelli pela TV. Um casamento que durou 86 dias, depois de terem gasto 700 mil Euros só na festa em um castelo na França. Quando vemos casos como esse, de celebridades se casando e se divorciando com tremenda facilidade e velocidade, percebemos que a natureza da família está se perdendo a passos largos.

O casamento foi feito para durar. É o que Jesus afirmou em Mateus 19.4-6. Veja o texto:

4 Ele respondeu: “Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’5 e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’? 6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe”.

Mesmo sabendo que na natureza do casamento há o elemento “durabilidade” até a morte separe o casal, cada vez mais está sendo perdido o ideal divino de perpetuidade do casamento. Casamentos já começam com a idéia de que o divórcio é um remédio para uma possível crise. O divórcio existe, acontece, é previsto na Bíblia, mas é um remédio amargo, é uma cirurgia sem anestesia, fora dos ideal que Deus tem para a união de um homem e uma mulher. O divórcio acontece, e verdade, mas sabe o que Deus pensa dele? Veja o texto de Malaquias 2.16:

“Eu odeio o divórcio”, diz o SENHOR, o Deus de Israel, “e também odeio homem que se cobre de violência como se cobre de roupas”, diz o SENHOR dos Exércitos. Por isso, tenham bom senso; não sejam infiéis.

Para aqueles que estão ouvindo esta mensagem e já passaram ou estão em situação de divórcio, quero lhes dar uma palavra de ânimo no Senhor. O fracasso no casamento não deve ser motivo para que você desista de ter uma família dentro dos padrões de Deus. Se você é filho de pais separados, saiba que você pode ter uma família feliz e não repetir os erros de seus pais.

4.  Os propósitos da família sob ataque Pv 22.6; Mt 10.21

Além da natureza da família estar sob ataque, os propósitos da família estão sob ataque. A família foi instituída por Deus para o crescimento saudável do indivíduo. Ela existe para que, se estiver dos padrões de Deus, seja tão importante para o crescimento quanto o alimento é. O propósito da família cristã é gerar indivíduos comprometidos com Deus, indivíduos que gerarão mais famílias de salvos por Cristo. O texto de Provérbios 22.6 diz: Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles.

Hoje o mundo sem Deus quer inculcar a idéia de que a família é uma instituição falida e plenamente dispensável. Não há mais propósito para a família. As novelas, os programas de TV, revistas, tentam passar a idéia de que a família é um entrave ao prazer, à liberdade, à individualidade. Esse é o ataque contra os propósitos da família. Você está alerta a isso?

4.  Os valores da família sob ataque Rm 1.26-27

O texto de Romanos 1.26-27 fala sobre outro tipo de ataque que a família enfrenta hoje. O padrão natural para a família está sendo trocado por outros padrões. Já chegamos à época em que nós seremos perseguidos por não nos conformarmos com os novos valores que extinguem a família como nós a conhecemos e como foi idealizada por Deus. Infelizmente existem muitos pastores que estão sendo processados por pregarem a Palavra tal e qual ela se apresenta.

Mas se a família está sob ataque, é preciso que haja um contra-ataque.

5.  O contra ataque da família. Js 24.15

Josué, o substituto de Moisés na retirada do povo de Israel do Egito, teve de tomar uma decisão sobre sua família. Contra todas as tendências, contra toda a oposição e tentação para o afastamento de Deus, ele declarou diante do povo:

Js 24.15 – Se, porém, não lhes agrada servir ao SENHOR, escolham hoje a quem irão servir, se aos deuses que os seus antepassados serviram além do Eufrates, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra vocês estão vivendo. Mas, eu e a minha família serviremos ao SENHOR”.

Você teria coragem de tomar uma posição como essa diante de Deus e das pessoas que irão lhe criticar ? Você tem coragem de dizer “Esse tipo de programa nós não vamos mais assistir aqui em casa”? Ou dizer “Essa literatura não entra mais neste lar”? Você tem coragem de estabelecer limites para os seus filhos? Será eles já perderam total respeito pela autoridade dos pais? Você, jovem, que está pensando em se casar, tem coragem de dizer que não irá formar uma família se ela não estiver dentro dos padrões de Deus? É preciso contra-atacar! É preciso uma decisão firme e dentro dos propósitos de Deus para a família.

Que você tenha a coragem de dizer: “Eu e a minha família serviremos ao Senhor!” Amém!

Deixe sua mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s